A Questão Humana (La Question Humaine)

Cinema quinta-feira, 19 de junho de 2008

 Simon Kessler (Mathieu Amalric) é um psicólogo no departamento de recursos humanos de uma corporação petroquímica franco-alemã. A gerência solicita que ele investigue o diretor geral da instituição, Mathias Jüst (Michael Lonsdale), que tem apresentado sinais de perturbação. A percepção de Simon fica caótica com a companhia de Mathias. A experiência afeta seu corpo, mente, sensibilidade e vida pessoal. Com isso, a calma que fez dele um respeitado profissional, começa a desaparecer.

Essa é a premissa de A Questão Humana, que estréia nessa sexta. Parece chato, não?
E é. Mas só um pouco. As duas horas e vinte e três minutos não se arrastaram, como eu pensava. O tempo correu como… uma tartaruga. Manca.

 Foi você que peidou?

Filme médio, mostra as peripécias do psicólogo Simon Kessler na empresa petroquímica em que trabalha. Ele, encarregado do departamento de recursos humanos, é chamado por um superior, Karl Rose, para investigar o estado mental do diretor geral Matthias Jüst. Simon se aproxima do diretor, usando a desculpa de que quer refazer um grupo musical, já que Jüst fez parte de um quarteto anos atrás. O psicólogo inicialmente acha que é apenas cansaço mental do seu superior. Mas quando se dá conta, está envolvido em uma trama maior do que conseguia imaginar.

 Ainda pego o corno que transferiu meu escritório pra cá.

O filme se perde em alguns momentos, ao mesmo tempo em que o protagonista se perde em si mesmo, e tenta passar a confusão, o que ocorre na mente de Kessler. O problema é que faz isso de um modo muito radical, com cenas sendo cortadas ao meio sem um desfecho, e idéias perdidas. Não é um filme ruim, mas também não é bom.
Gosta de quebra cabeças e enigmas? Vai lá, campeão.

A Questão Humana

La Question Humaine (143 minutos – Drama)
Lançamento: França, 2007
Direção: Nicolas Klotz
Roteiro: Elisabeth Perceval
Elenco: Mathieu Amalric, Michael Lonsdale, Edith Scob, Lou Castel e Jean-Pierre Kalfon

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Caio, The Eldar

    a não ser por Amelie, eu dificilmente gosto de filmes franceses. Bom, Amélie e aquele com a Eva Green, acho que chama The Dreamers…

  • JS

    Já eu tenho boa impressão dos filmes europeus em geral. ( o que inclui os franceses…)
    Recomendo “Irreversível”, que é bem chocante, mas é ótimo!

  • Entravix

    o Amelie q vc fala eh o “O Fabuloso Destino de AMelie Poulain” ?

busca

confira

quem?

baconfrito