Bitch: Stop Noobin’.

Nerd-O-Matic quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Eu acho que mulheres deviam parar de jogar vídeo-game.

Er… ok, pensando bem, vocês ainda podem jogar Wii Fit.

Mas falando sério, mulheres: estou altamente revoltado com a desabilidade de vocês desde o lance do drift. Se vocês não conseguem dominar uma coisa tão básica POR QUE cês continuam jogando? Parem de envergonhar a si mesmas e se envolvam com atividades mais úteis, porra. Cês sabem o que nós, homens, ficamos falando pelas costas de vocês? Olha esse log entre eu e o Pizurk:

A gente simplesmente não respeita vocês. A gente curte olhar vocês jogando, porque vocês são uma graça e tals. Vocês ficam lindas com as sobrancelhas franzidas sabe, quando vocês não conseguem passar de uma parte no jogo. Mas aí: não tem como respeitar gamisticamente alguém que não entende um conceito básico como drift ou hadouken. Cês não sabem fazer drift, caralho.

 Foto: Drift

Eu tava conversando com a Manu sobre o assunto. Uma conversa séria, a fim de ter subsídios pra coluna de hoje e não dar apenas uma visão machista da coisa. Eu pensei “bom, vamos consultar uma mulher sobre o assunto; vamos ouvir o outro lado da história; vamos fazer game-jornalismo”:

Engraçadinha. É por isso que vocês têm que parar com esse lance de jogos: vocês não levam a parada à sério. Pra vocês vídeo-game é só um… jogo. LEVA O NEGÓCIO À SÉRIO FDP.

Claro que não pilotam, e nunca vão pilotar. Voar é coisa séria. Flight Simulator é coisa séria. Aliás, tem alguma mulher aqui que joga Flight Simulator? DUVIDO. Porque é um jogo sério demais pra vocês. Vídeo-game é serious business, e vocês só querem saber de trocar a roupa da personagem principal do jogo. Vocês só querem saber de decorar a casa em The Sims. Você só querem ficar criando cachorro em Nintendogs. Vocês são uma piada. Depois reclamam que jogo de mulher é tudo igual. LEVA O NEGÓCIO À SÉRIO FDP.

Acham que eu tô exagerando de novo né? Acham que eu só falo essas coisas pelas risadas, né? Vocês não levam meus exageros à sério; vocês pensam “AINNN, neim toda mulér é jougadoura bixa tán?”. Ok, pela diversão do argumento vamos então falar com a BEL, que é provavelmente a jogadora mais macho que eu conheço:

PRA FUCKING COMBINAR COM OS ÓCULOS. Cês são tudo bicha, porra.

E nem adianta vir com papo de que o vídeo-game une o casal e mimimi. Isso não serve pra nada. PRA NADA. Me diga quando você vai ter a mesma satisfação de xingar sua mulher no Street Fighter que você tem xingando um camarada FDP e enxugando latas de cerveja? Isso não existe, você não pode zoar a sua mulher por dar um Perfect nela com o Zangief. Se você fizer isso ela vai ficar puta da cara com a sua “grosseria” (elas não entendem o conceito de “bragging rights”) e você vai ficar sem sexo por uma semana. Aliás, já que falei no assunto “sexo”, por favor, de uma vez por todas, entendam que isso aqui:

… é só retórica. Sexo E jogo não dá certo. É uma coisa ou outra. Olhem bem para a foto; agora me digam quem é que consegue comer uma mulher sem passar a mão nela. Agora me digam quem é que consegue jogar Street Fighter com uma mão só. O que vai acontecer é que você vai dar um pause e vai lá cumprir sua funcão com a moçoila. PAUSE NÃO É JOGO, porra.

Cês enchem meu saco. Pra resumir essa coluna toda: Mulher, pára de escolher cor pro meu carro e vai lá colocar uma lingerie sexy.

E não, Mario NÃO É sexy.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito