Fallout 3 lava, cozinha e passa.

Nerd-O-Matic quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

(Eu já escrevi uma review de Fallout 3, então isso não é uma resenha. Leia lá o outro texto se você quer uma resenha.)

Fallout 3 é mulher pra casar

Vocês sabem (ou deveriam saber) jogos são mais ou menos como mulheres: quanto menos enchem o saco, mais tempo você passa com elas. Afinal, a coisa mais insuportável do mundo é uma mulher que fica gralhando e torrando sua paciência porque você mija e não abaixa a tampa depois. Aliás, já que toquei no assunto, POR QUE CARALHOS MIJADOS elas reclamam tanto por causa disso? O KID, que é um gamer de respeito, já explorou a questão anteriormente, mas ela continua sem resposta. Eu acho que é só um comportamento default de encheção de saco que vem no software de toda mulher, sabe como é, pra que nenhuma deixe de encher o saco de um homem em pelo menos algum momento de sua vida feminina e reclamona.

Isso certamente se aplica também aos jogos: todo jogo enche o saco em algum momento. Felizmente, os jogos não mandam você abaixar a tampa da privada, caso em que você provavelmente veria seu PS2 saindo no pau com a sua mulher, numa improvável disputa pelo inerente direito de lhe encher o saco. Aliás, mulheres também podem encher seu saco pelo fato de você jogar vídeo-game, porém seu X360 NUNCA vai encher o seu saco pelo fato de você jogar sua mulher… na parede. E depois chamar de lagartixa. E depois jogar no chão e fazê-la mulher. Elas adoram isso, cara.

Não jogue seu X360 no chão.

Não tente fazer seu X360 mulher.

 Tipow… são coisas diferentes

Sim, eu sei que é óbvio que você não deve tentar colocar seu joystick dentro do drive do console. Mas sei lá; só achei importante lembrar, porque vocês esquecem muita coisa. Por exemplo, vocês esquecem que jogar vídeo-game precisa ser uma experiência DIVERTIDA, e não uma obrigação. Vejo muitos amigos jogando por obrigação, assim como vejo muitos amigos namorando ou casando por obrigação. Vídeo-games e relacionamentos não deveriam ser baseados em diversão?

Em várias ocasiões vi pessoas xingando o jogo com o qual estavam envolvidas. Mas não era aquele xingamento saudável, sabe? Do tipo: “RÁ ZUMBI DESGRAÇADO QUERENDO ME PEGAR POR TRÁS NÉ?! EXPERIMENTA O GOSTO DA MINHA SHOTGUN CANO SERRADO NA SUA GARGANTA!”

Headshot motherfucker.

Então, esse é um exemplo claro de xingamento que indica diversão com o jogo. Headshots sempre são divertidos, como já provei cientificamente em outro texto por aí. Mas, infelizmente, os jogos não são compostos integralmente por headshots. Alguns jogos nem mesmo os possuem, pasmem. Já jogaram Cooking Mama? Já? BICHAS! Cooking Mama não tem headshot.

Jogar Cooking Mama é mais ou menos como largar sua mulher pra se casar com a sua sogra: com sua mulher você dá uns tirinhos de vez em quando (heh), mas com sua sogra vai ser ela o tempo todo reclamando que você não abaixa a tampa. E você não vai querer comer sua sogra, claro. Mas talvez você queira fazer um headshot nela. Só que, se fosse fácil, seu sogro já o teria feito. Sogras usam Metal Power Helmet AGI +2 à prova de headshots.

Então, em resumo: não jogue Cooking Mama nem coma sua sogra. Não coma Cooking Mama também. Mas você PODE jogar sua sogra no trilho do trem. Ei, talvez seja divertido. Pelo menos seu sogro vai poder mijar em paz sem precisar abaixar a tampa depois.

São esses jogos, sabe, que o cara continua jogando sentado na poltrona, mas na verdade ele queria jogar o jogo no trilho do trem. PRA QUE CÊ fica jogando essa merda, cara? “Porque agora eu comecei e preciso terminar”. Tá maluco cidadão? Ninguém PRECISA terminar um jogo, você só deveria jogar enquanto ele continua sendo divertido. São incontáveis os jogos que COMEÇAM divertidos, mas depois de algumas horas se tornam um porre. A série Final Fantasy é o exemplo típico de jogo que você continua jogando só porque acredita que tá chegando perto do fim. É um lance meio obsessivo de precisar terminar o jogo de qualquer forma. Saca esses casais que ficam juntos pelos filhos, em nome de todos os anos de relação? Você fica junto com Final Fantasy só por causa das dezenas de horas que já gastou com ele. Ninguém está se divertindo mais, é só por obrigação. Abrace o divórcio.

Agora imagine uma mulher que nunca enchesse o seu saco. Ou que então você soubesse antecipadamente quando ela ia encher o seu saco e pudesse fugir. Sim, é a mesma alegria de você não ter mais batalhas aleatórias: você vê o inimigo e pode fugir antes que ele encha seu saco. Imagine uma mulher onde você pudesse fazer suas próprias armas! Ah não, agora eu estava falando de Fallout 3. Mas tudo bem, o ponto é esse mesmo: Fallout 3 é o melhor jogo do mundo porque ele nunca enche seu saco. Você tem uma linha clara de história a ser seguida, e se você quiser terminar o jogo você vai lá e termina em umas poucas dezenas de horas. Mas ela é uma mulher tão legal que você não quer só fazer o básico – que é sair dando uns tirinhos (heh) -, você realmente tem prazer em pegá-la e simplesmente passear com ela por aí. E o mundo de Fallout 3 é enorme, absurdamente cheio de coisas divertidas pra se fazer e lugares pra conhecer. Você nunca joga por obrigação, você sai explorando e matando inimigos e procurando itens porque você quer, porque você tá a fim, porque é legal fazer isso.

Eu juro pra vocês que esse é o único jogo que eu já peguei e não quis terminar. Eu estou adiando o fim do jogo. Faz umas 12 horas que eu já estou no último capítulo da história principal, mas eu fico passeando pelo mapa, descobrindo coisas novas pra fazer, pegando quests novas, tentando melhorar meus stats, tudo pro jogo não acabar. Mas agora eu cheguei no level 20, e não tem mais como ir adiante. Meu personagem já desenvolveu tudo que podia. Está chegando a hora de terminar. Que seja eterno enquanto dure.

Vai ser o fim de uma bela relação. Foram apenas 70, 80 horas, mas foi uma história bonita. Eu estive verdadeiramente apaixonado pelo jogo, e durante esses dois meses que se passaram não tive olhos para mais nenhuma outra. Mas que não dure pra sempre, posto que é chama; que seja eterno enquanto dure.

 Agora é cada um pro seu lado, ok?

Fallout, nós vamos nos separar. Não tem nada de errado com você, o problema sou eu. Eu quero conhecer outros jogos.

Mas você é jogo pra casar.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Donattelo

    Concordo plenamente. Eita joguinho bom pra não fazer nada. É aquele mundão todo e nenhuma obrigação de ir exatamente para algum lugar. Apenas avancei na quest principal o suficiente para conseguir usar as power armor. Agora, deixei essa quest quietinha no canto e sigo vasculhando cada canto radiativo desse universo. Até agora alcancei umas 40 horas de jogo. Devo ter mais umas trinta pela frente.

    Se tu quiser prolongar um pouco mais essa relação, te aconselho a instalar a expansão, Operation: Anchorage.
    Que bom se eu pudesse instalar umas expansões assim na patroa. Melhorar um pouco os gráficos, novos lugares para explorar, novas missões, etc.

  • Neto

    Jogo parecido , que o cara faz o que quer , quando quer , se quiser , é Elder Scrolls IV : Oblivion

    outro jogo pra casar

  • atillah

    @ Donatello

    Sim, seria bom instalar a expansão Bitch, Stop Bitching: Here and Now. Quando sair me avise.

    @ Neto

    Fallout 3 é feito em cima da engine do Oblivion cara, só que tudo foi melhorado.

  • chorei…

  • Que texto mais boiola, hwa hwa hwa.

  • Andre

    o problema e que as solucoes pra batalhas aleatorias tao ai mas os produtores nao aproveitam.
    Lunar por exemplo, nele voce via os monstros e podia escapar deles se quisesse mas os produtores tem que colocar as fking batalhas aleatorias pra acabar te deixar com raiva do jogo. E lunar e de 1997. FKING 11 ANOS ATRAS. Por isso que eu parei FFXII em 70 horas.

    PS.: teclado canadense tem acento ou cedilha?

  • bel

    você e suas associações não-associáveis por nenhum outro ser humano exceto você me divertem à beça.

  • Red

    ahahahaha

    realmente eu nunca tinha parado pra pensar nisso, as vezes eu ja enchi o saco do jogo mas uso meu tempo livre pra termina-lo. é uma especie de custume inconsciente.

    tipo: ja que eu perdi tanto tempo nessa merda vo zera pra ver o final, e geralmente o final é uma merda.

  • junnin

    A propósito, você terminou o FallOut 3, não?

    E devo ressaltar que Blue Dragon NÃO É JOGO DE VIADO, nele você pode fugir das batalhas aleatórias (Y)

    E eu não encontro A PORRA DO FALLOUT 3 EM NENHUM FUCKING LUGAR! Mas quando eu zerar Mirror’s Edge, se eu ainda não tiver FallOut 3 com certeza vou correr atrás do jogo.

    A propósito, a expansão não custa 80 (ou 800) M$ Points?

  • joao

    vi la na mini nova o fallout3 + expansão e mais de 2000 seeds.

  • Caio, The Eldar

    eu fiz essa mesma associação pra um amigo meu… me chamaram de doente. Pelo menos eu não sou o único doente que joga alcoolizado e pensa desta forma.

  • trombone

    Infelizmente vc pecou com o final. Terminar Fallout 3 não significa nada, afinal vc contrói a sua jogada, cada vez que jogar uma nova partida vc vai interagir totalmente diferente da jogada anterior. Esse jogo assim como Oblivion (da mesma desenvolvedora) são bem mais eternos que os ótimos 70-100 horas que vc pode gastar. pelas minhas constas esse jogo permite uma ótima relação sem encher o saco por mais de 200 horas, visto as centenas de diferentes possibilidades que o jogo permite pra vc. Ah, e tem uns headshots muito loucos (cabeça explode pra todo lado) XD

  • atillah

    @ trombone

    Concordo que sempre tem mais coisa pra fazer, mas como eu falei NO TEXTO TODO, uma hora eu tenho que terminar o jogo pra poder conhecer coisas novas. Não sou obsessivo.

busca

confira

quem?

baconfrito