“Ela”

Música sexta-feira, 08 de março de 2013

“Ela” pode ser centenas de coisas em um dia. Pode ser a bela e a fera, a fome e a fartura, pode ser prazer ou arrependimento. E por ela, quero dizer “elas”, quero dizer as mulheres. Ou antes, Charles Aznavour, o cantor francês, queria – só roubei seus versos. Hoje é a data simbólica do dia da mulher, então tenho aqui uma publicação simbólica sobre música e sobre elas, claro.

Nós sabemos que elas são importantes. Nós saímos de dentro de uma e passamos a vida correndo atrás de outras (Nós homens, eu digo). Na música, elas inspiraram muito, desde sempre: Beethoven e sua Für Elise, Elvis e sua várias músicas românticas, Johnny Cash e suas músicas para June Carter; tem Red Hot Chili Peppers com Dani California, Ramones com mais dúzias de letras (Algumas até melosas) sobre casos e descasos amorosos, Creedence com Suzie Q, Sinatra com clássicos como Strangers In The Night e até uma gravação com sua própria filha, Nancy, chamada Something Stupid. E que tal a Garota de Ipanema? De todas as artes, talvez a música seja a que tenha homenageado mais as mulheres até hoje. Até a Venus de Milo parece pequena (E aleijada) perto de tantas belas dedicatórias de tantos autores e gêneros.

Mas de tantas opções, ao falar de mulheres me vem logo uma música na cabeça. É uma canção realista – por assim dizer – e consegue captar bem a feminilidade; e, claro, é também um clássico. Curtam:

Especialmente para as mulheres do Bacon: Aline, Carol, Higgor, Jade e a novata Nelly.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • OUN SEU LINDO

  • Jade Zamarchi

    Hahaha Adorei! Obrigada, Kirk!!

busca

confira

quem?

baconfrito