Velhos tempos do Thrash Metal – Metallica

Música sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Este artigo faz parte de uma série nostálgica. Veja a introdução aqui.

Ahh, velhos tempos de Metallica. Velhos tempos em que Cliff Burton DETONAVA o baixo. Velhos tempos em que o Metallica era uma banda respeitável. Formada em 1981 em Los Angeles (Califórnia), a banda basicamente fundou o Thrash Metal junto com nomes como Slayer. Se liga em um dos primeiros sons dos caras, Hit The Lights:

Sensacional. Sonzeira crua, do jeito que toda banda de Metal dos anos 80 devia ser até hoje. Mas, quem sabe, isso atrapalharia a nossa nostalgia.

Puta clássico: Seek & Destroy. Esses dois sons são do álbum Kill ‘Em All, considerado por muitos o álbum mais clássico do Thrash Metal. Quem sou eu pra discordar? O álbum é uma obra prima.

Partindo para o álbum Ride The Lightning com o som Ride The Lightning, este foi o álbum que marcou a primeira das várias mudanças que a banda sofreu com o tempo. Neste álbum há mais “qualidade musical”, ou seja: Um álbum menos cru, e até mesmo mais “leve”. É claro que a banda foi chamada de VENDIDA por causa deste som:

Fade to Black. É claro que sempre tem alguém pra chamar uma banda de vendida, é inevitável. Porém, este som foge do nosso tema. Vamos corrigir isso com Fight With Fire:

Um dos melhores sons da banda, definitivamente. Abre o álbum supracitado em grande estilo, te OBRIGANDO a ter um torcicolo de tanto balançar a cabeça. Esse som é um hino. Por falar em hino…

Master of Puppets, do álbum Master of Puppets. Pra uns, o melhor álbum da banda. Suspeito, é difícil encontrar o melhor álbum do Metallica entre os três primeiros. Impossível. Parem de inventar, não há álbum melhor. Cantem o hino, putos.

Baterry. Outra pedrada. O Metallica sempre gostou de abrir seus álbuns com uma sonzeira espetacular, é incrível. Mas espetacular mesmo é a maior obra prima dos caras: One, do álbum …and Justice for All:

E eu páro por aqui. Há muito o que se falar sobre o Metallica, principalmente sobre os quatro álbuns de início de carreira da banda. Hoje em dia, infelizmente, a banda teve um regresso incrível em relação á música. Metallica decretou o fim do Thrash Metal á partir de seu próximo álbum, Black, que não é ruim; mas também não é Metallica. Cliff Burton morreu em 1986, e quase 2 anos depois o último álbum realmente Thrash do Metallica foi lançado (o último citado acima). Cliff seria a alma da banda? Não sei. Mas esse som faz uma falta do CARÍI!

Ofertas: CD’s do Metallica, DVD’s do Metallica

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • joao

    Matador.Gostei pra caramba dos soms! apesar de ja conhecer alguns

  • pM

    a única musica que gosto da banda é “enter sandman” XD

  • Danilo

    Não sei dizer muito sobre a história dos álbuns em si. Gosto de Metallica e ponto final, claro que há coisas como o álbum ST. ANGER que dão desgosto.

    Olha se não fosse Seek and Destroy, eu nunca teria começado a ouvir Metallica. Hoje em dia não fico muito tempo sem ouvir The Call of Ktulu.

    É um quanto complexo falar sobre a qualidade do som. ás vezes irrita uma música antiga, pela má qualidade das distorções. Por outro lado irrita ver aquelas bandas enchendo as músicas de efeitos, com pedaleiras de 2 metros.

    Hoje em dia a captação pode ser mais bem feita. No entanto está difícil surgir músicos originais. Como sempre digo o fundamental é o vocalista morrer no auge da banda, um lance meio Nirvana (claro que quando Cobain morreu o Nirvana já estava inativo).

    Metallica é foda, mas já não é como antigamente.

  • Bel

    concordo plenamente quanto á master of the puppets ser O CD da banda.

    metallica SEMPRE vai ter um lugarzinho especial no meu coração. quando eu tinha meus 10, 11 anos e ouvia HANSON, um vizinho meu um pouco mais velho um dia chegou na minha casa com o Black Album, dizendo “você acha que hanson é música? escuta isso aqui”.
    foi amor no primeiro riff.

    depois disso, nunca mais larguei o metal.
    e por mais trash (TRASH, não thrash) que esteja a reputação da banda hoje em dia, metallica sempre vai ser metallica, e merece todo o respeito por isso.

    mandou bem de primeira, théo.

busca

confira

quem?

baconfrito