Coração de Tinta (Inkheart)

Cinema quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

  Meggie trocaria facilmente sua vidinha chata pelas aventuras que costuma ler nos livros. Pois parece que seus pedidos foram atendidos. Seu pai Mo, com quem mora sozinha depois do desaparecimento de sua mãe, esconde um estranho segredo – ele é capaz de trazer os personagens dos livros à vida quando lê seus trechos em voz alta. Esta habilidade pode ter relação com o sumiço da mãe de Meggie mas, antes que a menina descubra mais, o vilão Capricórnio surge das páginas de “Coração de Tinta” em busca dos poderes de Mo para realizar seus planos. Agora, com a ajuda do misterioso Dedo Empoeirado e de sua tia-avó Elinor, Meggie e o pai entram em um intrigante mundo de magia para impedir o maligno Capricórnio e quem sabe finalmente encontrar sua mãe perdida.

Filme pra criancinha, é isso que esse filme é. Não que isso seja totalmente ruim, mas é um agravante, já que o filme não é lá grande coisa. Uma versão de “A Múmia”  para pirralhos, que vão gostar mais do original, provavelmente.

O filme começa com Mo, um restaurador de livros, e sua filha, Meggie, procurando uma edição de Inkheart, o título do livro que inspirou o filme e o qual o “Língua de Prata” estava lendo quando libertou o vilão e, consequentemente, prendeu sua mulher. E isso vai ser repetido de forma enfática, até chata, durante o filme todo. Por que o mundo que se exploda, ele tem que libertar sua mulher.

 “Soltem-me, tenho que tirar o feijão do fog… Salvar minha mulher!”

Aliás, acho que o esquema de “Língua de Prata” não ficou bem explicado, certo? Certo, vamos explicar então: Um Língua de Prata é alguém que tem o poder de tirar dos livros o que lê em voz alta. Por exemplo: Mo faz surgir uma tempestade no covil do vilão Capricórnio apenas lendo um trecho de O Mágico de Oz que contém uma tempestade.
Aliás, acho que eu embolei todo o meio de campo, porque Dedo Empoeirado, que é outro personagem que Mo tirou dos livros, o procura pra mandá-lo de volta. Mas como o cara não quer ler, Dedos fica puto e vai procurar o vilão, que também não o manda de volta.

 “Vento? Não, isso é só uma brisa…”

Ou seja, no final, Maggie, a filha, descobre ser também uma Língua de Prata, e tem que resolver tudo. Ou quase tudo, já que Dedos fica para trás. Mas tudo bem, cê nem queria ver o filme mesmo. Sério.

Coração de Tinta

Inkheart (105 minutos – Aventura)
Lançamento: Alemanha, Inglaterra, EUA, 2008
Direção: Iain Softley
Roteiro: David Lindsay-Abaire, baseado em livro de Cornelia Funke
Elenco: Brendan Fraser, Andy Serkis, Eliza Bennett, Paul Bettany, Jim Broadbent, Helen Mirren, Sienna Guillory, Rafi Gavron, Lesley Sharp, Jamie Foreman

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito