Atividade Paranormal 4 (Paranormal Activity 4)

Cinema quarta-feira, 24 de outubro de 2012

 Cinco anos após Katie (Kathie Featherston) matar a irmã Kristi (Sprague Grayden) e o cunhado Daniel (Brian Boland) e levar consigo o sobrinho Hunter, ela vive com o pequeno Robbie (Brady Allen) em uma casa. Do outro lado da rua mora a adolescente Alice (Kathryn Newton), que acompanha os passos do garoto juntamente com o amigo Alex (Matt Shively). Ambos acham Robbie bastante estranho, principalmente quando ele fica alguns dias na casa de Alice após Katie ter um problema e ir parar no hospital. Aos poucos Robbie se torna amigo de Wyatt, o irmão caçula de Alice, atraindo-o para um universo perigoso.

Atividade Paranormal tem os trailers mais mentirosos do mundo por que, quando os vídeos dessa continuação saíram, uma caralhada de gente pensou que finalmente ia melhorar a bagaça. Pelo jeito, até que enfim algum monstrinho ia parecer na tela. Mas não é que, além de ludibriador, não tem UMA cena do trailer que aconteça no filme? Filhos da mãe!

Primeiro, o filme diz que Katie e Hunter foram supostamente sequestrados. Depois, um menininho aparece na tela, sendo filmado pela irmã mais velha, Alice. Aí surgem os pais dos fedelhos e aquela coisa toda de família ululante e feliz mas que na verdade tem uns probleminhas por baixo dos panos.

Então, vem aquela coisa de sempre. Por que a história se passa com a tal família, não com a de sempre? Quem é o menininho que vive com a Katie na casa da frente, que pertencia à avó das meninas no terceiro filme? Que diabos são aquele bando de mulher-zumbi no final?

Foda é que eu pensei em fazer mil piadas sobre, mas já tá um assunto desgastado. O filme não melhora em nada, tem as mesmas inconsistências de sempre, deixa muitas pontas soltas e dá uns vacilos fortes, que fazem você perder a vontade de levar aquilo a sério. Um exemplo disso é a hora em que a mãe da família (Que não tem nome!) sai VOANDO pela sala.

 Tipo esse momento.

O pior é que a série, em vez de abraçar todas as possibilidades de terror psicológico que tem, resolve criar um enredo “complexo”, cheio de frufru e nhénhénhé. Já se passaram 15 4 filmes e ninguém se mancou de que a parada tá uma porcaria. Sem falar os momentos em que ela se leva tão a sério que evita “sustos muito óbvios”, tipo a câmera focando a porta da geladeira aberta enquanto a plateia espera ter alguém atrás, mas quando a mesma se fecha, a cena continua normalmente. Não, roteiristas, vocês não são complexos, nem profundos, nem chegam perto disso. Desistam e caiam de cabeça no trash.

Enfim, não assistam. Vale mais a pena que os outros, mas ainda não vale tão a pena. Digo, tá começando a melhorar, mas, nesse ritmo, ainda vão precisar de uns setenta e dois filmes se quiserem ser bons. E nunca confiem em trailer de filmes de terror. Malditos enganadores.

Atividade Paranormal

Paranormal Activity (95 minutos – Terror)
Lançamento: 2012, EUA
Direção: Henry Joost
Roteiro: Zack Astrin, Christopher Landon
Elenco: Katie Featherstone, Kathryn Newton,

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Galera paga mesmo pra assistir Atividade paranormal no cinema? o_õ

  • Tem quem pague pra ver Crepúsculo, né

  • ….
    eu só paguei por que o pizurk não me arranja cabine u_u

  • Eu arranjo, ai você não vai…

busca

confira

quem?

baconfrito