E os vencedores do Grammy são…

Música segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Então, meninos, meninas e seres indecisos, mais uma vez o Grammy Awards aconteceu e, como sempre, vamos falar mal das cantoras gostosas sobre os ganhadores. Pra começar, teve performance de rock bacana (Oi Foo Fighters), teve roupa bizarra (Oi Nick Minaj) e teve Adele emagrecida.

 “Agora eu tô gostosa e ninguém vai me segurar. DAQUELE JEITO!”

Sem mais delongas, vamos aos prêmios:

Canção do ano:

Rolling in the Deep, Adele
All of the Lights, Kanye West
The Cave, Mumford & Son
Grenade, Bruno Mars
Holocene, Bon Iver

É, já era de se esperar, já que veio da cantora que parou até em celular de funkeiro no ônibus e, com certeza, foi a trilha sonora de muita fossa de menininha menstruada por aí.

Artista revelação:

Bon Iver
The Band Perry
J. Cole
Niki Minaj
Skrillex

Who? Sério, me dêem cinco minutinhos pra escutar e já volto pra comentar.

Então, bandinha folk-hipster-meio-country. É boazinha, mas já que é artista revelação, haverá álbuns melhores mais tarde, quando eles não forem mais novatos. Isso se não sumirem da mídia.

Melhor performance pop solo:

Someone Like You, Adele
You and I – Lady Gaga
Grenade – Bruno Mars
Firework – Katy Perry
F***in’ Perfect – Pink

Essa aí tem pacto com diabo de dar inveja na Xuxa, só pode. Digo, ela consegue estar em um quadrilhão de TOP’s 100 de rádios e televisão mesmo depois de ter passado por um problema fodedor na voz sem falar que a Adele ganhou muito, dá um pouco pra Pink, ela merece.

Melhor performance pop em dupla/grupo:

Body And Soul – Tony Bennett & Amy Winehouse
Dearest – The Black Keys
Paradise – Coldplay
Pumped Up Kicks – Foster The People
Moves Like Jagger – Maroon 5 & Christina Aguilera

Amy Winehouse foi uma puta artista, de qualidade elevada à décima potência – sem mais, meritíssimo. Mas, sei lá, ela morreu, deixem ela quietinha no céu descansando, e as pessoas VIVAS poderiam aproveitar mais o prêmio, just saying. Mas foi válido já que não deram pro Black Eyed Peas.

Melhor álbum de R&B:

FAME, Chris Brown
“Second Chance” – El Debarge
“Love Letter” – R. Kelly
“Pieces of Me” – Ledisi
“Kelly” – Kelly Price

Ele não tava na cadeia? Ele faz R&B?

Melhor álbum pop instrumental:

Wish Upon A Star – Jenny Oaks Baker
E Kahe Malie – Daniel Ho
The Road From Memphis – Booker T. Jones
Hello Tomorrow – Dave Koz
Setzer Goes Instru-Mental! – Brian Setzer

Só escuto Brian Setzer daí. E por que essa categoria existe? Esse estilo de músic é notado pelos outros?
E cadê categoria de música clássica, então? Que preconceito.

Melhor vocal em álbum pop:

21 – Adele
The Lady Killer – Cee Lo Green
Born This Way – Lady Gaga
Doo-Wops & Hooligans – Bruno Mars
Loud – Rihanna

MEU DEUS, QUE SURPRESA! NINGUÉM CONTAVA COM ISSO!

Melhor gravação dance:

Raise Your Weapon – Deadmau5 & Greta Svabo Bech
Barbra Streisand – Duck Sauce
Sunshine – David Guetta & Avicii
Call Your Girlfriend – Robyn
Scary Monsters And Nice Sprites – Skrillex
Save The World – Swedish House Mafia

Existe álbum de tunchi tunchi?

Melhor álbum dance/eletrônico:

Zonoscope – Cut/Copy
4×4=12 – Deadmau5
Nothing But The Beat – David Guetta
Body Talk, Pt. 3 – Robyn
Scary Monsters And Nice Sprites – Skrillex

Pelo menos há coerência aqui: Levou gravação e álbum. Mas o Guetta devia ter ganho só pela… Sinceridade do título do CD.

Melhor álbum de vocal pop tradicional:

Duets II – Tony Bennett & Various Artists
The Gift – Susan Boyle
In Concert On Broadway – Harry Connick Jr.
Music Is Better Than Words – Seth MacFarlane
What Matters Most – Barbra Streisand Sings The Lyrics Of Alan And Marilyn Bergman – Barbra Streisand

Impressão minha ou uma coletânea ganhou?

Melhor performance de rock:

Every Teardrop Is A Waterfall – Coldplay
Down By The Water – The Decemberists
Walk – Foo Fighters
The Cave – Mumford & Sons
Lotus Flower – Radiohead

Tirava Foo Fighters, deixava Coldplay, Radiohead apenas, só ia faltar 30 Seconds To Mars e Maroon Five aí no meio. Ia ser a categoria mais macha de todo o Grammy.

Melhor performance de hard rock/metal:

On The Backs Of Angels – Dream Theater
White Limo – Foo Fighters
Curl Of The Burl – Mastodon
Public Enemy No. 1 – Megadeth
Blood In My Eyes – Sum 41

Ok. Justo. E vai tomar no cu quem tacou Sum 41 aí no meio.

Melhor música de rock:

The Cave – Mumford & Sons
Down By The Water – The Decemberists
Every Teardrop Is A Waterfall – Coldplay
Lotus Flower – Radiohead
Walk – Foo Fighters

Foo Fighters ta num ano bom também. Meio óbvio que ia levar.

Melhor álbum de rock:

Rock ‘N’ Roll Party Honoring Les Paul – Jeff Beck
Wasting Light – Foo Fighters
Come Around Sundown – Kings Of Leon
I’m With You – Red Hot Chili Peppers
The Whole Love – Wilco

Tenho a impressão de que a disputa aqui foi meio acirrada, Red Hot foi adversário de peso.

Melhor álbum de música alternativa:

Bon Iver – Bon Iver
Codes And Keys – Death Cab For Cutie
Torches – Foster The People
Circuital – My Morning Jacket
The King Of Limbs – Radiohead

Caraca, novato levando dois prêmios. Sorte da porra.

Melhor performance de Rhythm & Blues:

Far Away – Marsha Ambrosius
Pieces Of Me – Ledisi
Not My Daddy – Kelly Price & Stokley
Is This Love – Corinne Bailey Rae
You Are – Charlie Wilson

Corinne Bailey? Quem foi que abriu o vórtice pra 2006? Melhor fechar antes que Rouge escape.

Melhor performance de Rhythm & Blues tradicional:

Sometimes I Cry – Eric Benét
Fool For You – Cee Lo Green & Melanie Fiona
Radio Message – R. Kelly
Good Man – Raphael Saadiq
Surrender – Betty Wright & The Roots

Oi? De novo?

Far Away – Marsha Ambrosius
Fool For You – Cee Lo Green & Melanie Fiona
Not My Daddy – Kelly Price & Stokley
Pieces Of Me – Ledisi
You Are – Charlie Wilson

OI?!?!?! PRA MESMA PESSOA?!

Melhor performance de rap:

Look At Me Now – Chris Brown, Lil Wayne & Busta Rhymes
Otis – Jay-Z & Kanye West
The Show Goes On – Lupe Fiasco
Moment 4 Life – Nicki Minaj & Drake
Black And Yellow – Wiz Khalifa

DJOW MANO, qual foi? O truta ganhou, rapá, os menó da favela tá tudo comemorando.

Melhor colaboração de rap/sung:

Party – Beyoncé & André 3000
I’m On One – DJ Khaled, Drake, Rick Ross & Lil Wayne
I Need A Doctor – Dr. Dre, Eminem & Skylar Grey
What’s My Name? – Rihanna & Drake
Motivation – Kelly Rowland & Lil Wayne
All Of The Lights – Kanye West, Rihanna, Kid Cudi & Fergie

Ah, merecido, vai. A Fergie é gostosa e canta muito. Só sinto muito pela Rihanna, que é uma bosta.

Melhor música de rap

All Of The Lights – Kanye West, Rihanna, Kid Cudi & Fergie
Black And Yellow – Wiz Khalifa
I Need A Doctor – Dr. Dre, Eminem & Skylar Grey
Look At Me Now – Chris Brown, Lil Wayne & Busta Rhymes
Otis – Jay-Z & Kanye West
The Show Goes On – Lupe Fiasco

SENSE: It makes none.

Melhor álbum de rap:

Watch The Throne – Jay-Z & Kanye West
Tha Carter IV – Lil Wayne
Lasers – Lupe Fiasco
Pink Friday – Nicki Minaj
My Beautiful Dark Twisted Fantasy – Kanye West

O nível de bandidage vida loka is too damn low pra rap.

Melhor performance country solo:

Dirt Road Anthem – Jason Aldean
I’m Gonna Love You Through It – Martina McBride
Honey Bee – Blake Shelton
Mean – Taylor Swift
Mama’s Song – Carrie Underwood

Alá, a Sandy americana ganhou. O cúmulo da falta de sal, mas ok, sei de nada de country mesmo.

Melhor performance country em dupla/grupo:

Don’t You Wanna Stay – Jason Aldean With Kelly Clarkson
You And Tequila – Kenny Chesney Featuring Grace Potter
Barton Hollow – The Civil Wars
Are You Gonna Kiss Me Or Not – Thompson Square

Faltou TEQUILA na vida de vocês jurados.

Melhor música country:

Are You Gonna Kiss Me Or Not – Thompson Square
God Gave Me You – Blake Shelton
Just Fishin’ – Trace Adkins
Mean – Taylor Swift
Threaten Me With Heaven – Vince Gill
You And Tequila – Kenny Chesney Featuring Grace Potter

Quando as pessoas vão entender que essa menina NÂO-TEM-GRAÇA?

Melhor álbum country:

My Kinda Party – Jason Aldean
Chief – Eric Church
Own The Night – Lady Antebellum
Red River Blue – Blake Shelton
Here For A Good Time – George Strait
Speak Now – Taylor Swift

Ha! Ha! Perdeu, Sandy!

Melhor álbum new age:

Northern Seas – Al Conti
Gaia – Michael Brant DeMaria
Wind, Rock, Sea & Flame – Peter Kater
What’s It All About – Pat Metheny
Instrumental Oasis, Vol. 6 – Zamora

Mais um da série: Tem álbum disso?

Melhor solo improvisado de jazz:

All Or Nothing At All Randy Brecker
You Are My Sunshine – Ron Carter
500 Miles High – Chick Corea
Work – Fred Hersch
Sonnymoon For Two – Sonny Rollins

Chick Corea é muito bom. Mas ganhou prêmio imbecil.

Melhor álbum de jazz com vocal:

‘Round Midnight – Karrin Allyson
The Mosaic Project – Terri Lyne Carrington & Various Artists
The Gate – Kurt Elling
American Road – Tierney Sutton Band
The Music Of Randy Newman – Roseanna Vitro

Já ouvi falar muito bem do ganhador. Mesmo assim, não foi um artista que pareceu tudo isso.

Melhor álbum de jazz instrumental:

Bond: The Paris Sessions – Gerald Clayton
Forever – Corea, Clarke & White
Alone At The Vanguard – Fred Hersch
Bird Songs – Joe Lovano/Us Five
Road Shows Vol. 2 – Sonny Rollins
Timeline – Yellowjackets

Pelo menos dividiram o jazz em duas categorias. Não ia aguentar ver saxofone duelando com vocal. Se bem que esse pessoal é tão sem noção que não duvido de nada.

Melhor álbum de jazz de conjunto:

The Jazz Ballad Song Book – Randy Brecker With DR Big Band
The Good Feeling – Christian McBride Big Band
40 Acres And A Burro – Arturo O’Farrill & The Afro Latin Jazz Orchestra
Legacy – Gerald Wilson Orchestra
Alma Adentro: The Puerto Rican Songbook – Miguel Zenón

É impressão minha ou estamos passando por todo o contexto nigga da música? Tipo, já foram rednecks, agora niggas… Quando é que os brancos normais voltam?

Nota do editor: Nós do Bacon Frito não nos responsabilizamos por comentários racistas feitos por membros da equipe. Cada um com os seus problemas.

Melhor performance gospel/cristã contemporânea:

Do Everything – Steven Curtis Chapman
Alive (Mary Magdalene) – Natalie Grant
Your Love – Brandon Heath
Jesus – Le’Andria Johnson
I Lift My Hands – Chris Tomlin

Zzzzzzz

Melhor canção gospel:

Hello Fear – Kirk Franklin
Sitting With Me – Mary Mary
Spiritual – Donald Lawrence & Co. Featuring Blanche McAllister-Dykes
Trust Me – Richard Smallwood & Vision
Window – Canton Jones

Zzzzz zzzzz zzzzzz

Melhor canção cristã contemporânea:

Blessings – Laura Story
Hold Me – Jamie Grace Featuring Tobymac
I Lift My Hands – Chris Tomlin
Strong Enough – Matthew West
Your Love – Brandon Heath

Toda música gospel é óbvia assim? Nem toda música de heavy metal é chamada de “We Love Satan” ou coisa parecida. Just saying.

Melhor álbum gospel:

The Love Album – Kim Burrell
The Journey – Andraé Crouch
Hello Fear – Kirk Franklin
Something Big – Mary Mary
Angel & Chanelle Deluxe Edition – Trin-I-Tee 5:7

Ah, ok, aqui eles disfarçaram a parada do nome.

Melhor álbum cristão contemporâneo:

Ghosts Upon The Earth – Gungor
Leaving Eden – Brandon Heath
The Great Awakening – Leeland
What If We Were Real – Mandisa
Black & White – Royal Tailor
And If Our God Is For Us… – Chris Tomlin

É nessa hora da cerimônia que já tá todo mundo dormindo.

Melhor álbum latino de pop, rock ou música urbana:

Entren Los Que Quieran – Calle 13
Entre La Ciudad Y El Mar – Gustavo Galindo
Nuestra – La Vida Bohème
Not So Commercial – Los Amigos Invisibles
Drama Y Luz – Maná

Ou seja: Melhor álbum de nego que fala gracias.

Melhor álbum regional do México ou Tejano:

Bicentenario – Pepe Aguilar
Orale – Mariachi Divas De Cindy Shea
Amor A La Musica – Mariachi Los Arrieros Del Valle
Eres Un Farsante – Paquita La Del Barrio
Huevos Rancheros – Joan Sebastian

La cucaracha, la cucaracha!

Melhor banda ou álbum norteño:

Estare Mejor – El Güero Y Su Banda Centenario
Intocable 2011 – Intocable
Los Tigres Del Norte And Friends – Los Tigres Del Norte
El Árbol – Los Tucanes De Tijuana
No Vengo A Ver Si Puedo… Si Por Que Puedo Vengo – Michael Salgado

Arriba!

Melhor álbum latino tropical:

Homenaje A Los Rumberos – Edwin Bonilla
The Last Mambo – Cachao
Mongorama – José Rizo’s Mongorama

“Ah, porra, tem mais gente inscrita? Põe numa categoria qualquer aí, vai”.

Melhor álbum de americana:

Emotional Jukebox – Linda Chorney
Pull Up Some Dust And Sit Down – Ry Cooder
Hard Bargain – Emmylou Harris
Ramble At The Ryman – Levon Helm
Blessed – Lucinda Williams

Ah, sim, música de raiz, galera. Honrando as origens e tal.

Melhor álbum de bluegrass:

Paper Airplane – Alison Krauss & Union Station
Reason And Rhyme: Bluegrass Songs By Robert Hunter & Jim Lauderdale – Jim Lauderdale
Rare Bird Alert – Steve Martin And The Steep Canyon Rangers
Old Memories: The Songs Of Bill Monroe – The Del McCoury Band
A Mother’s Prayer – Ralph Stanley
Sleep With One Eye Open – Chris Thile & Michael Daves

Mais coisa de raiz… Passa.

Melhor álbum de blues:

Low Country Blues – Gregg Allman
Roadside Attractions – Marcia Ball
Man In Motion – Warren Haynes
The Reflection – Keb Mo
Revelator – Tedeschi Trucks Band

Outro que é legalzinho, mas nada demais se comparado ao Blues antigo de verdade. Mesmo assim ainda honra o nome.

Melhor álbum folk:

Barton Hollow – The Civil Wars
I’ll Never Get Out Of This World Alive – Steve Earle
Helplessness Blues – Fleet Foxes
Ukulele Songs – Eddie Vedder
The Harrow & The Harvest – Gillian Welch

Não deram pro Eddie Vedder? Que sacanagem. Na próxima ele manda os outros verem o ukulele dele, quem sabe assim ganha.

Melhor álbum de música de raiz regional:

Can’t Sit Down – C.J. Chenier
Wao Akua – The Forest Of The Gods – George Kahumoku, Jr.
Rebirth Of New Orleans – Rebirth Brass Band
Grand Isle – Steve Riley & The Mamou Playboys
Not Just Another Polka – Jimmy Sturr & His Orchesta

Polka pra mim é isso aqui.

Melhor álbum de reggae:

Harlem-Kingston Express Live! – Monty Alexander
Reggae Knights – Israel Vibration
Revelation Pt 1: The Root Of Life – Stephen Marley
Wild And Free – Ziggy Marley
Summer In Kingston – Shaggy

Puxa, quanto Marley… Enfim, não sou chegada em Reagge. Galerinha especializada pode se manifestar por mim nos comentários.

Melhor álbum de música do mundo:

AfroCubism – AfroCubism
Africa For Africa – Femi Kuti
Songs From A Zulu Farm – Ladysmith Black Mambazo
Tassili – Tinariwen

Cotas e mais cotas! Já teve mexicano, e agora africanos.

Melhor álbum infantil:

All About Bullies… Big And Small – Vários artistas
Are We There Yet? – The Papa Hugs Band
Fitness Rock & Roll – Miss Amy
GulfAlive – The Banana Plant
I Love: Tom T. Hall’s Songs Of Fox Hollow – Vários artistas

Bullying tá mesmo na moda, hein.

Melhor álbum de palavra falada [Incluindo poesia, áudio-livros e contagem de histórias]:

Bossypants – Tina Fey
Fab Fan Memories – The Beatles Bond – Vários artistas
Hamlet (William Shakespeare) – Dan Donohue & Various Artists – Oregon Shakespeare Festival
If You Ask Me (And Of Course You Won’t) – Betty White
The Mark Of Zorro – Val Kilmer & Cast

OLHA QUE DIVERTIDO, GENTE! Tá, a Betty White é muito legal.

Melhor álbum de comédia:

Alpocalypse – “Weird Al” Yankovic
Finest Hour – Patton Oswalt
Hilarious – Louis C.K.
Kathy Griffin: 50 & Not Pregnant
Turtleneck & Chain – The Lonely Island

Não era música?!

Melhor álbum musical de teatro:

Anything Goes – Sutton Foster & Joel Grey
The Book Of Mormon – Josh Gad & Andrew Rannells
How To Succeed In Business Without Really Trying – John Larroquette & Daniel Radcliffe

E claro que tem cota pra religiões menos famosas.

Melhor compilação de trilha sonora para mídia visual:

Boardwalk Empire: Volume 1 – Vários artistas
Burlesque – Christina Aguilera
Glee: The Music, Volume 4 – Elenco de Glee
Tangled – Vários artistas
True Blood: Volume 3 – Vários artistas

Ae! Glee não ganhou! Amém!

Melhor trilha sonora para mídia visual:

Black Swan – Clint Mansell
Harry Potter And The Deathly Hallows Part 2 – Alexandre Desplat
The King’s Speech – Alexandre Desplat
The Shrine – Ryan Shore
Tron Legacy – Daft Punk

A trilha sonora de Harry Potter merecia mais. Com certeza.

Melhor música escrita para mídia visual:

Born To Be Somebody – Justin Bieber
Christmastime Is Killing Us – Danny Smith, Ron Jones & Seth MacFarlane
I See The Light – Mandy Moore & Zachary Levi
So Long – Zooey Deschanel & M. Ward
Where The River Goes – Zac Brown
You Haven’t Seen The Last Of Me – Cher

Mandy Moore devia ter parado em Um Amor Para Recordar. Ô mulher chata.

Melhor composição instrumental:

Falling Men – John Hollenbeck, Daniel Yvinec & Orchestre National de Jazz
Hunting Wabbits 3 (Get Off My Lawn) – Gordon Goodwin’s Big Phat Band
I Talk To The Trees – Randy Brecker With DR Big Band
Life In Eleven – Béla Fleck & The Flecktones
Timeline – Yellowjackets

Ok, coisas interessantes por aqui. Mesmo assim, ainda é meio sem sal pra um Grammy, mas vá lá né, hoje em dia…

Melhor arranjo instrumental:

All Or Nothing At All – Randy Brecker With DR Big Band
In The Beginning – The Clare Fischer Big Band
Nasty Dance – The Vanguard Jazz Orchestra
Rhapsody In Blue – Gordon Goodwin’s Big Phat Band
Song Without Words – Carlos Franzetti & Allison Brewster Franzetti

Não tenho palavras pra expressar como eu gosto dessa música. Ela tá em Fantasia.

Melhor arranjo instrumental acompanhando vocal:

Ao Mar – Vince Mendoza
Moon Over Bourbon Street – Sting & The Royal Philharmonic Concert Orchestra
On Broadway – The Tierney Sutton Band
Who Can I Turn To (When Nobody Needs Me) – Tony Bennett & Queen Latifah
The Windmills Of Your Mind – Barbra Streisand

Sério que tem uma categoria para “instrumentos acompanhados por voz”?

Melhor embalagem de gravação:

Chickenfoot III – Chickenfoot
Good Luck & True Love – Reckless Kelly
Rivers And Homes – J.Viewz
Scenes From The Suburbs – Arcade Fire
Watch The Throne – Jay-Z & Kanye West

Não é encarte! Não é capa! É embalagem! Deixando de lado, Arcade Fire é legal.

Melhor embalagem em edição especial limitada ou box:

The King Of Limbs – Radiohead
The Promise: The Darkness On The Edge Of Town Story – Bruce Springsteen
25th Anniversary Music Box – Danny Elfman & Tim Burton
25 Years – Sting
Wingless Angels – Deluxe Edition – Wingless Angels

Oi?

Melhor encarte de álbum:

The Bang Years 1966-1968 – Neil Diamond
The Bristol Sessions, 1927-1928: The Big Bang Of Country Music – Vários artistas
Complete Mythology – Syl Johnson
Hear Me Howling!: Blues, Ballads & Beyond As Recorded By The San Francisco Bay By Chris Strachwitz In The 1960s – Vários artistas
The Music City Story: Street Corner Doo Wop, Raw R&B And Soulful Sounds From Berkeley, California 1950-75 – Vários artistas

Quanta coletânea, Jesus!

Melhor álbum histórico:

Band On The Run (Paul McCartney Archive Collection – Deluxe Edition) – Paul McCartney & Wings
The Bristol Sessions, 1927-1928: The Big Bang Of Country Music – Vários artistas

Complete Mythology – Syl Johnson
Hear Me Howling!: Blues, Ballads & Beyond As Recorded By The San Francisco Bay By Chris Strachwitz In The 1960s – Vários artistas
Young Man With The Big Beat: The Complete ’56 Elvis Presley Masters – Elvis Presley

Meio óbvio, esse ano o velhinho levou vários e tal.

Melhor álbum não-clássico engenhado:

Follow Me Down – Sarah Jarosz
The Harrow & The Harvest – Gillian Welch
Music Is Better Than Words – Seth MacFarlane
The Next Right Thing – Seth Glier
Paper Airplane – Alison Krauss & Union Station

Ok, os engenheiros de som merecem.

Produtor não-clássico do ano:

Danger Mouse: Danger Mouse & Daniele Luppi Present Rome (Gilda Buttá, Luciano Ciccaglioni, Gegé Munari, Dario Rosciglione, Antonello Vannucchi et al), Meyrin Fields EP (Broken Bells)

Paul Epworth: Call It What You Want (Foster The People), I Would Do Anything For You (Foster The People), I’ll Be Waiting (Adele), Life On The Nickel (Foster The People), No One’s Gonna Love You (Cee-Lo Green), Rolling In The Deep (Adele)

The Smeezingtons: Doo-Wops & Hooligans (Bruno Mars), If I Was You (OMG) (Far East Movement Featuring Snoop Dogg), Lighters (Bad Meets Evil Featuring Bruno Mars),
Mirror (Lil Wayne Featuring Bruno Mars), Rocketeer (Far East Movement Featuring Ryan Tedder of One Republic)

Ryan Tedder: Brighter Than The Sun (Colbie Caillat), Favorite Song (Colbie Caillat Featuring Common), I Remember Me (Jennifer Hudson), I Was Here (Beyoncé), Not Over You (Gavin DeGraw), #1Nite (One Night) (Cobra Starship), Rumour Has It (Adele),
Sweeter (Gavin DeGraw), Who’s That Boy (Demi Lovato Featuring Dev)

Butch Vig: Wasting Light (Foo Fighters)

Caralho, Adele, vai embora!

Melhor gravação remixada não-clássica:

Cinema (Skrillex Remix) – Sonny Moore
Collide (Afrojack Remix) – Afrojack
End Of Line (Photek Remix) Photek
Only Girl (In The World) (Rosabel Club Mix) – Abel Aguilera & Ralphi Rosario
Rope (Deadmau5 Mix) Deadmau5

O próximo prêmio é o que, pai do ano?

Melhor álbum de música ambiente:

An Evening With Dave Grusin – Vários artistas
Grace For Drowning – Steven Wilson
Kind – Kjetil Almenning, Ensemble 96 & Nidaros String Quartet
Layla And Other Assorted Love Songs (Super Deluxe Edition) – Derek & The Dominos
Spohr: String Sextet In C Major, Op. 140 & Nonet In F Major, Op. 31 – Camerata Freden

“Então, as pessoas duvidaram do meu sucesso! Duvidaram do meu talento e da minha capacidade! Hoje eu sou um musicista bem sucedido! Beijo grande, mãe! Me escutem no elevador mais próximo!”

Melhor álbum clássico engenhado:
Aldridge: Elmer Gantry – William Boggs, Keith Phares, Patricia Risley, Vale Rideout, Frank Kelley, Heather Buck, Florentine Opera Chorus & Milwaukee Symphony Orchestra
Glazunov: Complete Concertos – José Serebrier, Alexey Serov, Wen-Sinn Yang, Alexander Romanovsky, Rachel Barton Pine, Marc Chisson & Russian National Orchestra
Mackey: Lonely Motel – Music From Slide – Rinde Eckert, Steven Mackey & Eighth Blackbird
Rachmaninov: Piano Concertos Nos. 3 & 4 – Leif Ove Andsnes, Antonio Pappano & London Symphony Orchestra
Weinberg: Symphony No. 3 & Suite No. 4 From ‘The Golden Key’ – Thord Svedlund & Gothenburg Symphony Orchestra

Então quer dizer que elevadores > orquestras? É sério isso, produção?

Produtor clássico do ano:
Blanton Alspaugh: Aldridge: Elmer Gantry (William Boggs, Keith Phares, Patricia Risley, Vale Rideout, Frank Kelley, Heather Buck, Florentine Opera Chorus & Milwaukee Symphony Orchestra), Beethoven: Complete Piano Sonatas (Peter Takács), Osterfield: Rocky Streams (Paul Osterfield, Todd Waldecker & Various Artists)

Manfred Eicher: Bach: Concertos & Sinfonias For Oboe; Ich Hatte Viel Bekümmernis (Heinz Holliger, Eric Höbarth & Camerata Bern), Hymns & Prayers (Gidon Kremer & Kremerata Baltica), Manto & Madrigals (Thomas Zehetmair & Ruth Killius), Songs Of Ascension (Meredith Monk & Vocal Ensemble, Todd Reynolds Quartet, The M6 & Montclair State University Singers), Tchaikovsky/Kissine: Piano Trios (Gidon Kremer, Giedre Dirvanauskaite & Khatia Buniatishvili), A Worcester Ladymass (Trio Mediaeval)

David Frost: Chicago Symphony Orchestra Brass Live (Chicago Symphony Orchestra Brass), Mackey: Lonely Motel – Music From Slide (Rinde Eckert, Steven Mackey & Eighth Blackbird), Prayers & Alleluias (Kenneth Dake), Sharon Isbin & Friends – Guitar Passions (Sharon Isbin & Various Artists)

Peter Rutenberg: Brahms: Ein Deutsches Requiem, Op. 45 (Patrick Dupré Quigley, James K. Bass, Seraphic Fire & Professional Choral Institute), The Vanishing Nordic Chorale (Philip Spray & Musik Ekklesia)

Judith Sherman: Adams: Son Of Chamber Symphony; String Quartet (John Adams, St. Lawrence String Quartet & International Contemporary Ensemble), Capricho Latino (Rachel Barton Pine), 85th Birthday Celebration (Claude Frank), Insects & Paper Airplanes – Chamber Music Of Lawrence Dillon (Daedalus Quartet & Benjamin Hochman), Midnight Frolic – The Broadway Theater Music Of Louis A. Hirsch (Rick Benjamin & Paragon Ragtime Orchestra), Notable Women – Trios By Today’s Female Composers (Lincoln Trio), The Soviet Experience, Vol. 1 – String Quartets By Dmitri Shostakovich & His Contemporaries (Pacifica Quartet), Speak! (Anthony De Mare), State Of The Art – The American Brass Quintet At 50 (The American Brass Quintet), Steve Reich: WTC 9/11; Mallet Quartet; Dance Patterns (Kronos Quartet, Steve Reich Musicians & So Percussion), Winging It – Piano Music Of John Corigliano (Ursula Oppens)

A coitadinha levou trabalho pra casa todo dia do ano, aparentemente. Mereceu o troféu pedreira do ano.

Melhor performance de orquesta:

Bowen: Symphonies Nos. 1 & 2 – Andrew Davis
Brahms: Symphony No. 4 – Gustavo Dudamel
Haydn: Symphonies 104, 88 & 101 – Nicholas McGegan
Henze: Symphonies Nos. 3-5 – Marek Janowski
Martinu: The 6 Symphonies – Jirí Belohlávek

Entre Brahms e Haydn

Melhor gravação de ópera:

Adams: Doctor Atomic – Alan Gilbert
Britten: Billy Budd – Mark Elder
Rautavaara: Kaivos – Hannu Lintu
Verdi: La Traviata – Antonio Pappano
Vivaldi: Ercole Sul Termodonte – Fabio Biondi

Que droga, só conheço, e de leve, Vivaldi.

Melhor performance de coral:

Beyond All Mortal Dreams – American A Cappella Stephen Layton
Brahms: Ein Deutsches Requiem, Op. 45 – Patrick Dupré Quigley
Kind – Kjetil Almenning
Light & Gold – Eric Whitacre
The Natural World Of Pelle Gudmundsen-Holmgreen – Paul Hillier

Brahms merecia! Com certeza é mais legal que um arranjistazinho de coral aí qualquer!

Melhor performance de conjunto pequeno:

Frank: Hilos – Gabriela Lena Frank
The Kingdoms Of Castille – Richard Savino
Mackey: Lonely Motel – Music From Slide Rinde Eckert & Steven Mackey
A Seraphic Fire Christmas – Patrick Dupré Quigley
Sound The Bells! – The Bay Brass

Essa galera aí antissocial, hein… Vai pra uma orquestra que cês ganham mais.

Melhor solo instrumental clássico:

Chinese Recorder Concertos – East Meets West – Lan Shui
Rachmaninov: Piano Concerto No. 2 In C Minor, Op. 18; Rhapsody On A Theme Of Paganini – Yuja Wang
Rachmaninov: Piano Concertos Nos. 3 & 4 – Leif Ove Andsnes
Schwantner: Concerto For Percussion & Orchestra – Giancarlo Guerrero
Winging It – Piano Music Of John Corigliano – Ursula Oppens

Prêmio pra solo é tão útil quanto bolso em pijama.

Melhor solo vocal clássico:

Diva Divo – Joyce DiDonato
Grieg/Thommessen: Veslemøy Synsk – Marianne Beate Kielland
Handel: Cleopatra – Natalie Dessay
Purcell: O Solitude – Andreas Scholl
Three Baroque Tenors – Ian Bostridge

Pera, o que é “clássico” pro Grammy? E vocal “clássico” não é ópera? E o que diabos é Diva Divo?

Melhor composição clássica contemporânea:

Aldridge, Robert: Elmer Gantry – Robert Aldridge & Herschel Garfein
Crumb, George: The Ghosts Of Alhambra – George Crumb
Friedman, Jefferson: String Quartet No. 3 – Jefferson Friedman
Mackey, Steven: Lonely Motel – Music From Slide – Steven Mackey
Ruders, Poul: Piano Concerto No. 2 – Poul Ruders

Como faz pra ser clássico & contemporâneo? De qualquer jeito, o Friedman é legal.

Melhor vídeo de música em formato curto:

Rolling In The Deep – Adele
Yes I Know – Memory Tapes
All Is Not Lost – OK Go
Lotus Flower – Radiohead
First Of The Year (Equinox) – Skrillex
Perform This Way – “Weird Al” Yankovic

Adele é gorda por que come prêmio, falo logo.

Melhor vídeo de música em formato longo:

I Am… World Tour – Beyoncé
Foo Fighters: Back And Forth – Foo Fighters
Talihina Sky: The Story Of Kings Of Leon – Kings Of Leon
Beats, Rhymes & Life: The Travels Of A Tribe Called Quest – A Tribe Called Quest
Nine Types Of Light – TV On The Radio

Documentáriozinhos. Meh.

Enfim, é isso ai. Algumas surpresas, claro, mas muita coisa óbvia, muita categoria inútil e muito nego supervalorizado.
Veremos como será ano que vem.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Anônimo

    Caraca, desenterraram a Corinne. Nem me lembrava mais que a coitada existia… Enfim, tem muita encheção de linguiça aí. 

    E o que mais me incomoda é isso: “Melhor performance de hard rock(BARRA)metal”. Como é que fazem isso com o metal, sendo ele tão vasto?

  • Pedro

     Seria “Melhor álbum de música do mundo” melhor álbum de world music? lol

  • Deks

    Muita coisa ai que eu nem sabia da existência! E quanta categoria inútil! hahaha

  • Provavelmente. Mas qual é a diferença, mesmo?

  • Julio Kirk

    I was traveling on a boat, when my computer fell on the ocean. Now, there is a Dell… rolling in the deep. 

    HEH.

  • Matuhatin

     (3rd) world music parece q eh o nome que os gringos dao pra “musica do 3o mundo”. =P

    Na real nunca entendi o q kerem dizer com isso, mas do jeito que tah ai parece q a categoria votou o melhor album de todos no mundo inteiro e nao o melhor album de “world music”.

  • A coisa que me deixou mais puto foi Sum 41 e Foo Fighters na categoria hard rock/heavy metal,esse pessoal não entende nada mesmo.Na minha opinião o Mastodon deveria ter ganhado Curl of the Burl é foda e The Hunter foi o álbum do ano.

busca

confira

quem?

baconfrito