Grey’s Anatomy – 1ª parte da 6ª temporada

Sit.Com terça-feira, 24 de novembro de 2009

Na última quinta-feira (19/11), Grey’s Anatomy exibiu, nos EUA, seu último episódio de 2009, temporada que até então foi exibida ininterruptamente, uma estratégia pouco comum na televisão americana. Agora, o retorno somente em janeiro de 2010.

greys-anatomy-season-6-01

A grande expectativa do retorno desta temporada eram os destinos dos personagens George e Izzie, nem eram tanto pela curiosidade de saber quem sobreviveria ou morreria (O que já se sabia há mais de um mês antes da série iniciar), mas sim como a série encararia mais uma partida de um membro original do seriado. Além disso, de partida, nesta temporada teríamos ausências confirmadas de Meredith (Gravidez), Izzie (Trabalho nos cinemas) e Lexie (Também gravidez), em algum momento.

Confesso que depois do choque inicial da partida definitiva de George, as coisas melhoraram muito no Seattle Grace, com as ausências de Izzie e Meredith, de molho (Não chegou a haver o sumiço da personagem na série), os roteiristas e Shonda Rhimes (A criadora) fizeram a escolha mais óbvia e foram muito felizes nos roteiros, apostando no elenco coadjuvante. Quem tem Chandra Wilson (Dra. Miranda Bailey) e Sandra Oh (Dra. Christina Yang) no elenco e com personagens riquíssimas não precisa inventar muito para agradar.

No entanto, o trabalho dos roteiristas foi além de, simplesmente, focar nos demais personagens: Aproveitando a crise econômica americana, criou-se uma fusão entre os hospitais Seattle Grace e Mercy West, adicionando novos personagens internos e inúmeras novas situações e dinâmicas. O auge para mim reside no episódio mais médico da série, I Saw That I Saw, pela mudança na narrativa tradicional da série, onde, normalmente, os relacionamento entre os personagens são o foco da narrativa, pela adrenalina de um episódio tenso e bem editado e montado.

Claro que numa temporada empolgante, principalmente se pensarmos que na temporada passada a série somente engrenou na reta final (Confirmada a doença de Izzie), houve uma queda de qualidade justamente quando retornaram em cena Meredith e Izzie, foram os dois últimos epiódios mais fracos, não ruins, mas que abrandaram e colocaram a série no seu ritmo normal. Claro que em seu último episódio, Holidaze, não precisavam apressar tanto as coisas, afinal o episódio se inicia no Dia de Ação de Graças e termina na noite de Reveillon, isto sem acresentar nada interessante à série, com exceção à storyline envolvendo o Chefe e Meredith, que parece ser uma trama promissora para o ano que vem. Até lá!

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito