Crème de la crème

Música segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Então, eis que resolvo fazer alguma coisa que já não me lembro mais e me vem uma pequena ideia na mente. Hora vai, hora vem, novo dia chega, e aí já é sábado e tenho que fazer post aqui pro Bacon porque ninguém mais faz, e, na falta de algo melhor, por que não fazer o que eu sei fazer bem?

 Uma Sukita ia bem agora…

Estava eu pensando acerca da música, do sucesso, das bandas/artistas e de todo resto, quando surgiu em minha mente uma pequena ideia, que me levou à uma pequena conclusão: “Greatest hits” são uma merda.

Quero dizer, há casos em que um “greatest hits” é perfeitamente compreensível, já que reúne as melhores (Ou mais famosas) músicas da banda/artista, como é o caso do The Who, Creedence Clearwater Revival, Queen, Elvis Presley, Ramones, Guns N’ Roses, ABBA, Beatles e vários outros, afinal, a banda acabou, eles deixaram de tocar. E não negue, você sabe que Queen e Guns morreram faz tempo.

Mas de uns anos pra cá, a quantidade de gente que tem lançado “greatest hits” subiu bastante. Nego não tem uma carreira, não tem conhecimento musical e não tem tempo de estrada, e acha que é incrivelmente foda pegar aquelas 30 músicas (Porque álbuns atualmente não chegam nas 15 músicas, já que compor 15 é muito difícil ou caro), selecionar algumas e jogar pros fãs estúpidos comprarem. Desgraçado monta uma banda sem critério nenhum, não vai estudar música, grava álbum com uma música subdesenvolvida e mal lapidada, vai tocar em festival e fica naquele troço ensaiadinho e ainda por cima faz coraçãozinho com as mãos durante os shows.

Essa geração criada com suco de luz, castigo na poltrona das boas maneiras e liberdade aos 7 só faz merda. Gente como McFly, Britney Spears, RBD, Bon Jovi, Joss Stone, Fall Out Boy, Blink 182, Rihanna, Amy Whinehouse, Green Day, Hilary Duff, Korn, Kylie Minogue (Com a absurda quantia de QUATRO “greatest hits” entre VINTE E SEIS coletâneas), Shakira, Spice Girls e Jay-z simplesmente acharam que uma coletânea com as “melhores” músicas seria foda!

Mas vários deles tem anos de carreira!!!!!!!11

Mas ainda estão na ativa!!! Porra, lançar um álbum com as suas supostas melhores músicas enquanto ainda toca é idiotice, é tiro no pé!!!! Significa que você simplesmente desistiu da sua carreira de merda, que acha que passar os próximos 30 anos tocando as mesmas porras está bom. É estagnar e gostar de ficar parado, sem oferecer nada de novo pros fãs, é MORRER MUSICALMENTE.

Sim, eu sei que muita gente faz isso! O Aerosmith fez, o U2 também, e o Offspring, Metallica, Lynyrd Skynyrd, Foo Fighters, Rolling Stones, Eric Clapton e o AC/DC, e eu gosto de todos eles, mas não posso dizer que ficou orgulhoso em ver que eles lançaram um “greatest hits”. Sim, é mais fácil e é legal ter as melhores músicas num CD só, mas “hello honey, século vinti-ium!!!!!” Se eu quero eu simplesmente baixo as músicas e gravo num CD, não preciso que a banda decida parar de fazer música e viver numa mesmice do caralho pro resto da vida!!! Sim, eu gosto das músicas anteriores, mas isso não significa que eu vá gostar só delas, eu, como todo fã, quero coisa nova, quero ver um álbum novo, com novas experiências musicais, novos arranjos, novas músicas e novos hits.

 Bem no olho.

E sim, também sei que vários deles já lançaram coisas depois do “greatest hits”, mas sério, isso é tudo que cê consegue fazer? Não tem mais confiança no próprio taco, a verba tá curta ou o quê? E daí que o artista/banda tem músicas que já são famosas e reconhecidas, ele(a) não tem capacidade de fazer coisas tão boas quanto, ou mesmo melhores, que as que ele(a) já fez, pra que quando chegar na aposentadoria, um verdadeiro “greatest hits” seja lançado?

E não adianta fazer álbuns de merda só por fazer, como foi o caso do Chinese Democracy, ou um “mais do mesmo”, como foi o Black Ice. Sim, Black Ice foi foda, mas todos já ouvimos riffs, solos e esganiçadas iguais aqueles, Chinese Democracy foi sim o “retorno” do Guns, mas sequer chegou perto do que todo mundo queria, e não adianta falar o contrário, mas tanto o Guns quanto o AC/DC desistiram da própria música. Fazem shows, cantam as mesmas merdas (Veja à que ponto chegamos…) e continuam essa babaquice e filha da putice extrema com quem gosta (Ou gostava) do que eles faziam.

 Porra Axl, num adianta véi, ele nunca vai ser o Slash.

Sinceramente não sei o que é pior, bandas ruins fazendo coletâneas de porcarias ou boas bandas desistindo do que fazem pelo conforto de não depender mais da música. E também não ouso mais falar que “pior não fica”, já que a vida (E os produtores musicais) nos provaram que sempre tem um jeito de deixar as coisas ainda piores… E numa última frase de efeito, “Rei” Roberto Carlos O CARALHO.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Ricardo G. Souza

    Roberto Carlos é horrível. Tim Maia é mais rei, Eramos é mais rei, mas enfim, fiquei surpreso que cê não falou das biografias, que são tão idiota quanto as coletanias precoces.

  • Essa questão aí também gira em torno do interesse das gravadoras… Às vezes não é algo que possa ser jogado exclusivamente nas costas das bandas e dos artistas.

    Ah, e em 2012 o AC/DC pode lançar um álbum novo… Mais do mesmo novamente. Já declarações deles que não vão mudar a fórmula que eles fazem “Rock ‘n’ Roll”. Ou seja, não vai ter muita diferença de uma coletânea de Greatest Hits.

  • “Porra Axl, num adianta véi, ele nunca vai ser o Slash.”

    Voce sabe disso, eu sei disso, o Axl save disso.

  • Loney

    Me abstenho foda de biografias cara

  • Loney

    Cara, se os ROLLING STONES falarem que não querer a porra do álbum, a gravadora aceita.

    Eu vi, eu que te passei a informação.

  • Loney

    True story

busca

confira

quem?

baconfrito