Velhos tempos do Thrash Metal – Pantera

Música terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

Este artigo faz parte de uma série nostálgica. Veja a introdução aqui.

Ah, a minha banda favorita. Pra quem não sabe, os três primeiros álbuns do Pantera eram Glam Hard Rock, um som COMPLETAMENTE diferente do Pantera que vocês conhecem hoje. Dá só uma olhada:

Metal Magic, do álbum Metal Magic. O vocalista dos três primeiros álbuns era Terry Glaze, que foi demitido mais tarde. Então, Phil Anselmo entrou.

Power Metal, do álbum Power Metal. Aqui os caras já adquiriram mais peso, mas ainda estavam na linha do Glam. Ainda assim, a pegada Thrash sempre foi notável. Principalmente com a chegada de Phil.

Over & Out, esses vídeos que eu encontro são os melhores, mesmo.

Dead Trap. O próximo álbum, I Am The Night, seguiu a mesma linha. Ouça abaixo o som Come-On Eyes:

E foi aqui que parou tudo. Após isso, o Pantera deixou o lado (poser, eu diria) Glam Metal pra trás, ficando apenas com o Thrash… Pesado. Nascia uma das bandas mais espetaculares da galáxia:

Heresy, do álbum Cowboys From Hell. O som continua cru, e o vocal agora é mais gritado com alguns tons agudos vez ou outra. Sonzeira DO CARÍI.

Domination, uma PEDRAAAAADA, rapaz. Cadê aqueles veadinhos do Glam? Apresento-lhes o Thrash Metal, mas ainda com uma influência mais Heavy. Heavy Thrash Metal. Ok, vamos parar de inventar coisas. Sério, aumenta o som.

Scream, finalmente. Influências do Hardcore completas. Agora sim, um Thrash Metal mais… Thrash. Fucking Hostile, do álbum Vulgar Display of Power. O álbum de maior sucesso da banda.

Rise. Mais uma pedrada espetacular. Sério que você NÃO aumentou o som?

Strength Beyond Strength, do álbum Far Beyond Driven. O som vem ficando cada vez mais cru, já percebeu? Cada vez mais sensacional, também.

The Great Southern Trendkill, do álbum The Great Southern Trendkill. Olha esse som, cara. Digo, escuta. É simplesmente uma pancadaria SENSACIONAL, não tem como NÃO se empolgar com isso. Não tem como não se empolgar com Pantera.

(Reprise) Sandblasted Skin, um dos sons mais crus dos caras. Aliás, este, pra mim, é o MELHOR álbum da banda. Escolha o seu. Como? Corre atrás, frango! Vale a pena. Fechando então com Suicide Note Pt. II, uma obra prima da banda. Não é exagero falar que a banda é espetacular.

E acaba aqui a série nostálgica mais pesada do site mais quente da galáxia. Não estamos pra brincadeira, e nem VOCÊ devia estar. Você devia ouvir mais Thrash Metal. E tem banda pra CARÍI por aí, eu só citei as cinco mais importantes da cena, no início. Sua vez: Indique bandas. DIVULGUE o Thrash Metal. Pantera não é Thrash? Pantera não é Metal? Pantera yada yada yada? Já é de se esperar esses tipos de comentário. Por isso, tente… aumentar o som.

Ofertas: CD’s do Pantera

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito