É o Fim (This Is The End)

Cinema sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Sim, eu assisti este filme por livre e espontânea vontade e pasmem, eu até esbocei alguns sorrisos durante a sessão. Esse lance de apocalipse parece estar em alta, de novo, e é um puta de um clichê babaca. Qual é, já vimos apocalipse climático, zumbi, com dragões, com vampiros, com demônios, com o Danny Trejo e mais tudo o que for possível imaginar. Mas se tem um tipo de apocalipse que eu ainda não tinha visto, era o apocalipse com celebridades.

O filme começa com Seth Rogen indo ao aeroporto buscar seu melhor amigo Jay Baruchel, que vive em Nova Iorque e não concorda muito com o estilo de vida das celebridades de Los Angeles. Tudo o que Jay quer é passar o dia com Seth, fumando maconha e jogando videogame. Porém, Seth o convence a ir numa festa na casa de James Franco, onde estão celebridades e não tão celebridades assim, como Rihanna, Emma Watson, Michael Cera, Christopher Mintz-Plasse, Kevin Harts, Aziz Ansari e os outros 3 protagonistas do filme, Danny McBride, Jonah Hill e Craig Robinson. Percebam que citei todos por seus verdadeiros nomes, e não pelos nomes de seus personagens. E sabem por que? Porque no filme eles interpretam eles mesmos, o que deve ser a única graça do filme, já que ele é construído sobre as piadas feitas com eles mesmos, como o ego de James Franco e toda a boa camaradagem de Jonah Hill.

Pois bem, tudo começa a dar errado quando Jay, chateado, desmotivado e sem vontade de cantar uma bela canção, decide deixar a festa e ir comprar cigarros com Seth. E é aí que o arrebatamento começa. Pessoas começam a ser puxadas para o céu por luzes azuis e os dois voltam correndo para a casa de James Franco, onde vemos o maior massacre de celebridades da história do cinema. Destaque para a morte de Michael Cera. Porra de moleque chato.

Grande parte do filme se passa dentro da casa, com discussões, traições, possessões e expulsões, até que eles precisam deixar a casa. Esse talvez tenha sido o maior erro. O filme, que é adaptado de um curta metragem, Jay e Seth Contra o Apocalipse, estende-se demais. Quando eles finalmente descobrem como chegar ao céu, tudo acontece muito rápido, já que tanto tempo foi perdido dentro da casa de James Franco. Entendi que a intenção era fazer algo nonsense, por isso da possessão e tal, talvez isso tenha funcionado no curta, mas no longa, ficou completamente desnecessário.

Na corrida pela sobrevivência, cada um dos 6 protagonistas vai encontrando seu fim. Alguns são arrebatados, outros morrem e uns são arrebatados e devolvidos no meio do caminho. Temos algumas participações completamente absurdas, como Channing Tatum sendo o cachorrinho de Danny McBride ou a cena que envolve Emma Watson e a discussão sobre estupro. É o fim do mundo e é a Emma Watson, porra! Ah, o show da boyband no final também é do balacobaco. Mais do balacobaco que a reunião dos ‘N Sync no VMA 2013. Enfim, se você não tem nada pra fazer e gosta de algumas coisas nada a ver, você pode assistir sem se arrepender muito depois. Só não vá assistir esperando escangalhar-se de rir. A não ser que você seja desses que se amarra em Todo Mundo Em Pânico, aí cê pode assistir e levar o pinico.

É o fim

This Is The End (107 minutos – Comédia)
Lançamento: EUA, 2013
Direção: Evan Goldberg e Seth Rogen
Roteiro: Evan Goldberg e Seth Rogen
Elenco: Seth Rogen, Jay Baruchel, James Franco, Jonah Hill, Craig Robinson e Danny McBride

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Fernando

    Separando meu penico já, por que né?

  • FooFighter

    Assisti neste fim de semana… e 6 me parece uma nota justa :-)

busca

confira

quem?

baconfrito