Guerra Mundial Z (World War Z)

Cinema quinta-feira, 27 de junho de 2013

 A história gira em torno do funcionário da ONU Gerry Lane (Brad Pitt) que atravessa o mundo numa corrida contra o tempo para impedir uma pandemia que está desafiando exércitos e governos e ameaçando dizimar a humanidade inteira. Baseado no livro homônimo e best seller escrito por Max Brooks.

Eu não sei o que eu esperava quando entrei pra ver o filme. Talvez esperasse zumbis sendo mortos, zumbis mordendo gente, zumbis correndo e pulando feito chimpanzés furiosos e famintos. Claro, dá pra ver tudo isso no trailer. O que eu não esperava é que o filme fosse tão meia boca. E olha que é difícil zonear um filme de zumbi, pra mim.

Galera botando maior moral porque é adaptação do livro de mesmo nome do Max Brooks, mas sabe o que isso significa pra mim e 95% da platéia? Porra nenhuma. Então, vamos nos ater aos fatos. Quais fatos? Oras, minhas opiniões sobre o filme, porque aqui sou eu quem manda. E fica quieto ae que os zumbis são sensíveis a ruído.

O começo do filme é animador, com aquela velha história de uma vida pacata ser repentinamente ESTUPRADA por uma doença misteriosa que transforma quem entra em contato com o agente patológico em um ser sem emoções, movido apenas pela vontade de transmitir sua carga. O que dificulta a credibilidade da ideia é justamente o fato da contaminação se dar apenas, e apenas por meio de mordidas. Caralho, que tipo de vírus é esse, que vai pela saliva mas não vai pelos outros fluídos [Não teve nenhuma cena de sacanagem, infelizmente. Ou não infelizmente assim, não tem nenhuma gostosa de destaque no filme]? Nego engole sangue de zumbi e não se transforma? Que merda é essa?

 “Surprise, motherfucker!”

Mas ok, dá pra seguir adiante sem comprometer o filme ou a diversão. E, mesmo eu tendo me divertido razoavelmente, não acho que foi o tipo de diversão que eu queria. Sei lá, tou acostumado com um clima mais horror, mais soturno. Guerra Mundial Z não tem susto, não tem espera. São hordas e hordas [Que inclusive se movem como um só] se chocando contra a sua muralha. Se você não andar, você vai rodar. E isso é frustrante pro espectador, tipo eu, que queria ver o Gerry fazer mais do que fugir feito uma garotinha. Claro, ele mata alguns zumbis no processo, mas pelo padrão que a gente tem guardado na memória, devido à anos de jogos e outros filmes de zumbi [Filmes esses que não citavam a palavra “zumbi” – Guerra Mundial Z é o primeiro], ele tinha que sair passando a rapa nos mortos-vivos.

 Grouxo, é você?

Algumas cenas dão a falsa esperança de que isso irá ocorrer, como por exemplo quando Gerry improvisa uma baioneta. Mas logo se vê que ele não é do tipo que mata zumbis, ele deixa isso pros soldados. E, como não poderia deixar de ser, o filme tá abarrotado de clichês, como o do soldado que se sacrifica pelo bem maior: A missão. Missão essa bem de corno, por sinal. Faz Gerry dar uma volta quase completa no mundo, convenientemente sempre achando seu caminho em meio ao caos, nunca dando de cara com nenhuma rua sem saída. Mas é o que dizem, você não sobrevive por ser o protagonista. Você é o protagonista porque sobrevive.

Agora, o que quebrou o encanto, pra mim, foi a solução que eles encontraram, se não pra curar a bagaça [Inicialmente], mas pra evitar mais ataques. Puta merda, o negócio é tão babaca que eu me recuso a discutir isso sozinho. Quem tiver a fim, me avisa pra gente bater um papo. E se você defender a ideia, eu aproveito e bato na sua cara. Porque é por sua culpa que Hollywood tá ruim do jeito que tá, seu bosta.

Guerra Mundial Z

World War Z (116 minutos – Ação)
Lançamento: EUA, Malta, 2013
Direção: Marc Forster
Roteiro:Drew Goddard, Damon Lindelof, Matthew Michael Carnahan e J. Michael Straczynski, baseados no livro de Max Brooks
Elenco: Brad Pitt, Mireille Enos, Daniella Kertesz, James Badge Dale e Matthew Fox

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Leitor FD

    :|

    – Obrigado pelos 999% de spolier sem informar o final!!!
    – Você realmente é um cara muito legal, ou não.

  • Tamos ae pra isso.

  • Maycom Cardoso

    já estão com idéias de fazer uma franquia, novos filmes, eu espero que não passe disso, porque não teria o que fazer, já “aniquilaram” praticamente a contamição com a tal camuflagem!

  • Sabe o que é pior? O filme dá uma brecha muito grande pra uma continuação, que é extremamente desnecessária.

  • Vinicius Ribeiro

    Os zumbis não comem ninguém, ninguém morre, malema vi sangue no filme, uma BELA BOSTA!!! Superprodução + zumbi, eu já sabia, mas quis conferir…

  • Maycom Cardoso

    totalmente desnecessária!

  • Zeca

    Que filminho lixo, é a velha história de zumbis com um vasto orçamento, típico filme pra malária, afinal de contas empregadas domésticas e milicos também têm o direito de frequentar cinemas.

busca

confira

quem?

baconfrito