A Órfã (Orphan)

Cinema quinta-feira, 03 de setembro de 2009

 Kate (Vera Farmiga) e John (Peter Sarsgaad) sofrem a trágica perda de um filho. O casamento fica abalado e Kate começa a ter pesadelos, sendo assombrada pelos fantasmas do passado. No esforço de retomar uma vida normal, o casal decide adotar uma criança. No orfanato da cidade, tanto John quanto Kate se veem estranhamente cativados por uma menina chamada Esther (Isabelle Fuhrman). Mas Esther não é o que parece ser e, preocupada com a segurança da família, Kate tenta fazer com que John e os outros enxerguem o que há por trás do doce semblante da criança. No entanto, os alertas de Kate passam em branco até que seja tarde demais… para todos.

Filme de susto. É difícil classificar filme de susto. Pode ser terror, horror, thriller, mistério, suspense, blá blá blá. O que importa é que esse assusta. Não que você vá se cagar durante o filme, ou sonhar com a pirralha depois de ver o filme [Espero, pelo menos. Se bem que cês são tanga pra caralho]. É o tipo de filme que te faz pular na cadeira, e o que é pior: Por coisa nenhuma. Aqueles sustos que cê toma, mas depois que vê o quão sem vergonha é, fica até com raiva.

 “Ô coisinha bonitinha do pai.”

Pois bem, a história é aquela mesma que tá ali em cima: A mulé tava grávida, perdeu a criança, não encontrou nos achados e perdidos, ela e o marido ficaram meio ressentidos com aquilo e foram comprar outra. Ou algo assim. O que importa é que, quando foram caçar outra, encontram Esther, pintando como se fosse profissional. É nessa hora que cê já fala: “Wait. What?” Afinal, criança nenhuma pinta coisas bonitas, costumam só fazer garrancho. Mas enfim, cê engole e vai em frente.

 “Tá chegando?”
“Tá…”
“Falta muito?”
“Não…”

Ai, quando eles levam ela pra casa, ela trata os outros moleques muito bem. Ai cê já tem certeza: Tem algo errado com ela. Crianças se dando bem com uma estranha que usa roupas do começo do século [Eu não cheguei à citar isso, né?]? É dai pra frente que ela começa à mostrar seu lado maléfico. E quando você descobre tudo, é tarde demais. Ou não, dá pra descobrir antes dos manés da família o que tá acontecendo. Não precisamente, mas dá pra ter uma ideia.

 Quem disse que luz negra é só pra casa noturna?

E é por ver coisas como esse filme que eu não pretendo adotar.

A Órfã

Orphan (123 minutos – Thriller)
Lançamento: Alemanha, Canadá, EUA, França, 2009
Direção: Jaume Collet-Serra
Roteiro: David Johnson, baseado em história de Alex Mace
Elenco: Vera Farmiga, Peter Sarsgaard, Isabelle Fuhrman, CCH Pounder, Jimmy Bennett, Margo Martindale, Karel Roden, Aryana Engineer, Rosemary Dunsmore, Jamie Young

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • natália

    Achei esse filme uma porcaria de täo óbvio. Fora que esse história de adotado maléfico já cansou.

  • Diego

    Detestei o filme. A história não é cativante. Esperava mais por tanto alarde feito. 6 reais do cinema jogado no lixo. Ao término do filme você só escutava críticas sobre o filme.

  • noname

    ou seja vcs só assistem merda p/ achar um filme foda desses um lixo ¬¬

busca

confira

quem?

baconfrito