Você sabe por que velho não joga? Parte 1 – Identificando um gamer que parou no tempo.

Games quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Eu sei por que velho não joga: Porque os jogos evoluem e melhoram com o tempo. E as pessoas não.

Veja se você reconhece o diálogo:

Mas olha, quanto bichinho colorido nessa tela, como é que você consegue saber qual é você?
– Como assim? Eu tô ali, sou aquele com a espada Stormbringer, matando aquele bando de orcs.
– Mas e esses outros de azul aqui?
– Ah, esses eu comando também, vou mandar eles defenderem a ponte, ó…
– Mas como que você continua lutando ali e faz isso ao mesmo tempo?
– Eu uso o direcional pra chamar o menu e dar ordens, e uso o analógico pra controlar o meu personagem enquanto isso.
– Ah, tá. Pra isso que tem tanto botão nesse controle então… Não sei como você consegue. Quando eu tinha Atari, era um botão só, mais simples, mais direto. Jogo não tinha complicação, era só diversão.

Ou esse:

– E o que que é isso que você joga tanto aí? Não vejo acontecer nada nesse jogo, só fica esses diálogos aí na tela e esses filminho passando.
– É RPG, é assim mesmo.
– Mas o que que acontece nesse jogo, eu não vejo você fazer nada. Não mata nada, não atira, não pula…
– O que interessa é a história, o desafio é fazer a história ir pra frente e ver o que vai acontecendo.
– Ah, que besteira. Quer história vai ler um livro! No meu tempo sim que vídeo-game era bom; River Raid, Enduro, Space Invaders, era cheio de ação, não dava pra tirar o olho que você perdia uma vida… Precisava de agilidade. Era um treino de rapidez aquele vídeo-game.

 Rumble Roses, do Playstation 2. Vai dizer que o Atari era MAIS legal que isso?

Se você já ouviu a variação de algum desses diálogos, sabe que um dos protagonistas deve, necessariamente, ser alguém de quase 30 anos ou mais. Só pessoas com quase 30 anos, que jogaram muito Atari quando crianças, conseguem desdenhar tão facilmente das plataformas e jogos atuais, valorizando excessivamente os jogos antigos.

Gostaria de apresentar, através de uma série de posts, uma reflexão a respeito da qualidade e nível de diversão dos jogos atuais em relação aos jogos antigos. Esta reflexão partiu da observação de uma possível tendência, entre os gamers com quase 30 anos (como eu), de avaliar os jogos mais antigos de maneira desproporcionalmente favorável.

 

No próximo post: o percurso do jogador médio.

 

(Originalmente publicado no site www.gamereporter.org – agora no Ato ou Efeito; revisto, ampliado, com mais sabor e vitaminas.)

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Concordo com você, mas faço só uma ressalva: A geração antiga só será finalmente sepultada no dia que lançarem Kid Chameleon (Mega Drive) pras novas plataformas.

  • Friederichs

    Velho, qntas veses não escutei q rpg é tosco pq não acontece nada….

    Broxante.

  • Pô, Chrono Trigger, o melhor RPG já feito, é do Snes. E X-Men do Atari era legal e putanheiro bagaraleo!

    Nessa “briga” acho que a diferença é a seguinte: antigamente se produzia menos merdas do que hoje. Sem contar que, talvez pela baixa capacidade dos games da época, qualquer coisa nos surpreendia. Hoje em dia o trailer do Metal Gear 4 dá sono em muita gente… hehehehehehe

  • P/A

    “(…) não pula…”

    HAUuASDHUdshuAuhasd, é bem por aí mesmo.

  • atillah

    Kid Chameleon? Você tá me sacaneando né? Você é desses que gostam de gerar polêmica né? Entendi.

    E Júlio: você tá maluco cara. É exatamente por causa de caras como você que escrevi essa série. “antigamente se produzia menos merdas do que hoje”? Onde? Quando? Você já jogou ET e Superman do Atari? São os piores jogos do MUNDO de TODOS os tempos. Continue lendo a série e conversamos de novo daqui 9 dias.

  • Bahamuto

    Eh, pega o jogo das panteras q vc vai ver q merda q eh, heuahuaehaeuhuaehe
    Merdas são produzidas toda hora e nao depende da geração pra isso… isso é fato, o problema eh q a nova geração nao conhece muito bem a antiga geração, por isso não sabe das merdas q existiam… aquele ET e superman são de rasgar o saco… literalmente.

    Mas essa de velhos nao jogarem são pq eles tem medo de aprender… mesmo os que pegaram o ATARI na sua fase alta… Por exemplo, minha mãe não joga nada e mesmo assim ela fica admirada com a agilidade que eu consigo ter num controle em qualquer tipo de jogo, principalmente nos de luta. Ela diz exatamente o que o velho disse: “Não sei como vcs conseguem…” mas veja pelo outro lado… ela tem celular há uns 3 anos e só agora ela consegue mandar uma msg… obviamente depois de ficar meia hora apertando as letras e se nao apertar o cancelar sem querer >=)

  • Não é polêmica não, achava Kid Chameleon do caralho (não que eu ache que os jogos de hoje não prestem) só acho que é um jogo que eles deveriam ressuscitar.

  • Você já jogou ET e Superman do Atari? São os piores jogos do MUNDO de TODOS os tempos.

    Discordo, tenta Smurfs no Atari, esse É o pior de todos os tempos EVER! Agora, RPG eu não encaixo na questão idade. Ou se gosta ou não. Tenho toda a parafernália “gameira” e não suporto historinha. Para mim, o RPG está para os games assim como as comédias românticas para o cinema. Sou muito mais Bully do que WOW.

  • Hahahahahaha, maluco não, cara. Keystone Keppers, Pitfall, River Raid, Seaquest, Sonic, todos os Mario para oito e 16 bits (que matam de mil o Mario 64 em jogabilidade e diversão), Zelda (o do 64 também é ótimo, por sinal), Bonanza Brothers, Earthworm Jim (caraleo, um dos jogos mais engraçados de todos os tempos), Toe Jam e Earl, Truxton, The New Adventures of Batman and Robin (a nova geração não fez um jogo de super-heróis tão legal quanto esse). Entenda, não sou contra a nova geração, acho God of War a melhor coisa que eu já joguei por diversas razões. Agora dizer, como é dito, que os velhos “não sabem jogar videogame” traçando um paralelo com os jogos antigos é, na minha opinião, uma tremenda bobagem. Pelo visto, por estas bandas, bom é o Fade to Black do 3DO e merda é o Flashback, do Snes

  • bob gusppy

    tenho 37 anos, joguei atari, e adoro videogame, tenho um P2 e vou comprar um Wii para meu filho (para mim mesmo).

  • Xuxão Lennon

    Porra, muito bem destacado o teu ponto de vista…
    Vc mais do que ninguém que eu dispenso sexo pra terminar um jogo de terror ou aventura (nunca me aparece sexo, na verdade).

    Minha saudade não é dos jogos antigos em si, mas sim um todo… meus velhos tempos… dia desses eu abri o armário e vi meu Dactari… joguei e vi que era legal sim, mas não tem mesmo como um cara da minha idade (quase 30) querer comparar estes jogos com os jogos de hoje e dizer que naquele tempo era melhor… Quem já terminou aquele joguinho que me esqueci o nome agora, mas o cara se pendurava nos cipós, atravessava as “lagoas” pulando na cabeça do jacaré qdo ele fechava a boca, corria do escorpião?? aquilo não terminava nunca… mas mesmo assim era um jogo muuuito legal…

    =)

    P.S.: ainda não consegui lembrar o nome do joguinho.. =(
    P.S.2: lembrei, caralho: PITFALL

  • Joao

    Previro os novos.Mas ate que tem uns antigos legais….

  • Calvin James

    Tenho 38 anos e prefiro as novas plataformas. Jogo Counter Strike, WE e MUITO rpg. Dragon Quest do PS2 é meu preferido.
    Meu sogro tem 57 anos e quando me viu jogando Shadow of the Colossus adorou o game e ficou assistindo eu jogar até “fechar” ou “virar”.
    Então não se pode ser tão radical assim com os “velhos”.

  • Jogo é diversão , é igual cerveja , seja marca antiga ou nova o cara bebe pra mata a cede……jogo o cara joga pra matar o tempo, pra esquecer problema, pra descontrai de um dia catastrofico, pra esquecer as besteiras que a esposa falou, pra esquecer a briga com a namoradinha da 6 série, pra falar assim: hoje eu vou acordar neste sábado bem cedo pra jogar das 8:00 da manha até as 3:00 da madruga e que ninguem me tire daqui …… jogo é assim , cada um tem uma historia com eles….. e o legal que tem gente que gosta dos dois, que de manha joga um emulador de atari com master system e a noite joga uma partida de Wii com um amigo ou joga um FPS que precisa de 8 teraflops de processamento ….. e no outro dia esta lá logo de manha entrando em site de gamer pra ver os lançamentos de todas plataformas e novidades pra depois no MSN conversar com algum amigo viciado tambem e poder discutir, falar dos lançamentos falar mal de algum game, falar do preço caro das peças e perifericos e dos consoles…… eu acho que quem fica só gostando de um ou de outro tipo de jogo não sabe o que ta perdendo e jogar tudo que é idade de jogo,,,,, dos antigos aos mais recentes e se possível fazer que nem eu , tenha um pc velhao com muitos emuladores, e muitos jogos for DOS e um PC ultima geração para jogar os mais novos, e fora meus portáteis que eu jogo outros padroes de games :) , geralmente gamer que reclama muito é gamer pobre hehe que nao tem dinheiro pra comprar o que tem vontade de ter ….. ai mete o pau no preço nos games, e tudo mais hehe…..típico gamer que depende dos pais pra conseguir comprar um console ou placa de video pro PC,, nao recrimino esses pois já fui assim…… mas hoje trabalho e compro quaquer console next gen que quisesse.. só nao compro pq eu sei que vou jogar pouco e nao vou ter tempo suficiente pra aproveitar a delicia que é jogar eles… como hoje tenho outras prioridades acabei que não comprando os consoles de maior valor e optei pelos mais enconta portateis da nintendo e da sony….e nao me arrependo jogo muito game com eles.. e falta mesmo é tempo pra jogar mais e mais.. do contrario teria todos consoles :)

  • Po! roger561.
    Ai vc disse a verdade.
    Nostalgia todos tem e terão. Falamos mais de jogos antigos por que temos mais horas de vôo neles.
    Quando falamos de velharia os novatos que estão chegando agora, discriminam porque não passaram por esta fase. Admiro os criadores a evolução dos games, hoje o som é real antigamente era eletrônico tipo midi ou só um toc toc. A verdade é uma só Jogar e curtir!
    Tem gente que não gosta mas eu Amo muito jogar e sei que tem uma legião comigo e não vão largar o joystick enquanto não passarem pra próxima fase.

  • MaK-PG

    Usar o trintão como estereótipo do gamer velho foi sacanagem, puxa! Agora na questão do jogo, também não dá para generalizar que antes era porcaria ou hoje só tem porcaria. Tem que levar em consideração a jogabilidade, deixar de lado a parte gráfica, pois em questão de gráfico, as máquinas antigas nunca farão o que as de hoje fazem. Em questão de interface de controle, também não se compara, pois pra cada interface é exigida uma coordenação motora que só se adquire com a prática. Jogo bom, é aquele que proporciona muita diversão e claro, vai trazer lembranças positivas no futuro, a nostalgia. E.T. era uma bosta mesmo, era um personagem infantil, como um jogo muito complicado para essa faixa etária. Superman, jogo porco! Os dois usando o nome para vender pra fã.

  • Leonardo

    Cara, comparar jogos de Atari com jogos atuais é uma tremenda babaquice! Cada um tem a sua época! Tenho 28 anos, tive todos os vídeogames lançados desde o Atari. Até hoje jogo Atari e SNES no computador, mesmo tendo um XBOX 360 numa TV de LCD 32″! Vou de boxe do Atari até Dead or Alive 4 do XBOX, dando couro em quem vier! Agora, RPG é uma bosta seja em qual plataforma vc quiser! Isso é questão de gosto e não de idade! Se liga, brother!

  • Cervantes

    Estou jogando atualmente Crysis, Iji e Mount and Blade. Crysis é o melhor tecnicamente: Mount and Blade é de uma empresa independente, com gráficos 3d razoavelmente fracos, mas com a MELHOR engine de combate que eu já vi (nunca um combate medieval a cavalo funcionou tão bem). Iji tem gráficos 8bit, estilo NES mesmo. Agora adivinha qual dos três é o pior?

    CRYSIS. Níveis mal-elaborados, jogabilidade mal-integrada, história ruim, nenhuma originalidade a não ser os gráficos realmente perfeitos (que não sei se conta como originalidade). Sem contar que é o único dos três que não tem fator replay nenhum: Mount and Blade você pode passar o resto da vida jogando, e Iji precisa ser jogado pelo menos umas três vezes para pegar cada nuance da história, os extras e os finais alternativos. Muito bem elaborado.

  • Cervantes

    p.s.: avaliar diversão proporcionalmente à evolução tecnológica é muito arriscado. Eu acho que Tetris é uma das coisas mais divertidas já criadas: não precisa de história, shader 3.0, stereo surround 7.1, dual-analog joystick… Você começa a jogar Tetris e, de repente… O que aconteceu com os últimos cinqüenta minutos???

    Agora tente jogar Doom III. Não leva trinta minutos para você querer dar uma pausa e ir fazer outra coisa (jogar mais tetris, talvez). Sem contar que tetris pode ser jogado eternamente sem que o fator diversão caia. Chegue ao final de Half-Life II (que é um ÓTIMO jogo) e não dá a menor vontade de jogar tudo outra vez.

    A série GTA não possui os melhores gráficos, mas é uma das coisas mais divertidas já feitas. Jogar San Andreas (mesmo depois de já ter finalizado) é muito melhor que jogar Crysis, acredite.

    Diversão é um fator complicado de se medir.

  • atillah

    @ Cervantes

    De acordo com tudo que você disse. E a única maneira de medir diversão é individualmente, de acordo com seus próprios critérios.

busca

confira

quem?

baconfrito