Cine: Os Beatles do século XXI

Música sexta-feira, 16 de abril de 2010

Certos assuntos são praticamente um tabu, e não só na música, eu digo. Você falar que não gosta de bacon por estas bandas é a mesma coisa que falar para um religioso que odeia Jesus, mas com uma diferença: Nós respeitamos a sua opinião e deixamos você viver sua vida patética longe. Não precisamos de piratas duvidosos neste navio, ahrrr. Uma coisa que me deixa muito feliz: Fãs xiitas. Sim, eu tenho um espírito de troll, mas fãs xiitas são muito legais. Normalmente, quando notam que a opinião que eles defendem está sendo contrariada, eles ficam putos. Aí que entra a parte legal. Eu gosto de gente puta e gosto de gente que não costuma ser contrariada. Por isso mesmo eu vim dizer que a banda Cine equivale aos Beatles do século XXI. Seria tão mais legal se uns trovões caíssem agora.

Por que tanta gente considera Beatles como sendo a maior banda de todos os tempos? Eles não foram o começo de tudo – muito menos do rock. De tanto que falam desse modo, parece que querem comparar a banda com o Big Bang: Antes, nem o TEMPO existia. Mas, aceitando a premissa de que os Beatles foram a origem de tudo, por que é proibido compará-los com outras bandas? Porque existem bandas melhores, claro. É a mesma coisa que discutir evolucionismo com um criacionista: Não faz sentido.

 Sem contar que evolucionismo é mais legal.

Logo depois disso, vem a velha desculpa da influência: Nenhuma banda boa teria estourado se os Beatles não tivessem existido. Ou seja: Os quatro integrantes da banda foram os pais biológicos de todos os músicos de sucesso até hoje? E Chuck Berry? O maluco influenciou AC/DC, Rolling Stones e um monte de bandas. Beatles foram só mais uma dessas muitas influenciadas por ele, um dos pais do rock. Não é preciso que alguém exista pra todo o resto existir. Geração espontânea, mano!

Antes que alguém venha falar que eu não posso falar nada porque eu nem conheço a banda, eu já ouvi Beatles. Não consigo afirmar que alguma coisa é ruim sem ao menos conhecê-la. Por falar nisso, já viram o que é comum em boa parte dos clipes deles? Garotas berrando. Chamem de qualquer coisa, elas não passavam de meninas de 15 anos gritando por homens mais velhos com tigelas de cuia. Os gritos eram mais altos que a música, o que a fazia ser… Tolerável. Você já viu uma mulher de 60 anos correndo atrás dos Beatles em um clipe? Claro que não. Aproveitando o embalo: Você já viu uma mulher de 60 anos correndo atrás do Cine? Não, você só viu meninas de, no máximo, 15 anos.

Beatles e Cine têm em comum, além da música ruim, a nuvem de fãs ao redor, gritando histericamente. Nos dois casos, você precisa saber chegar ao público a ponto de cantar algo ruim e ninguém ligar. Isso se chama presença de palco. Por mais que doa admitir isso, Beatles tinha isso e Cine também. Os efeitos colaterais disso foram piores do que a bomba atômica em Hiroshima, ou a radiação no começo do filme Godzilla: Eles se tornaram padrão de um gênero. KD MITOSE KD

Depois que um todos viram que os Beatles atraiam as mulheres – ou adolescentes de 12 anos da Capricho – começaram a imitá-los. Aí, caros seres pluricelulares, iniciou-se a Beatlemania. Todos queriam ser iguais a eles, só por causa do sucesso com as garotinhas. Eu concluo que todo mundo era pedófilo naquela época. Enfim, e o Cine? Uma banda formada por colírios da Capricho atraiu todas as leitoras. Eles são homens de 30 anos que se vestem como garotos de 15. Também, se eu vejo um garoto de 15 anos vestido daquele jeito, eu chuto o saco tão forte até que saia pela boca. Depois que o hit deliciosamente cremoso que eu nunca tinha escutado saiu, Garota Radical, outras bandas com o mesmo estilo também passaram a existir, só pra ter um gosto do sucesso. Parasitas com mau gosto existem.

Musicalmente falando, os dois são iguais? Claro que não. Cine é bem melhor. Como as duas bandas não escrevem nenhuma letra boa, a música que passou pelo estúdio com tecnologia é melhor, óbvio. E as letras das duas bandas são iguais, praticamente. Ó só esse trabalho poético:

Sabe, eu trabalho o dia todo
Sempre de vestido pra sair
Para ganhar dinheiro pra você para comprar suas coisas
Sempre com o cartão do pai, compra tudo e se distrai
E quando ela sai, não importa pra onde vai
Vale a pena só de ouvir
(Sempre escuta as bandas que eu nunca ouvi)
Você dizer: “você irá me dar de tudo”

Radical. Sim, eu sei deixar vocês realmente putos. Mas quero ver alguém aparecer nos comentários pra falar que A Hard Day’s Night não é parecida com Garota Radical. E provavelmente, até esse ponto, ninguém vai lembrar que o Bacon, além de ser um site de entretenimento, é um site de opinião, e tudo isso até agora é só a minha opinião. E eu quero que vocês pensem o contrário, gosto de ver Roma pegar fogo. Sim, eu sou o Nero do século XXI.

Você pensa que Beatles foi a maior banda de rock de todos os tempos? Acha que ela foi a origem de tudo e influenciou todos? Você vai ter que concordar que Cine é a mesma coisa que Beatles. Antes, o rock não tinha tantas divisões como atualmente. Rock era rock e fim de papo, ou você acha que, atualmente, você poderia falar que os Beatles é a maior banda de metal que já existe? Isso está longe de ser verdade. Pelo contrário, Cine é a banda que está influenciando e originando outras naquele tipo de rock de… Aquilo é emo, afinal?

Tudo que os Beatles fizeram, Cine está fazendo – e literalmente falando, até porque, os dois se apoiavam/apóiam em fãs histéricas que nunca ouviram algo realmente bom ou se deixam levar pela massa. E mais: Se você acha que Beatles é a origem, você está me dando outro argumento pra falar que eles foram os primeiros colírios da Capricho. E foram. FLW.

 Nada de Photoshop por aqui.

E pra não perder o costume: Comunidade no Orkut, Twitter e Last.fm, além do meu Twitter. Enviem-me dinheiro. Obrigado.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Helena

    véi, você usava camiseta dos beatles, usa do cine agora.

  • Hope

    Desculpa, não fiquei puta. Sei que isso te deixaria feliz, mas, infelizmente, eu concordo com você.

    Preciso dizer, como uma garota que gosta de garotos (HÉTEROS), que essas meninas estão cegas. Ou doentes mentais. Ou os dois.

    E eu acho que até os Colírios se ressentem de serem comparados com Cine.

  • André

    Felizmente no começo cê já deixa claro que é troll :D.

  • Que fixação nos Beatles hein, toda as suas colunas falam nesses. Eu acho que no fundo você tem uma adoração reprimida aos Beatles, adora eles – subconcientemente – mas não tem coragem de admitir. Só isso pra explicar tamanha fixação.

    Freud explica.

  • Mauro

    Claro, igualzinho…

    Tirando a diferença no estilo musical, a diferença no jeito de se vestir, tirando o fato de que os Beatles foram um marco histórico, e tirando o fato do Cine ser uma banda de bixinhas…

    Não se pode comparar Beatles com Cine, são mto diferentes, de tempos diferentes, em contextos sociais diferenciados

  • Ricardo

    Mal começaram a comentar, até pro Freud já sobrou. o.O

    Beatles é ruim. Fato.

  • Marina

    os dois são ruins. fato.

  • Antonio

    nunca escutei beatles…nem pretendo…prefiro os rock de hoje, como The Strokes, Arctic Monkeys e afins…
    não tenho a contade de escutar cine…é uma merda total…

  • Tody

    Falácia da acusação, XD

  • Ricardo

    Esse tal de Cine, pra ser ruim, tem que melhorar muuuuuuuuito, hein?

    Sinceramente, não sei nem como falar mal disso de tão… sei lá, horrendo deve ser a palavra certa pra definir.

  • beatles é legal
    principalmente numa sessão de tortura

  • K

    @Zé
    Exatamente, cara. Por isso eu perdi meu tempo escrevendo um texto que fala mal dos caras ao invés de falar bem. Freud devia ter um Q.I. menor que o da Maísa.

    @Mauro
    Qualquer coisa pode ser comparada.

  • Porco-aranha

    hm, saquei seu ponto de vista, gosto de beatles e tals, foram um marco e tals, não acho eles tão foda, só gosto

    mas tipo, seria a mesma coisa que falar que hm, nx zero é beatles do sécXXI tbm, pois influenciaram uma porrada de banda emos e tals(se bem que emo já existe a muito tempo, mas foi o que fez os emos saírem do armário).
    Ou falar que Ramones foram uns beatles da vida tbm.
    São contextos históricos e sociais diferentes.
    mas euri com o texto, e Hard Day’s Night é parecida com Garota Radical sim OAHSEUOHASEUO

  • Se você fala de algo que você não gosta é natural só falar dos defeitos e ser bem parcial se comparar o seu alvo com outras coisas.

    O que Beatles e o Cine têm em comum, em primeira análise:

    O sucesso com garotas jovens, por elas os acharem atraentes;
    São jovens tocando música pros jovens de sua época;

    Falar muito além disso é forçar o argumento.

    Agora, o que eles têm de diferente:

    Pelo menos uns quarenta e cinco anos de diferença. Isso significa que as mentalidades deles e das pessoas pra quem eles fazem sua música são razoavelmente diferentes;
    As influências são muito diferentes. Os Beatles foram influenciados (sim, apesar dos fãs não gostarem de admitir, eles tiveram que aprender também) por artistas da década de 50 basicamente. O Cine foi influenciado pelas décadas anteriores e até quem sabe pelos próprios Beatles. Como eu não conheço bem, chuto que tenha sido pela década de 80 e 90, a julgar pelo jeito de vestir e musicalidade.
    Os Beatles são uma das bandas de maior sucesso, sim. Influenciaram meio mundo e todo aquele papo que vocês já sabem. Mas além disso, são de grande relevância na História do rock. O Cine é uma banda, mais uma no Brasil. Tem um grupo de fãs, assim como Nx-0, Fresno e outras dessas coisas novas aí. Importância mínima pro rock, visto como um todo, eles são só mais uma banda.

    Não preciso falar da diferença na origem, uma banda é da Inglaterra, a outra do Brasil. Isso pressupôe mentalidades diferentes, de novo.

    Ah, lá no texto diz que a musicalidade do Cine é melhor, supostamente por conta da tecnologia. Bom, aí eu já entro na esfera da opnião pessoal pra dizer: Grande besteira. Tecnologia NÃO significa qualidade, não necessariamente.

    Enfim, só pra constar, não falo pelo fãs dos Beatles, nem sou um, apesar de gostar da banda. Mas, se quiser comparar eles com o Cine, melhor ser mais convincente.

  • K

    @Porco-aranha porco aranha ele é o porco aranha
    Rapaz, você discorda da minha opinião, mas ENTENDEU o texto, e isso fica claro ao forçar a comparação com NXZERO. E cê foi o primeiro a comentar uma ideia condizente ao texto. Obrigado por entender; Morra por gostar de Beatles.

    @Júlio
    Velho, não sei qual é o seu conceito de convincente. Meu texto pode ser convincente para quem tem a mesma opinião (Ou sabe interpretar, apenas), e pode ser uma merda pra quem tem uma ideia oposta. Agora, vamos te ajudar a entender boa parte do que eu quis falar: 1 – Influências: Beatles foi influenciado por artistas da década de 50. Como você mesmo diz, Cine foi influenciado por Beatles, se você adicionar importância musical a eles. Ou seja: A origem é a mesma; 2 – Relevância: Os dois têm relevância de uma pedra molhada, para o rock. Ou seja, são iguais. Sobre se vestir diferente, isso importa?; 3 – Origem: Mentalidades diferentes meu pau de óculos. Existem bandas indies no Reino Unido e existem bandas indies nos EUA; 4 – Qualidade: Leia a parte em que eu digo que ambas as bandas são RUINS. Se as duas coisas são RUINS, a mais bem produzida é MELHOR.

    Enfim, só pra constar, não falo pelo fãs dos Beatles, nem sou um, apesar de gostar da banda. Mas, se quiser comparar eles com o Cine, melhor ser maisWAIT. WHAT. Quer fazer comentários relevantes? Eles não precisam ter tamanho heh, apenas precisam ser CONVINCENTES. Obg.

  • @K

    1 – Influências: Beatles foi influenciado por artistas da década de 50. Como você mesmo diz, Cine foi influenciado por Beatles, se você adicionar importância musical a eles. Ou seja: A origem é a mesma;

    Não, eu disse “até quem sabe pelos próprios Beatles.” Isso porquê eu não conheço os moleques do Cine pra saber de que fonte eles beberam. MAS a julgar pelo que eu já vi deles (em programas da Mtv, pra ser exato) eles misturam características dos anos 80 e 90.

    2 – Relevância: Os dois têm relevância de uma pedra molhada, para o rock. Ou seja, são iguais.

    Na sua singela opnião, pode até ser. Mas mesmo que eu odiasse os Beatles eu ainda ia discordar deles estarem sendo colocados junto com uma banda brasileira que apareceu na mídia ontem. Não gostar dos Beatles não é problema, o diabo é negar o que eles foram.

    3 – Origem: Mentalidades diferentes meu pau de óculos. Existem bandas indies no Reino Unido e existem bandas indies nos EUA;

    E existem banda indies no Japão, na Rússia e em Pindamonhagaba também, mas esse não é o ponto. Eu falo da diferença entre um jovem da Inglaterra e um sujeito de mesma idade do Brasil. Eles vivem em condições diferentes e isso resulta em pensamentos diferentes. Agora imagine esses dois jovens com 45 anos entre eles. São umas 3 gerações acho. Isso já é suficiente pra eles não serem assim tão parecidos.

    4 – Qualidade: Leia a parte em que eu digo que ambas as bandas são RUINS. Se as duas coisas são RUINS, a mais bem produzida é MELHOR.

    Opnião pessoal, eternamente. Mas isso não me incomoda, todos têm gostos. O caso aqui é a afirmação que se duas coisas são ruins, “ruins”, então a mais bem produzida é melhor. Bem, os Beatles foram muito bem produzidos, tinham do bom e do melhor. Na época deles. Aliás, eu duvido que o Cine tenha uma produção tão boa, guardadas as devidas proporções tecnológicas.
    As melhores ferramentas de gravação e produção de um disco de 1960, por exemplo, parecem sucata velha se comparadas com as atuais. Mas isso não faz as velhas “piores”. O passado não era “pior” que a modernidade. Cada coisa pertence a seu tempo.

  • K

    @Júlio
    1 – Não é anos 80. E se você foi influenciado por Chuck Berry e uma banda foi influenciada por você, é correto falar que, pelo menos em parte, Chuck Berry influenciou todo mundo.
    2 – O que eles foram? Uma banda seguida por um bando de garotinhas, feito Cine. Não que eu já tenha falado isso no texto, né.
    3 – Pensava que uma banda pode ter o mesmo estilo que a outra e tal. Mesma música é… Plágio, então seria meio difícil de acontecer, legalmente falando.
    4 – Na época deles. Tecnologia melhorou? Viu meu ponto?

    E porra, o Pizurk bem que poderia responder no meu lugar. Tô de saco cheio de responder coisas que TÃO NO TEXTO, cacete. É só fazer um comentário mental e ler o texto que cê vai entender minha ideia lá. Ou não.

  • @K
    Sério que cê respondeu pra um cara que escreve “opnião”?

  • @K

    Eu entendi suas opniões pessoais, já que o texto é baseado nelas, só estou indo contra algumas. Acho que você é que não entendeu algumas das minhas idéias. Enfim, as observações sobre o texto são as mesmas.

  • Jackson

    Apesar de gostar de Beatles tenho que concordar que eles faziam o que esses caras fazem agora.

    Pelo menos ainda acho que foram originais(?), haha acho que os primeiros a fazer isso.

  • Renato

    Você de fato não conhece Beatles. Diz que já ouviu, mas tenho certeza de que ouviu muito pouco.
    Todas as críticas que você faz, e você as articula muito mal, só se aplicam na primeira fase do conjunto.
    Você contradiz argumentos que você mesmo cria. Assim fica fácil. Quem nega a influência de Chuck Berry? De que serviu esse exemplo? Ninguém diz que os Beatles inventaram o rock, você a primeira pessoa que vendo dizendo isso.
    Os clipes que você citou são da primeira fase do conjunto. Você não deve saber, mas os Beatles deixaram de fazer shows em 1966, justamente por não conseguirem ouvir o que tocavam. O Cine não só nunca vai deixar de fazer shows, como nem faz sucesso suficiente para não se ouvirem enquanto tocam. A partir de então, acabaram-se as garotas gritando, as “capas da Capricho”. Beatles virou uma banda de estúdio, o que também acaba com seu argumento que a principal qualidade da banda era presença de palco.
    Existe metade da história dos Beatles que você desconhece, sem garotas e sem terninhos, mas não vou te contar essa história. Por agora vou só argumentar em cima do pouco que você sabe.
    Você compara Beatles e Cine com a única argumentação de que os dois são fenômenos pop. Apesar de demonstrar grande desconhecimento da história do rock, nisso você está certo. Mas você diz que são fenômenos pop idênticos ou semelhantes. Meu camarada, a base de sua argumentação é uma ideia tão furada, que por si só é ridícula. Você nem precisava do resto da encheção de linguiça retórica que é o texto para fazer papel de bobo.
    Então, ouve um pouco de Beatles e depois repense no que você diz
    http://www.youtube.com/watch?v=deSMlX4rFgo
    http://www.youtube.com/watch?v=aMfkVGCU_BA

    Se não mudar de ideia, a Banda Cine agradece a permanência de mais um no fã clube.

  • K

    @Renato
    Fala, amigo! Agradeço você ter vindo comentar de forma séria em um texto explicitamente humorístico – sendo que há um aviso no começo do mesmo. Também quero adicionar que para um fã xiita dos Beatles que não sabe interpretar, você escreve muito bem (Pensava que comentários do tipo seriam barrados na soma do WordPress).
    Quando eu falei que já escutei Beatles, inclui a parte psicodélica também (A fase ácida da banda, à base de LSD). Eu ter focado meu texto em uma época diferente não significa que eu desconheça a banda. Você pode falar que conhece o AC/DC de Brian Johnson sem ter vivido no período de Bon Scott, por exemplo. Para você eu posso ter sido a primeira pessoa a falar coisas do tipo – invenção de gênero -, mas foram coisas que eu ouvi na vida real e li na internet (Parece que há uma grande fixação em tornar bandas em divindades). Além disso, não me lembro de ter citado clipes, falei apenas de uma música de cada conjunto.
    A fase das fãs histéricas pode ter acabado em uma época diferente, mas você deve concordar comigo que foi uma marca forte no início da banda, dando um empurrão ao sucesso, assim dizendo. Sua negação de contar a história da banda que você gosta significa que ela não vale a… Pena? Mas não vamos por este lado. Gostaria de falar que não conheço a História do rock, e também que não há ninguém que a conheça completamente. Existem sim pessoas que falam com certa arrogância, dando a entender que sabem de tudo e isso é pura idio… Ah, você fez isso. Desculpa, cara, não quis te magoar. Sério.

    Agradeço mais uma vez pelos adjetivos ao final do seu comentário, que deixam claro que você não sabe ler ou interpretar um texto de humor sobre um assunto sério. Gostaria também de dizer que não sou fã de Cine, apenas acho melhor que Beatles pelos motivos ditos no texto acima – que, meu Deus, não são abertos a falhas ou lacunas lógicas, por se tratar de um texto formal, culto e, acima de tudo, com compromisso jornalístico. Também agradeço por ambos os links, mas venho pedir que enfie ambos no cu ao invés de sujar meu texto com tamanha blasfêmia musical.

    Continue comentando. Gosto de responder comentários assim e manter certo contato com os leitores iguais a você. A única coisa que eu gosto mais do que isso é ser irônico. Forte abraço.

  • Hetfield

    Cara, simplesmente vc nao gosta de Beatles. O motivo nao sei mas deve ser algo bem traumático por todo esse ódio uahauhaua
    Deve ter quebrado algum lp dos Beatles do seu pai ele bateu em vc ai vc ficou com essa raiva =P
    quando nao gostamos tendemos a nao ser parciais
    nao importa o quao bem intencionado
    você odeia beatles mesmo, mas ai comparar com cine é sacanagem xD
    eles tinham sim fãs histericas mas nao quer dizer que as musicas sao ruins

    eu gosto de beatles, axo q eles eram bons, muitos monstros do rock escutavam e gostavam de beatles
    vc é a unica alma que abomina beatles

    Agora para os adoradores de beatles esse artigo é a opnião do Sr K nao quer dizer que seja a verdade é apenas opniao dele deixa o kra dizer q beatles é ruim
    se é verdade ou nao ninguem sabe

  • Gus

    Pior q o Cine é um Beatles do século XXI mesmo kkkkkk (a unica diferença é q o cine lançou a moda dos “homens-fêmea”) Pelo orgulho heterossexual sou mais a música dos Beatles :)

  • John

    a familia beatles naum vai deixar barato vamo xinga muito no twiter hoje… ..muito

  • K

    Vish.

  • JaEra

    Sem comentário… e sem querer discutir e/ou prolongar o que aqui foi colocado, só quero ressaltar que, atualmente ouvimos tanta barbaridade no meio musical que uma a mais uma a menos seja ela “…chupa que é de uva…” ou “…que me acha foda, não espere eu ir embora…” não fará diferença, vou continuar escutando música de qualidade, que possua letra que condiz com a mensagem que se deseja passar, que tenha harmonia, que seja uma obra, música é arte e assim como um quadro deve ser criada detalhadamente e com amor, o que se cria hoje é o que entendo por arte abstrata, aquilo que ninguém sabe ao certo o que é, fica a mensagem, mas o ser humano é incapaz de absorver opiniões aversas por sua própria natureza, pra mim não será surpresa se eu for ricocheteado com uma resposta grossa.

  • asmodeu aguillar

    Qdo o Cine fizer uma música a altura de helter skelter ou a day in the life… a gente conversa….

  • procure ler mais sobre a história do rock. Nada contra o Cine. Falar que as letras sã iguais? Existem hoje vários livros sobre os Beatles em português. Procure lê-los

    boa sorte

  • K

    Pô, não sabia que esses livros existiam. Pensava que a Inquisição havia queimado todos.
    “Nada contra o Cine” – CÊ BEBEU, CARA?

  • visitante

    nunca li tanta merda

  • Clayton

    Esse texto deveria se chamar: “como conseguir muitos comentários em um post do Bacon”… Funciona que é uma beleza! Toma mais um aí!!!!!

  • Fmuchao

    velho na boa se mata por ta falando isso cara cine so fala de musicas com menisnas ricas,putas e de mais nada beatles ahh isso sim é banda com varias ispirações cara mais uma coisa se mata

  • thalescb

    Se quer analisar uma banda analise pela música e não pela fama ou fãs –‘.Se quer atenção vai na rua e abre o cu.

  • Perna rock

    não sei pq perdi meu tempo lendo esse lixo de artigo de quinta produzido por um toucinho que se diz bacon…

  • E perdeu mais tempo ainda comentando isso.

  • Ailton Lucena Filho

    Quase 5 anos se passaram e vim aqui relatar que esse talvez tenha sido uma das maiores trolladas do Beatles EEEEEEEEEEEEVEEEEEEEEEEEEEER

busca

confira

quem?

baconfrito