Definindo o analfabetismo funcional

Analfabetismo Funcional quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Não, o analfabetismo funcional não tem nada a ver com quem não sabe ler. Ele tem mais a ver com quem sabe ler, e não o faz. Se você é daqueles que no colégio, quando tinha um livro para alguma prova ou para algum trabalho e corria a internet para buscar um resumo dele, quando menor, o único livro que você via era uma bíblia, e só quando ia a catequese, quando falam sobre livros perto de você, se afasta porque aquilo é muito chato, meus parabéns, você é um que se encaixa na categoria do título.
Aprender a ler não é algo difícil, é possível que se a pessoa realmente queira, ela “aprenda” a ler direito. primeiro de tudo, os benefícios da leitura. Se você gosta de jogos, vou falar como se fosse uma habilidade de um. quanto mais você a utiliza, melhor e mais forte ela fica, certo? ler é assim, quanto mais você lê, não só a sua habilidade de leitura aumenta, mas também sua capacidade de compreender o que se passa a sua volta também, e por tabela, você pode ainda ficar mais inteligente. mas se for feito de maneira incorreta, como ler em locais pouco iluminados, muito perto do rosto, pode trazer problemas a sua visão, mas isso é o de menos, porque de acordo com todos os oftalmologistas, TODO mundo tem problema na visão.
A melhor maneira de começar a ler alguma coisa é lendo algo simples, que seja de fácil entendimento e de escrita clara e simples. Ler esse texto e outros desse site já é um bom começo. É claro, se resolver começar por livros, não vá naquela recomendação de seu amigo que diz que O Senhor dos Anéis é o melhor livro pra começar. É MENTIRA, ele, se fosse pra colocar em níveis, seria considerado classe A, de tão difícil entendimento para mentes não acostumadas a centenas de palavras por páginas.
Os melhores livros para se começar a ler são os infanto-juvenis, pois são escritos para jovens na mesma situação que um analfabeto funcional, que estão começando a ler seu livros agora. recomendarei alguns livros para que não se sinta intimidado e com vergonha em frente a prateleira, caso resolva arriscar a entrar numa livraria. A guerra de Platão, de Domingos Pellegrini é curto, tem uma história envolvente, e faz pensar no final dela, e se você é meio TANGA, pode ser que role uma lágrima nas últimas páginas. Os livros da coleção Vaga-lume também são indicados, principalmente os do Marcos Rey. escrevendo situações que poderiam acontecer, chama a atenção pela simplicidade de seus personagens e o quanto eles podem cativar as pessoas. aos poucos, com seu conhecimento e velocidade de leitura aumentando, essas histórias não chamarão mais a atenção, então, é hora de passar pro próximo nível.
Nesse nível, volumes mais grossos, com histórias mais complexas e que fazem com que seu cérebro dê voltas e mais voltas durante a leitura. Não, não irei recomendar o Código DaVinci, pelo simples motivo de que escritores da laia desse Dan Brown não merecem minha atenção. Pra começar bem, uma coletânea de contos é uma boa pedida. Vários autores de diferentes estilos de escrita escrevendo histórias isoladas sobre o mesmo tema. E qual tema? Depende muito de seu estilo. Tem os contos de Ficção científica, os de terror, de humor, romance, e muitos outros estilos. Um livro que realmente recomendo nesse nível é o o condenado, de Bernard cornwell. Histórico, com reviravoltas e um capitulo final de extrema expectativa, com escrita simples mas sem deixar detalhes importantes de fora. Aliás, qualquer livro de Bernard Cornwell é uma boa recomendação. Nesse ponto, acho que o ex-Analfabeto funcional Já deve ter criado um gosto pra leitura, podendo escolher seus próprios livros, sabendo diferenciar algo bom ou ruim, e finalmente pronto pra ler O Senhor dos Anéis, Crime e Castigo, e tudo o mais que chamar sua atenção.
Agora, se depois disso tudo, você continuar não gostando de leitura, espero que você seja um cego, porque se não for, será um quando eu furar seus olhos. :doido:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Eu recomendo TODOS do Bernard Cornwell.
    Principalmente pelas descrições bacanas de machados arrancando tripas.

  • bee

    Na moral, os livros de Dan Brown são um verdadeiro pé no saco. Desisti de ler Fortaleza Digital na página 85 e O Código da Vinci não gostei nem do resumo. Prefiri ir pra outra prateleira e trazer “Jovens Brasileiros – uma aventura em 10 momentos da nossa história”, além de aumentar meus conhecimentos em história, o livro é bem legal. Mas eu prefiro livros como Harry Potter, As Cronicas de Narnia, O Senhor dos Anéis, Eragon, Eldest…

  • Planeta Malkavo

    acho que um bom livro para se começar a ler realmente sao os infanto juvenis …. na verdade eu leio a anos e sempre amei esses livros … nunca gostei de literatura clássica então prefiro livro mais novos com linguagens mais bacanas, apesar de achar a linguagem antiga muito bonita, bonita mas nao para ler …

    recomendo livros como a mediadora e os livros de comédia ingleses … como o guia do mochileiro das galáxias …. são coletânias (na verdade douglas adams prefere se referir ao guia como uma “trilogia de quatro livros”) …. ambos tem personagens beeeeeem característicos ….. e no guia tem o Marvin … ro robô depressivo …… ele é simplesmente demais *.*

  • @Planeta Malkavo
    Eu acho que o Guia tem que ser pessoas mais acostumadas a leitura. O Douglas Adams viaja muito e pra nego que não tem o costume de ler, pode achar o livro confuso. Isso sem contar os que não vão entender as piadas e achar o livro chato por conta disso.

    Douglas Adams é pra hard readers e pessoas que entendam non sense, o que não é muito fácil de achar hoje em dia.

  • Planeta Malkavo

    @Eric

    cara, nao condorco … sinceramente … tudo bem, concordo plenamente com vc que o adams faz piadas que as vezes vc a pessoa realmente precisa dar uma lida novamente para ver se entende …. mas assim, acho q o geito que ele escreve é muito engraçado ….. acho que a maneira que ele escreve é fascinante … e principalmente como ele conta a ahistória, como vc disse mesmo, ele viaja bastante ….

    mas assim, eu li o guia a bastante tempo, e releio ele sempre q nao tenho nada novo para ler, e nao me recordo de muitas piadas que entendi só depois de adquirir mais experiencia literária ….. tem algumas, nao bem poucas

  • eu lia livros do marcos rey…xD

    quando eu tava na 4ª série, acho…

    devo ter uns dois em casa…tava mexendo nos entulhos da vida aqui…achei todos os livros que eu roubei da bilbioteca da escola que eu estudava…^^

    e você falou duas vezes de Contos Inacabados, é bom?

    acho que vou pegar depois…tou numa fase meio política ultimamente…to acabando A Arte da Guerra pra começar O Príncipe^^

busca

confira

quem?

baconfrito