Trazendo à Realidade – Spiderman

Nona Arte quarta-feira, 04 de novembro de 2009

Para começar, vou explicar que trabalharei o Cabeça de Teia real em duas vertentes:

1. Vertente Cinema: Parker ganhou TODOS os seus poderes de uma aranha radioativa. Um dia depois, ao descobrir os poderes e começar a testá-los, morre. Seu corpo é encontrado cinco dias depois, em decomposição, num beco, por um mendigo que procurava jornal para se cobrir. Ao ser levado para o IML, nota-se a ausência de alguns órgãos (Apesar de não haver quaisquer incisões no corpo), um buraco em cada pulso e o fato que Peter está praticamente reduzido a pele e osso, o que não condiz com sua condição de menino criado pela avó na base de Ovomaltine e leite com pera.

Mas, peraí, como é que ele morreu?

Bom, para aqueles que não são viciados em informações aleatórias aparentemente inúteis como eu, aí vai a resposta: Aranhas fiandeiras, para tecer suas teias, têm um gasto protéico gigantesco para conseguir produzir a seda que irá garantir a ela várias moscas suculentas. E, nesse processo, elas podem perder até um terço da massa corporal delas. Aplicando isso ao Aranha, temos a seguinte situação:

 “Ih, que massa, eu posso soltar teias! Peraí, que merda marrom é essa que acabou de sair? Isso é o meu FÍGADO? E ISSO? AAAAHHHHH! MEU CORAÇÃ-GAH!” (Cai morto no chão de uma altura de 45 metros)

E a Tia May? Vai ter que ralar na fila do INSS pra pegar a pensão.

Eu ia fazer uma piada sobre morrer de inanição por excretar excessivamente uma substância branca e grudenta, mas certas coisas são fáceis demais para valer a pena.

2. Vertente HQs: Parker ganhou ALGUNS dos seus poderes de uma aranha geneticamente alterada e usou seu intelecto de super gênio para criar um modo de locomoção que condizesse com seus novos superpoderes, o propulsor de teia. Propelido pela morte de seu tio Ben, passa a lutar contra o crime. Depois de apanhar muito e se cansar da tia reclamando das contas, diminui o ritmo de combate ao crime e passa a trabalhar no Google, no desenvolvimento do programa de controle mental GBrain.

No tempo livre, Peter trabalharia em produtos geniais e/ou revolucionários. Estes serão patenteados e, subsequentemente, gerarão rios de dinheiro. Uma parte será doada para o departamento de polícia de NY, para facilitar a vida oculta dele como combatente do crime (Sem contar o desconto no imposto de renda). Também serão reservados alguns caraminguás para garantir o futuro dele (E, por que não, de seus clones. Afinal, estamos falando da Marvel) e um bom resto de vida pra tia May.

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • fumaZZa

    Quá quá quá!
    A morte por inanição é ótima!
    Que beleza!

busca

confira

quem?

baconfrito