Vingadores – A Queda (Marvel)

HQs quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Vingadores vs X-Men foi o grande evento Marvel de 2012 nos Estados Unidos e de 2013 no Brasil e agora que a saga já chegou ao fim por aqui, podemos falar livremente sobre ela. Mesmo assim tem um aviso de spoilers pra vocês não encherem muito o meu saco. O problema é que Vingadores vs X-Men é muito mais do que um arranca rabo entre mutantes e heróis. É o acerto de contas de quase uma década, já que tudo começou lá em 2004 com o fim dos heróis mais poderosos da Terra, que levou diretamente a um outro evento nada importante que quase extinguiu os mutantes. Mas isto é assunto pra outro post.

Spoilers, spoilers por todos os lados.

Porque deu merda, Capitão.

Tudo começa quando o Valete de Copas, Vingador bucha de canhão que estava morto, retorna a vida, vai até a mansão dos Vingadores e explode, destruindo a mansão e Scott Lang, na época, o Homem Formiga. Enquanto isso, Tony Stark está discursando na O.N.U. e resolve relembrar seus velhos tempos de cachaceiro e começa a insultar o representante da Latvéria. Não que ele esteja errado, a Latvéria é uma bosta, mas porra, fazer isso na frente de líderes mundiais é foda. Sobra até pro Pantera Negra, que tava lá na dele representando Wakanda. Voltando a mansão dos Vingadores, ou as suas ruínas, como se a explosão do Valete de Copas não tivesse sido o suficiente, o Visão resolve dar uma causada e cospe umas bombas que se transformam em Ultrons, enquanto tagarela sobre como os Vingadores falharam e merecem ser punidos. Graças a Deus, nessa época a Mulher Hulk era uma Vingadora e fez o robô calar a maldita boca. O Visão normal já é chato, imagina possuído. O problema é que ela é uma Hulk e os Hulks tendem a ter certos problemas de controle de raiva, sendo assim, sobra catiripapo pra todos os Vingadores que ainda conseguem ficar de pé. Bem feito.

Bem, essa confusão toda resulta no coma da Capitã Britânia e da Vespa, na prisão da Mulher Hulk pela S.H.I.E.L.D. e na demissão de Tony Stark do cargo de secretário de defesa dos Estados Unidos. Mas como desgraça pouca é bobagem, a O.N.U. decide cortar relações com os Vingadores momentos antes de uma invasão Kree que resulta na morte do Gavião Arqueiro. Caraaaaaaaaaaaaaaaaaai, véi. Pois é, a chapa tá quente cumpádi. E é válido lembrar que os Vingadores estão sem o Thor, que está em Asgard enfrentando o Ragnarok. Mas porra, que dia louco é esse? Primeiro o Valete de Copas retorna dos mortos só pra explodir os amigos, depois o Visão resolve ter uma crise de consciência e cospe 5 Ultrons pra destruir as colega, Tony Stark, que não bebe há anos, parece ter enchido a cara pra causar na O.N.U. e ainda rola uma invasão Kree? Tudo no mesmo dia? Isso é muito até mesmo pros quadrinhos. Mas calma que o Doutor Estranho tem a resposta: Tão abusando da magia nessa porra. Diz o mago supremo enquanto cintila fabulosamente metros acima do chão e faz chifrinho com as mãos.

Sim, Wanda Maximoff, a Vingadora conhecida como Feiticeira Escarlate deu uma surtada e resolveu aloprar a vida de seus amiguinhos com sua magia do caos. E tudo isso porque tiraram dela seus dois filhos, também criados a partir da magia do caos. O resultado disso tudo é um monte de Vingadores indo atrás dela e um porradeiro incrível entre Doutor Estranho e ela. Tudo pra no final, deixarem a mutante mais poderosa da Terra nas mãos de um terrorista. É isso aí, Wanda vai embora com seu querido papai, Magneto. Esse Vingadores só fazem as coisas certinhas, mesmo.

E tudo acaba com um jantar de despedida.

Essa série marca o fim dos Vingadores como os conhecíamos desde sua criação, dando o ponta pé inicial não somente para Vingadores vs X-Men, mas para todas as sagas que a antecederam, como Guerra Civil e Reinado Sombrio. Tudo o que revolucionou o Universo Marvel a partir desse novo milênio deve-se a este grandioso evento na vida dos heróis mais poderosos da Terra, que encerram sua última revista sem uma equipe de Vingadores. Coisa que se resolveria posteriormente com a estreia de Novos Vingadores.

Vingadores – A Queda


Avengers – Disassembled
Lançamento: 2004
Arte: David Finch
Roteiro: Brian Michael Bendis
Número de Páginas: 180
Editora: Marvel

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito