Guia do Blues – Cap. IV – Muddy Waters

New Emo quinta-feira, 15 de julho de 2010

Mais um direto do Mississippi.

Muddy Waters, apelido este que veio da sua origem perto do grande rio barrento, é contemporâneo do Robert Johnson, apesar de ter vivido durado bem mais. Apesar disso, o Muddy Waters não seguiu tanto a vertente do Delta, e logo migrou do violão para a guitarra elétrica, típica do estilo de Chicago.

Seu golpe de sorte, apesar de ser mais um negro músico nos anos 50, foi ter erguido uma banda de apoio de grandes nomes. E muitos instrumentos. Claro que, mesmo se a Lady GaGa tivesse o Elvis-the-pelvis de apoio, não funcionaria tanto. A diferença entre os dois é que Muddy Waters tinha talento.

 Bigodin

Pra melhorar ainda mais a situação, ele foi o responsável por ter desenvolvido o estilo, numa época que nem B. B. King ou Chuck Berry faziam as menininhas gritarem mais do que para os Beatles. Sem falar nas influências e regravações dos seus altos e intensos sons, vide Led Zeppelin, Bob Dylan, Eric Clapton, Angus Young e Rolling Stones.

Como diria o Rei:

“It’s going to be years and years before most people realize how greatly he contributed to American music.”

Pena que, ao chegar a morte no meio do sono em 1983, nunca tivesse tido tanto sucesso quando seus posteriores, apesar das dezenas de álbuns pela Chess Records.

Para ver outros posts da série, clique ali.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito