Guillermo Del Toro

Cinema terça-feira, 30 de Março de 2010

Se me perguntassem em qual set de filmagem eu gostaria de ter sido faxineira, um dos escolhidos seria com certeza o de o O Labirinto do Fauno, dirigido por Guillermo Del Toro. A criatividade e o faro afinado do diretor são no mínimo incríveis e o consagraram entre os melhores diretores modernos.

Del Toro era (E é) um mexicano gordinho, míope e criado pela avó. Até aí nada demais, certo? Porém ainda cedo Guillermo começou a se interessar por cinema e foi aprendiz na área de efeitos e maquiagem de ninguém mais ninguém menos do que Dick Smith, profissional que trabalhou no filme O Exorcista (O próprio, que fazia você mijar na cama). O primeiro passo para o sucesso já estava dado.

Com apenas 21 anos Guillermo Del Toro foi produtor executivo de seu primeiro filme em 1985. Durante 10 anos o cineasta trabalhou como supervisor de maquiagem até que, bastante maturado, formou sua própria companhia no início dos anos 80, a Necropia. Durante esse período dirigiu programas na tevê mexicana e foi então que aprendeu a fazer filmes. Em 1993 escreveu e dirigiu Cronos, seu primeiro sucesso, que causou frisson em Cannes e arrematou 9 prêmios no México. Porém, a inimiga negra dos produtores independentes (a.k.a. Hollywood) recrutou seu talento e o meteu numa tremenda barca furada: Predadores de Nova York, de 1997. O filme foi uma vergonha só.

Chateado com a péssima experiência em Hollywood, Del Toro retornou ao México e formou seu cartel sua produtora, The Tequila Gang e em 2001 lançou um filme de horror com todas as suas marcas características, A Espinha do Diabo. Em 2004, no entanto, Guilhermo cedeu aos encantos de Hollywood novamente e retornou para dirigir Blade II. A partir de então, o diretor escreveu e dirigiu Hellboy, O Labirinto do Fauno e Hellboy II: O Exército Dourado. E foi em 2007 que para mim Guillermo Del Toro botou pra foder arrebentou: Produziu o filme O Orfanato e arrepiou até cabelo de peruca com o horror psicológico.

TOP 3 – PARADA OBRIGATÓRIA:

1) O Labirinto do Fauno (El laberinto del Fauno) – 2006

Se você ainda não viu, morra corra. Você está perdendo um dos melhores filmes de todos os tempos. E pelo amor de Deus, nunca confunda este filme com alguma película infantil, você corre o risco de traumatizar seu irmãozinho mais novo. Guillermo Del Toro coloca a inocência da pequena protagonista Ofélia junto à Guerra Civil Espanhola e a conflitos bombásticos. Fugindo desse cenário, a menina se mete num panorama ainda mais surreal, um mundo de fantasia povoado por personagens que somente Del Toro poderia criar. Mistura mais do que acertada entre a fragilidade e a crueldade. Não à toa foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2007. O Atillah já falou dele aqui. Ele também figurou no Top 100 da Uiara e do Vassourada.

2) O Orfanato (El orfanato) – 2007

 Uno, dos, tres… Toca la pared!

Pra mim, um dos melhores filmes de suspense, se não o melhor. A atriz Belén Rueda está maravilhosa em todos os seus momentos no filme. O filme conta a história de Laura, que se muda para o antigo orfanato onde foi criada, com a intenção de transformá-lo num lar para crianças especiais. O que ela e o marido não prevêem é o sumiço de seu filho adotivo, Simón. A partir daí, prepare-se para mergulhar na tensão e loucura de uma mãe em busca de seu filho. Limite não entra no vocabulário! O filme conta ainda com a ponta do ator Edgar Vivar, o Seu Barriga do Chaves. Se você não tem nada contra spoillers, clique aqui e assista à cena da foto acima. De arrepiar!

3) Hellboy e Hellboy II: O Exército Dourado (Hellboy / Hellboy II: The Golden Army) – 2004 e 2008

Del Toro foi brilhante ao escrever Hellboy. Tem ação, tem conspiração, tem humor, tem efeitos especiais deltorísticos e continuação no mesmo nível ótimo do primeiro filme. Duvida? Então te dou um minuto para você achar algum outro filme que junte um herói que é na verdade um grande diabo vermelho secretamente à serviço do governo. Até nos filmes mais leves Guillermo Del Toro consegue juntar coisas opostas como essas e entreter tão bem seus expectadores. Já que essa merda não incorpora Clique aqui para assistir o trailer de Hellboy e o Exército Dourado. Ou assiste ai embaixo, mesmo.

E prepare-se, mais coisa boa vem por aí. Del Toro é roteirista do suspense Don’t Be Afraid of the Dark, com estréia prevista para este ano e The Orphanage – aparentemente um remake de “O Orfanato” – previsto para 2011. Guillermo Del Toro ainda estará na direção de O Hobbit, adaptação do livro que antecede a trilogia O Senhor dos Anéis do escritor J.R.R.Tolkien – pausa para os gritinhos dos nerds – e com lançamento previsto para 2012.

Portanto fique esperto! O gordinho míope ainda tem muitas cartas na manga…

Filmografia

• 2012 – O Hobbit
• 2010 – O Orfanato — Remake
• 2010 – Tarzan
• 2009 – Hellboy II: O Exército Dourado
• 2007 – O Orfanato
• 2006 – O Labirinto do Fauno
• 2004 – Hellboy
• 2002 – Blade 2
• 2001 – A Espinha do Diabo
• 1997 – Predadores de Nova Iorque
• 1993 – Cronos: Contra o Tempo
• 1987 – Geometria — Curta Metragem
• 1985 – Dona Lupe — Curta Metragem

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Eu sou fã do Del Toro. Um dos pocuso diretores que eu faço questão de assistir todos os filmes.

  • debs

    sem contar que o orfanato tem uma das melhores cenas pós atropelamento, quase morri no cinema aquela hora

  • hanna

    acho o Del toro simplesmente perfeito! Eu quase morri no labirinto do fauno, comprei achando que era um filminho para crianças e fui assistir depois que cheguei de uma balada, imagina a cena eram 4 horas da manha, eu já com umas na cabeça morrendo de sono, e nao conseguia dormir porque o filme te prende demais! é maravilhoso… os que ainda nao assistiram tao perdendo um baita filme! =)

busca

confira

quem?

baconfrito