Top 10 Anti-Heróis Modernos

Primeira Fila sexta-feira, 20 de março de 2009

A essa altura do campeonato, depois de uma OVERDOSE Antiheróica aqui no Pipoqueiros, acredito que vocês não precisem de mais explicações ou introduções, certo? Até porque “introduzir” não é exatamente o meu forte, considerando que sou a única colunista XX dessa bagaça. Sem mais delongas, vamos a lista dos melhores Anti-Heróis dos últimos 29 anos. E vocês não tem IDÉIA do quanto foi difícil escolher só dez.

10- Capitão Nascimento

 “Tá dizendo alguma coisa, playboy??”

O cara é da Tropa de Elite. O cara não pede, MANDA. E vagabundo que não aceitar o nome dele nessa lista, pode ensacar que a gente manda pra conta do Papa. Faca na caveira, zerodois!

9- Paul Vitti

 Coisa linda.

Se a área de clássicos tem Michael Corleone, nós modernos temos Paul Vitti. Paul é o Michael amanhã, com pesadelos e dores na consciência. Só que nem toda dor do mundo faria Paul largar de ser um mandão que tá pouco se lixando pra dor alheia. Afinal, ele é Paul Vitti e ninguém tem nada a mais que ele, muito menos dor! E que o divã esteja reservado pra ele 24/7, cazzo! Mais uma atuação DAQUELAS de Robert de Niro, em A Máfia (volta ao) no Divã. O cara até podia ser um vilão, mas é correto demais pra isso.

8- Rob Gordon

 Discos, discos… DISCOS!

Num Top 10 não poderia faltar o cara que faz os melhores Top 5 do mundo. Rob Gordon, de Alta Fidelidade, é um cara que resolve buscar um novo sentido e pra isso reencontra os 5 maiores pés na bunda de sua vida. O cara até podia ser um herói, mas é incorreto demais pra isso.

7- Domino

 Passa longe dos padrões AoE, mas tá valendo.

Tinha que ter uma mulher aqui, né? VAMOS DOMINAR O MUNDO!! O filme conta a história verdadeira sobre Domino Harvey, filha do ator Laurence Harvey, que largou uma carreira como modelo da Ford pra ser uma caçadora de recompensas. Ela nasceu pra ser uma heroína da alta classe de Los Angeles, mas resolveu tocar o foda-se e acabou como o sétimo lugar desse Top 10. E pra mais informações, vão ver o filme. Pra vocês terem uma idéia, a mulher consegue salvar os companheiros e mandar uma galera pra prisão só com o poder de lap dance.

6- Harry Lockhart

 “Nem te conto como meu dedo ficou assim…”

Saído de um filme que merecia uma resenha no FBQPB, o Beijos e Tiros (Kiss, kiss, bang, bang) o personagem de Robert Downey Jr. é contratado pra interpretar um detetive num filme Hollywoodiano porque estava fugindo da polícia e entrou sem querer na sala de testes pro papel. Lá, Harry reencontra uma velha amiguinha de infância e descobre que ela ficou mó gata. Na manhã seguinte, claro, o homem acorda com a melhor amiga dela do lado. Harry Lockhart faz parte da classe dos que não são só anti-heróis, mas são anti-heróis putamente azarados. Mas eu sempre racho o bico com as desventuras dele.

5- Chili Palmer

 “Esse é o cadillac das armas. Quer conhecer?”

Da dobradinha O Nome (e O Outro Nome) do Jogo (Get Shorty e Be Cool), Chili é um matador profissional que se envereda pelos mundos do cinema e da música em Hollywood. Tudo estaria bem se ele realmente conseguisse largar a antiga vida. Só que quando vê algum empecilho o cara liga o lado gangstah na hora e faz com que as pessoas concordem com ele. A maior graça é que raramente (pra não dizer nunca) o homem mete uma arma na cara de alguém e diz “perdeu, preibói!”. Ele faz chatagens com tanta classe que dá até vontade de anotar as táticas. Ele trata as mulheres com todo o respeito e, sendo interpretado por John Travolta, até dança. Mas é bom não pisar no pé do cara.

4- Renton

 Atirando em cachorros pra que eles ataquem os donos… ISSO sim é diversão.

Saído de Trainspotting, Rent é um sujeito drogadão que decidiu que mandar o foda-se em geral era a melhor escolha que poderia fazer na vida. Um belo dia ele resolve mudar, mas como acontece com todo bom anti-herói isso não dá muito certo. Então ele rouba todo mundo pra comprar o tóchico nosso de cada dia e nas horas vagas pega menininhas em idade escolar e deixa amigos irem pra prisão sozinhos. Só que a filosofia do cara é sensacional demais pra considera-lo um vilão. E dá gosto de ver um sábio dos anos 90 vivendo como nada além de… um sábio dos anos 90.

3- Tyler Durden

 Dá gosto olhar pra essa foto.

O personagem de Brad Pitt chega pra salvar a vida do Edward Norton. O cara monta um clube da luta, manda em geral, explode grandes empresas capitalistas (e selvagens), mas mesmo assim tem aquele ar de herói. E se é protagonista e não é nem vilão nem herói, é anti-herói. Esse foi o primeiro caro que me fez pensar sobre pouso de avião… Hoje, estudando sobre o assunto, é que vejo que o que ele diz tem fundamento. Tecnicamente falando, aviões não “pousam” e sim tem “quedas controladas”. Por isso faz muito sentido dizer que “aviões nãos POUSAM na água. Eles CAEM”. Aliás, quase tudo que o Tyler diz choca, mas não deixam de ser putas verdades.

2- Hannibal

 Como não gostar de uma pessoa que usa focinheira?

Dr. Hannnibal Lecter é um canibal sem sentimentos. Seria um vilão com V maiúsculo se não fosse tão carismático, ainda que de forma torta. Assim como o Alex, de Laranja Mecânica, não dá pra ver nenhum traço de heroísmo ao descrevê-lo de forma curta, mas depois de 5 minutos com ele na tela você acaba se apaixonando pelo cara. Paixão, aliás, é o que falta nos heróis… A maioria deles só quer saber de salvar o mundo por obrigação ou porque mamãeensinouassim. Hannibal tem tanto gosto em acabar com uma pessoa (não necessariamente comendo) e o faz com extrema classe SEMPRE. Como não virar fã de uma pessoa assim? Ele não é do tipo que faz careta, mas bem dá pra rir com umas tiradas maldosas dele. Interpretado por Anthony Hopkins, rendeu uma trilogia dessas que DEUS OSCAR CASTIGA se você não tiver visto. E nem me venha falar do quarto filme. Eu prefiro fingir que aquilo nunca existiu. *cospe no chão*

1- Ferris Bueller

 Sabe quando dá aquela vontade de VIVER um pouco?

Ferris é um rapaz que decide tirar um dia de folga da escola. Resumidamente, é isso. Mas quem já teve infância tirou uma tarde de verão pra assistir o filme na Globo, sabe que é muito mais do que uma simples cabulação de aula. Ferris, interpretado divinamente por Matthew Broderick, é um jovem gênio que se utiliza de todos os meios possíveis pra se divertir e levar um pouco de luz pra vida de seu amigo deprimido crônico, Cameron. Ferris tinha tudo pra ser um herói de primeira grandeza, não fosse o detalhe que os meios que ele usa pra alegrar o amigo não são exatamente legais. Não fosse também que ele faz tudo mais em benefício próprio do que de qualquer outro, a história podia passar por um desses filmes de menina. Com um cara, claro. Só que Ferris rouba Ferraris, pratica a arte do Sinpa (do espanhol sin pagar, ou sem pagar), canta Beatles em paradas alemãs, e não só cabula aula como ainda tira sua namorada da escola. Primerão disparado da lista de melhores anti-heróis modernos.

Menção Honrosa

Todo o elenco de Detroit Rock City e do atualíssimo Rock’n’Rolla merece minha sincera lembrança como anti-heróis exemplares, mas por se tratar de elencos INTEIROS, não dava pra oferecer prêmios individuais.

Ficaram de fora alguns dos melhores anti-heróis, alguns por falta de espaço e outros porque estabeleci alguns critérios básicos pra não ficar louca. O Homem de Ferro, o Wolverine, o V e o Constantine são exemplos clássicos de anti-heróis, mas como são categorizados oficialmente como HERÓIS achei que poderia ficar um pouco confuso. Mas acho válido dizer que sim, existe super-herói anti-herói. Deixei de fora também todos aqueles que participam de sequências iniciadas antes dos anos 80. Tenho certeza que vocês tem mais sugestões então queria lembrar que eu tinha uma lista gigante e que foi com muita dor no coração que decidi escolher os últimos 5 colocados de forma semi-aleatória, porque todos eram simplesmente bons demais. Se não fosse assim, provavelmente debizaria essa semana de novo.

Aliás, eu não tenho que pedir desculpas a vocês por não ter escrito nada semana passada, tenho? bah…

Sinceros agradecimentos ao Raphael Mendes do Bobagento pela idéia GENIAL.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito