Crossed – A Maior Insanidade de Garth Ennis

HQs quinta-feira, 08 de março de 2012

Se você é do tipo que se interessa por HQs adultas (Não seu tarado, não as pornográficas), você já deve ter se deparado com Hitman, Preacher, As Crônicas de Wormwood, The Boys, etc… Se alguma dessas HQs citadas lhe é familiar, parabéns, você já leu alguma obra de Garth Ennis, caso não seja, o que diabos você está fazendo aqui? Garth Ennis é um norte-irlandês que “odeia” Deus e super heróis (Principalmente os da Marvel e da DC, isso fica bem claro em The Boys). Suas piadas “pesadas” são clássicas e conhecidas de qualquer um que já tenha se deparado com “quadrinhos Ennis”, porém é em Crossed que Garth Ennis nos banha com toda sua insanidade e crueldade. Se você não tem estômago forte ou é uma menininha sensível recomendo que pare por aqui e vá ler A Turma da Mônica Jovem.

A história é bem simples: Sabe-se lá por que, as pessoas enlouqueceram e foram dominadas pelos seus lados mais selvagens. “Ah Jo, tipo zumbis?” Sim e não. Os “zumbis” de Crossed são chamados de Cruzados, estão vivos, falam e “pensam”, só que os desejos mais profundos vieram à tona, os instintos primitivos de todo ser humano passaram a dominar a população. Isso resulta em muita merda e muita bizarrice. As pessoas contaminadas ficam com a marca de uma cruz no rosto (Daí o nome da HQ, espertão) e como sempre, outras pessoas são contaminadas se mordidas (Por causa da saliva) e se entrarem em contato com sangue ou sêmen contaminado. Sim, PORRA. E é bem interessante a parte em que os “Cruzados” resolvem caçar os sobreviventes com balas banhadas em porra. É o seguinte, se você é pego por um cruzado, você é espancado, estripado, esquartejado, estuprado, transformado e é provável que após esse último você ainda vá pedir mais. O que não falta nas páginas de Crossed são Cruzados sendo mutilados e rindo e se divertindo com isso. Eu disse, geral tá louco. “Ah, mas nem parece tão pesada assim”. Não parece porque eu ainda não descrevi a cena final da 1° revista aqui (Só não disponibilizo a imagem porque vai ter muito leitor frutinha vomitando e denunciando o site). A cena é pesada e aconselho muito mesmo aos sensíveis que não se atrevam a vê-la. Eu, que já estou acostumado com as bizarrices de Ennis quando terminei de ler a 1° edição, não tive coragem de ler a 2°. Só voltei a ler Crossed 7 meses após o “choque” de ter visto a cena final. Se estiver muito curioso, baixe a revista, veja a imagem e depois volte aqui e me diga que não foi de embrulhar o estômago, mas eu estou dizendo, esteja preparado psicologicamente, principalmente se você for pai, irmão, tio, primo, etc de uma criança. Não quero desanimá-los de ler Crossed que é muito foda, quero apenas deixa-los preparados para as ATROCIDADES que irão ver.

Na revista de número 4, conhecemos o Cruzado que se tornará o grande inimigo dos sobreviventes, o Rolada de Cavalo (Digamos que ele está para Crossed como O Governador está para The Walking Dead), que começará a caçar os sobreviventes com seu grupo de Cruzados bizarros, que incluem O Velho e O Cotoco, este último parece ter super audição e super visão.

Até agora existem 3 arcos de Crossed, cada um conta com sobreviventes diferentes, mas como sei que a maioria não irá se estender após o final da 1° revista, eu não irei comentar sobre os outros arcos agora. Apenas digo que eles se chamam Family Ties e Psychopath, nenhum dos dois conta com os roteiros de Ennis, mas de qualquer jeito não deixam a desejar. Arrisque-se a ler Crossed, e se conseguir ler a 2° edição assim que terminar a 1°, você é foda e pode chamar Chuck Norris pra porrada facilmente.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito