Vídeo-games: os próximos 25 anos – 2033

Games quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Esse post faz parte de uma série em 6 partes. Veja o primeiro post aqui.

Previsões para 2033

Ok. Me permitam agora viajar totalmente na maionese, me apoiando nas informações daquele artigo original do Cracked.com.

Fui lá conferir, e parece que a Sony realmente patenteou a idéia de transmitir imagens e sons diretamente para o cérebro através de ondas ultrassônicas. Parece mágico demais né? Mas nem é, um monte de animais usam ultra e infra som para se comunicar. Um ultra ou infra som é simplesmente um barulho alto ou baixo demais para o ouvido humano processar, mas que tem efeitos diferentes se emitido em direção a alguns materiais como paredes, metais e cérebros.

storyportableultrasound.jpg
Estetoscópio com base em ultra-som. Um dos utensílios médicos que se aproveita das propriedades de transmissão de informação que o som de alta frequência e amplitude tem.

A idéia é a mesma da implantação de eletrodos que eu falei antes, só que nesse caso você nem precisa daqueles plugues que aparecem em filmes como Existenz e Matrix. Só precisa apontar o aparelho emissor para a cabeça e já era; transmissão instantânea e não invasiva de qualquer tipo de conteúdo que você possa imaginar: jogos, livros, filmes, músicas, treinamentos de novas habilidades…enfim, tudo que possa ser reduzido á algum tipo de informação codificada.

nihon_syndrome.jpg
Isso não vai mais ser virtual, você vai entrar lá de verdade. Pelo menos é no que o seu cérebro vai acreditar.

Dá pra acreditar? E se eles descobrirem um comprimento de onda ultrassônica que mire direto nos centros de prazer? Você sabe, a gente joga vídeo-games porque isso de alguma forma estimula os nossos centros de prazer, seja matando zumbis em Resident Evil, roubando carros em GTA ou construindo casas e relacionamentos em The Sims. As narrativas dos jogos se tornam mais complexas para satisfazer a nossa necessidade de participar de uma história crível em forma de jogo; um enredo que nos envolva e aumente o prazer de acompanhá-lo. Como uma novela, ou um livro mesmo.

A partir do momento em que um aparelho consegue mirar diretamente nos centros de prazer, não existe mais um motivo para se fazer todo um invólucro narrativo, um pacote de historinhas que entregam a sensação de prazer. Manja drogas? Você sabe como o ecstasy funciona e porque nego usa até “fritar”? O MDMA (princípio ativo do ecstasy) simplesmente libera de uma vez só todas as substâncias responsáveis pela sensação de prazer no cérebro. O cara sente um prazer desgraçado e não consegue fazer mais nada da vida a não ser tentar sentir mais prazer, tocando em coisas, dançando, pegando em pessoas, etc. O Treta fez um pequeno vídeo compilando o comportamento desses seres em estado alterado decorrente da ativação exagerada dos centros de prazer.

E você sabe por que eles finalmente voltam ao estado “normal”? Porque depois de uma dose elevada de ecstasy as substâncias químicas que ativam os centros de prazer simplesmente ACABAM. E não adianta tomar mais, porque não tem mais neurotrasmissor para utilizar com fins de prazer. Os caras só param de tomar a parada porque ela não faz mais efeito. O prazer acaba compulsoriamente; é tipo uma trava de segurança evolutiva que faz o cara voltar ao mundo real e se preocupar com coisas importantes como comer e respirar.

Transfira essa lógica para um aparelho que mira diretamente na área de prazer do cérebro: todo mundo vai ficar utilizando a porra do aparelho até morrer ou acabar a pilha. Você não precisa mais de vídeo-games. Também não precisa mais de filmes, músicas, cinema, sexo, comida saborosa, NADA. Pelo menos vai acabar o drama da pirataria na internet.

podpic.png
Basicamente você não vai mais precisar se mexer para ter prazer. Entre no seu tanque e fique lá gozando eternamente.

Finalmente vamos atingir o que foi mostrado no filme Matrix, mas não na forma de mundo tecno-apocalíptico como na visão pessimista do filme. Vai ser uma utopia computadorizada, onde vamos viver em tanques nutrientes, só alternando entre descargas de prazer intensas e períodos de coma. Os períodos de coma servirão para recuperar os neurotransmissores que vão permitir novas descargas de prazer a assim por diante. Nos períodos de coma provavelmente vão rolar simulações de interações com os outros seres humanos que ainda estão por aí. Tenho a impressão de que o cérebro humano precisa de relações com outros seres humanos, para manter um fio de sanidade. Mas essas relações podem ser simuladas, e não precisam ser verdadeiras.

3d-woman.jpg
Por favor, simulem minhas relações com essa moça aqui, ok?

Isso vai continuar até o corpo não agüentar mais a vida no tanque nutriente e todos nós virarmos imensas uvas-passa rosadas em conserva. Se não aprendermos RÍPIDO a transferir nossos cérebros para computadores, estou prevendo que a humanidade vai acabar em mais ou menos 30 anos.

Bom, espero que vocês tenham gostado dessa projeção realista e fundamentada sobre os próximos 25 anos gamers. Muitos de nós sobreviverão para ver essas mudanças e isso definitivamente é o que deve acontecer até 2033.

Depois disso não sei o que vai acontecer, mas estou triste por descobrir que daqui a 25 anos os vídeo-games vão acabar. Bom, pelo menos também não vai ter mais aquele exame de próstata degradante.

Portanto, jogue mais vídeo-game AGORA. A vida é curta. Play more. Play hard.

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Jonh B. God

    Hahahahahah…. Massa as previsões… Já viu que toda previsão de Homem + Maquina = Merda? Prefiro que as pessoas invistam em viajens espaciais…

  • CoN

    hehehe curti as previsões… mas são realmente beeeem viajadas auehauheuaheuah

    acredito que o que tá previsto pra daqui 15 anos vai ser realidade daqui uns 25… e por aí vai, a coisa vai ser mais lenta… mas posso estar completamente errado

  • Math

    No fim as coisas acabam mais ou menos como em Matrix, só que com moldes diferentes. Ao invés da proposta em Matrix, cada um possuirá seu “mundo”, visto sob sua ótica.

  • Cool

  • Que final!

  • e pensar que isso e daqui 50 anos….da pra imaginar o que ira rolar daqui uns 50? vamos virar vegetais!!

  • Friederichs

    cara AUhaUhauhaAUHAUh EU acho q sou o unico q não leva muita fé no futuro matrix. sei la, não por parecer absurdo , e sim por ser muito facil conclusivo. Fica meio obvio que qnto mais evoluimos mais ficamos dependentes das maquinas e assim a coisa vai….

    Mas em termos de matéria, rapaz, foiuma incrivel viajem, muito massa essa visão e as argumentações mostradas!

  • atillah

    @ Frederix

    Você tá errado cara. TÍ FALANDO MERDA.

    Vai ser EXATAMENTE como eu previ. Pode se preparar. Todo mundo aqui vai acabar feito palmito em conserva.

  • Leef

    Otima materia atillah, li a sua e a original, ambas muito boas =P
    é supimpa pensar que somos refens de nossos vicios.
    e saber que vamos morrer de algo que gostamos XD

  • atillah

    Orra Leef, isso foi surpreendentemente profundo. Queria ter pensado nisso pra colocar no final da matéria.

  • Mau

    Muito interessante… só não concordo pois vc está se esquecendo das hordas de bilhões de pessoas miseráveis que sobrevivem no mundo. Essas sempre existirão, nada de vida virtual pra elas. Tb se esquece de outras milhões de pessoas religiosas que não obedecerão de forma alguma aos desejos da Besta, nem adorarão a sua imagem.

    No meu entender o futuro mais provável é de um filme antigo, que não me recordo o nome, onde a crise de alimentos será tão intensa que pessoas serão processadas em forma de biscoitos. Máquinas farão verdadeiras colheitas na multidão esfomeada. Uma mísera maçã custará os olhos da cara. Somente milionários comerão carnes e vegetais.

  • atillah

    @ Mau

    Caralho mano, eu lembro desse filme. Se chama Soylent Green, de 1973 (IMDB). Tu cavou fundo nessa, cara. Puta filme, e é uma previsão muito melhor do que a minha, porque eu conheço um monte de gente que merece virar ração.

    Porém, não gosto da sua previsão, pois nela não existirá mais churrasco para mim. Isso é um absurdo; prefiro virar ração a continuar vivendo sem churrasco.

  • Mau

    Atillah muito obrigado por me dar o nome do filme vou ver se acho pra revê-lo.
    Parece que vc mais cinéfilo que eu poderia saber o nome de outro filme não tão antigo sobre um Panzer alemão perdido e atacado no norte da Ífrica durante a Segunda Guerra Mundial. Já fucei em tudo quanto é buraco e ninguém sabe nada sobre ele.

    Não precisa publicar esse comentário, mas se souber use meu e-mail pra resposta. Desde já agradeço. Abs do Mau!

  • atillah

    @ Mau

    Bah, adoraria me gabar de saber qual filme é, cara. Mas não lembro não. Procura por filmes que incluam “Rommel”; ele foi o comandante da campanha dos Afrika Korps na Segunda Guerra. Náo deve ter tanto filme assim sobre isso, porque a campanha durou 3 anos e a maior parte das vitórias era dos germânicos. E ninguém faz filme sobre as vitórias germânicas.

busca

confira

quem?

baconfrito