Então, eu finalmente li a série do Miles Morales como Omaranha

HQs terça-feira, 02 de setembro de 2014

Em 2011, o Peter Parker do universo Ultimate morreu e foi criado um novo Aranha pra aparecer nas histórias, o Miles Morales:

 Mas não foi jogada de marketing viu gente?

Claro que, mais tarde, o Peter voltaria (Já voltou inclusive), mas o que importa aqui é o tempo do Miles como Homem-Aranha. Pois então, Miles é um garoto de 13 anos (No universo Ultimate, o Peter tinha 16 anos quando morreu) que é acidentalmente picado por uma aranha geneticamente alterada criada pela Oscorp, que, nesse tempo já tinha sido sido fechada e abandonada, graças à descoberta de que o Norman era o Duende Verde. Diferentemente do Peter, o sentido de aranha do Miles é mais fraco (Apesar de, aparentemente, ele ter uma certa precognição), e ele pode se camuflar (O que é estranho, já que pelo o que as HQs mostram, ele fica invisível e não camuflado) e tem o “venom blast” (Não sei o nome disso em português), uma espécie de choque paralisador. Ele, assim como o Peter, não solta teias naturalmente, então no começo ele simplesmente não balança por aí, só depois, ao ganhar os lançadores da Tia May, é que isso rola.

O resto é praticamente tudo que você já sabe sobre o Homem-Aranha: Tem o melhor amigo, tem a namorada, tem os super vilões, os delinquentes irrelevantes. A diferença é que o Miles não conta só com seus próprios personagens secundários, mas com os do Peter também: Gwen Staci (Que tá viva), Mary Jane, Tia May, a S.H.I.E.L.D., Capitão América, Tony Pinga e todo o resto da galera, incluindo os vilões. Isso aliás é grande parte da história: Gente indo atrás do Miles por pensar que é o Peter. Quando Peter morreu o mundo todo ficou sabendo que ele era o Homem-Aranha, mas quando o Miles aparece pouco depois, geral acha que o cara reviveu amém, irmãos.

O que se tem nessa primeira fase toda do Miles como Homem-Aranha? Tudo que já teve como Peter Parker. Os mesmos vilões, os mesmos personagens, novos personagens com as mesmas funções dos velhos personagens (E olha que tem UM MONTE assim), praticamente os mesmos poderes e as mesmas histórias: Gente importante morre, “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades” por que caímos, patrão Bruce?, empresas mexendo em coisas que não deviam, corrupção, mais uma guerra entre gente com super poderes… Não tem nada realmente novo aqui.

E é justamente por isso que é legal: Comparar a história do “novo” Homem-Aranha com a que todos já conhecemos. Bem, essa é a função do universo Ultimate desde o começo, então nada mais justo. É legal ver o Miles lidando com os mesmos problemas que o Peter tinha, sejam as decisões dele iguais ou diferentes das de Peter. É legal ver que o Miles tem poderes mas não só não sabe usá-los como também não tem treinamento nenhum e nem é um gênio: Ele não sabe pra que serve o sentido de aranha, ele esquece que pode se camuflar ou usar o venom blast, ao menos no começo ele não tinha teias (E também não sabe usá-las). Ele não sabe lutar, nem conhece contra quem luta: Ele literalmente aprendeu tudo que sabe sobre o Homem-Aranha “original” na internet.

Nesse meio tempo em que o Miles é o Homem-Aranha, há uma minissérie cross-over com o Peter do universo 616, e é provavelmente a melhor história de todo esse período: O Mystério tá bagunçando com portais interdimensionais e o Peter acaba indo parar no universo Ultimate, pra se deparar com um novo Homem-Aranha, num mundo onde o Peter de lá já morreu e todos já sabem sua identidade secreta, sendo que todos as pessoas que ele “conhece” são bem mais jovens que no universo normal. E essa é a melhor história pelo motivo mais manjado de todo: Não é sobre super-heróis, é sobre os personagens. É ver o Peter Parker chegar num mundo em que “ele” morreu e encontrar todo mundo que acha que ele “conhece”, e ver como essas outras versões reagem à ele. Como em quase todo cross-over, é melhor nem pensar nas explicações (E a ação nem é grandes coisas também), mas como história é foda. Além de ficar muito claro como o Peter da Terra 616 é de longe o melhor Homem-Aranha.

Eu não costumo ler mensal, e verdade seja dita, leio mais DC que Marvel, mas diferentemente da Guerra Civil, valeu a pena perder esse tempo lendo a fase do Miles como Homem-Aranha: Até onde vi, gostei mais dele que do Peter Parker Ultimate. Claro que essa é mais uma daquelas estratégias safadas pra vender quadrinho, claro que é fazer média botando um protagonista negro e claro que não duraria para sempre, mas nada nos quadrinhos dura. O Peter já reviveu (Ou nunca morreu, sei lá) e já é o Homem-Aranha de novo, mas o Miles não deixou de existir e já há planos para ele, incluindo uma aparição no desenho Ultimate Spider-Man no Disney XD… Esse troço é mal dublado ou só mal animado mesmo?

Foi bom enquanto durou, se vai ser daqui pra frente, é outra história.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • matuhatin

    Nem sabia que tinha “desmorrido” o Peter do universo Ultimate. Eu sei que essa história de matar e reviver já é batida, mas matar um personagem num UNIVERSO ALTERNATIVO, como escapatória para não mexer no status quo do original e mesmo assim depois voltar atrás é baixo, MUITO baixo. Até mesmo pros escritores de hoje em dia. Porque ainda me surpreendo?

busca

confira

quem?

baconfrito