Evocando Espíritos (The Haunting in Connecticut)

Cinema quinta-feira, 16 de abril de 2009

 Quando um dos filhos do casal Campbell é diagnosticado com câncer toda a família tem que mudar para uma casa mais perto da clinica onde Matt fará seu tratamento. Á medida que o tempo passa o comportamento do rapaz muda radicalmente e todos passam a presenciar várias atividades paranormais na casa. Pesquisando o passado dos moradores da casa eles descobrem que a casa foi um centro de pesquisas que procurava muito mais que contatos com espíritos. Agora sob constante opressão eles terão que responder a pergunta: – por que eles ainda estão entre nós? Baseado em uma história real este filme nos levará a acreditar no inacreditável!

Putz, mal esperava por ver esse filme desde que assisti o trailer. E olha que o trailer não era tudo isso não. Ou será que essa é uma impressão que ficou depois de ver o filme, superando e muito as espectativas? O que interessa é que o filme é bom, e eu acho que já disse que odeio falar sobre filmes bons, já que você fala sobre mas não quer/pode contar nada, causando um paradoxo na cabeça do pobre crítico [Como se crítico não tivesse mais é que se foder]. Mas chega de nhé-nhé-nhé.

 “Vamos dar as mãos e perder a cabeça.”

Pra simplificar, vou falar o basicão da história, pra evitar que vocês me xinguem por contar a merda do filme. Tudo começa com Sara, a mãe que levava Matt, seu filho, pra um hospital bem longe de casa. Como ficar viajando trocentas milhas [Americano usa milha e não quilômetro, cara] todo dia pra entupir seu filho de radiação não parece muito divertido, a tia resolve alugar uma casa perto do hospital.

 “Tem alguém ai-i?”

O problema [Além da burrice crônica dos personagens: Por que não internou o moleque logo?] é que a casa que ela alugou era usada antigamente como casa funerária. O que gera aparição de spritos por todo lado. Principalmente na presença de Matt, que já tá mais pra lá do que pra cá.

 “Quebrei a unha…”

E mais que isso não vou falar, porque já é mais do que devia. O que posso dizer é que a obra toda é muito bem montada: Além de ser baseada em uma história real, o que sempre gela um pouco mais a espinha, ainda é bem encaixada e pans, fazendo com que você tome sustos bem escalonados, e esteja sempre pensando: “Porra, mas é um animal, vai querer fazer isso AI? AGORA?” E essas joças religiosas sempre parecem mais verossimeis. Ou não?

Evocando Espíritos

The Haunting in Connecticut (102 minutos – Horror)
Lançamento: EUA, 2009
Direção: Peter Cornwell
Roteiro: Adam Simon e Tim Metcalfe
Elenco: Virginia Madsen, Kyle Gallner, Elias Koteas, Amanda Crew, Martin Donovan, Sophi Knight, Ty Wood, Erik J. Berg, John Bluethner, D.W. Brown

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito