Ah, essa cambada de 17 anos…

Livros quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Estava eu pensando acerca do ENEM, vestibulares e coisas do tipo, e fiquei me perguntando (Como já tinha feito tantas vezes antes) como é que alguém tem a capacidade de demorar CINCO HORAS para responder uma prova de alternativas e fazer uma redação com trinta linhas. Porra, meus posts no Bacon dão muito mais que isso e eu levo menos de uma hora quando inspirado para fazê-los!!!

Já falei de redações antes, e admito que chuto bastante e que sou mais rápido para fazer provas do que a grande maioria das pessoas, mas vejo essa galerinha falando que “cinco horas e meia é inçuphissiente pra 90 questões i a redaçaum” e não posso deixar de me questionar o nível de retardatisse que essas pessoas possuem. Ok, português tem muito texto e demora para ler (O que também é subjetivo) e matemática tem contas para fazer, mas faço, COM CALMA as duas áreas em 2 horas, chutando 1 questão a cada 15 que aparece, e sei que tem gente que simplesmente nem lê as questões.

E aí vem a redação, e a galera faz 21846961 rascunhos possíveis, passa para a folha oficial, ERRA na gramática e diz que não conseguiu completar as malditas 30 linhas por falta de tempo!!! Não sei vocês, mas 30 linhas pra mim é absurdamente pouco! Minha introdução leva 30 linhas!!! E ainda saem do tema, falam coisas absurdas e colocam um título clichê da porra. Aliás, pra quê rascunho? Eu sei que tem gente incapaz no mundo e que diminui o possível número de erros de grafia, coesão e todo o resto, man sério, qual a dificuldade em pensar ENQUANTO escreve? É tão difícil assim fazer as duas coisas ao mesmo tempo?

 Nhonho, o primeiro emo.

E ainda tem a galera que fica até o final da prova para sair com o caderno de questões… Galera, não importa quantas você acertou, vai ter alguém que acertou mais que você e que vai ficar com a vaga pra universidade que você quer: Isso se chama “cota” e taí tem anos já. Inclusive, divertidíssimo a galera que acha que só negros e índios usam as cotas, naquela “vibe” de burrice inocência… Se bem que para o ENEM isso ajuda.

Voltando para a redação, vocês viram o tema desse ano? “Viver em rede no século 21: Os limites entre o público e o privado”. Sim, todos sabemos que os temas nunca são criativos ou atualizados de verdade (Afinal, esse debate já existe à pelo menos 15 anos), mas colocar em discussão algo em que o governo é uma merda é burrice (Pois todos sabemos que “o sistema” público tá sempre fora do ar ou com problema de conexão ou qualquer outra coisa do tipo). E procurando sobre a coisa me deparo com isso:

“Fiz a redação em 50 minutos porque já tinha feito duas vezes no COLÉGIO, pois eles nos obrigaram a fazer e refazer”, comentou a estudante Débora de Oliveira, de 17 anos, que estuda no Colégio CEU STATUS de Campo Grande – MS”

É ou não é uma beleza? Isso sem falar no problema anual obrigatórido (Ou PAO, para os íntimos) de 2011: A troca de locais de prova. E tem gente que diz que “tava imprevisto” e que “foi a chuva”, num país que tem um dos melhores sistemas de previsão do tempo do continente… E teve o possível vazamento da prova, já que um simulado no Ceará teve questões iguais às do ENEM… Um ano é o tempo disponível para deixar tudo brilhando, e insistem em usar alumínio no lugar de cromo.

O resultado do ENEM sai só em janeiro, mas desde já podemos começar o bolão pro ano que vem: “Qual será a merda da vez?” e torcer para que o bom-deus-pai-sagrado-eterno-senhor faça com que o tempo de prova seja diminuído e o número de questões aumentado para que essa galera toda possa dizer com (Ainda mais) orgulho que “nem li no finau porkê já tava cançado”.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito