Fúria de Titãs (Clash of the Titans)

Cinema quinta-feira, 20 de maio de 2010

 Perseu é o único que pode salvar sua família de Hades, um vingativo deus das trevas. Sem nada a perder, ele lidera uma missão para derrotar o vilão, antes que ele alcance os poderes de Zeus, rei de todos os deuses. Inicia-se, então, uma jornada por mundos desconhecidos.

Sinceramente, se você espera fidelidade à mitologia da Grécia antiga, esquece. O filme viaja na maionese, inclusive incluindo djinns, que até onde eu sei, não tem nada a ver com mitologia grega [Acho que são da mitologia árabe ou persa, sei lá]. E os efeitos especiais, em alguns momentos, decepcionam. Mas é um filme divertidinho mesmo assim. Mas veja bem: Eu disse divertidinho. Cê deixa o cérebro na porta de entrada, acompanha o negócio, sai e pega ele. Caso contrário, cê não vai aproveitar, e ainda vai parecer um daqueles seguidores do Rubens Ewald Filho. Seja lá quem seja esse cara.

Bom, a história começa mostrando Perseu, ainda bebê, sendo resgatado das águas do mar Mediterrâneo por um pescador, pouco antes de uma tempestade começar a comer solta. Obviamente, como naquela época qualquer pirralho podia ser útil, nem que fosse pra vender no mercado de escravos, ele recolheu o ser com cara de joelho e pegou pra criar. Depois disso, tem uma cena de mimimi com o moleque com uns 12 anos, naquela crássica crise que todo adolescente tem [Ainda mais sendo adotado], mas nada de relevante. Mesmo porque, é tudo uma introdução pro pau começar a comer.

 Por que se eu quisesse ver draminha pra mulher, deixava pra ver Sex and the City semana que vem.

O pau come, e por um motivo que eu acho que é bem óbvio mas eu não vou falar, Perseu se revolta com Hades, e resolve que vai comer o cu do salafrário. Com areia. Mas sendo um mero mortal, como ele vai encarar um deus de frente? Oras, é fácil: Seja o protagonista do filme! Cê vai descobrir que tem uma gostosa que não envelhece te seguindo desde que cê nasceu, e que quer te dar uns pegas. Mas, pra isso, cê vai ter que resolver toda a merda em que cê se meteu. E no que que cê se meteu?

 Não, não foi nela. Ainda…

Basicamente, cê tem que matar o Kraken. E o que é o Kraken? Porra, o filme já explicou: É um monstro que os deuses, mais especificamente Hades, criou, a mando de Zeus [O mesmo que criou os homens, e que no final é quem causou essa porra toda], pra derrotar os titãs. Ou seja, até os deuses tem medo do Kraken. Então, como derrotá-lo? Fácil, corte a cabeça da Medusa [Que, aliás, é uma baita gostosa], mostre pra ele e cabou. Fácil, né?

 É tão simples matar coisas sem poder olhar pra elas, né?

Ou seja, eu contei metade do filme, mas nada que qualquer um que não tenha dormido nas aulas de história [Ainda tem isso nos colégios?] não saiba. E tudo isso pra salvar a Andrômeda, que ia ser oferecida em sacrifício pra salvar a cidade lá. Mas cê só manja dela porque era seu Cavaleiro do Zodíaco favorito, né? E o mais bacana, ele não fica com a Andrômeda, fica com a Io, que é a tal gostosa que não envelhece. O que eu, particularmente acho mais negócio. Imagina só, uma gordinha que não fica véia?

E qualquer reclamação, foda-se, fiz esse texto na pressa. Comentários tão ae pra isso.

Fúria de Titãs

Clash of the Titans (106 minutos – Ação)
Lançamento: EUA, 2010
Direção: Louis Leterrier
Roteiro: Travis Beacham, Phil Hay e Matt Manfredi, baseados no roteiro de 1981 de Beverley Cross
Elenco: Sam Worthington, Liam Neeson, Ralph Fiennes, Jason Flemyng, Gemma Arterton, Alexa Davalos, Tine Stapelfeldt, Mads Mikkelsen, Luke Evans, Izabella Miko

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Lucas

    concordo plenamente com voce, o filme é uma bosta!

busca

confira

quem?

baconfrito