The Walking Dead – O nome foi A, mas o episódio foi um B-

Televisão terça-feira, 01 de abril de 2014

Chegamos a mais um final dessa incrível punhetação que é The Walking Dead. Tivemos desperdício de personagens, flashbacks, encoxadas pedófilas, as bolas do Rick descendo mais uma vez, “canibais” que são um tanto quanto idiotas e a certeza de que Hershel era um velho cuzão que não tinha ideia do tamanho da pica que o mundo tinha se tornado. Enfim, o episódio foi apenas The Walking Dead sendo The Walking Dead.

Uma coisa eu preciso admitir, este foi certamente o 2° melhor final de temporada de The Walking Dead, perdendo apenas para o final da 2° temporada, com todo aquele discurso de ditadura e um pequeno vislumbre da Michonne e da prisão. Enfim, mais uma vez ninguém morre nessa porra. NINGUÉM MORRE NESSA DESGRAÇA! “The Walking Dead é imprevisível, qualquer um pode morrer.” Seu cu, filha da puta! Quem morreu de forma inesperada até agora? Quem foi pro saco e nos deixou completamente chocados? Ninguém, porra. Até agora morreram 2 velhos chatos, 2 mulheres chatas e o Shane. Porra, quem não queria que eles morressem? Quando eles começarem a matar personagens importantes a gente volta a conversar sobre “The Walking Dead é imprevisível, qualquer um pode morrer”.

Enfim, bora comentar logo esse derrame. O episódio começa com um flashback da época da prisão quando todo mundo ainda tava vivo. Os flashbacks que rolaram durante todo o episódio serviram apenas pra mostrar como Rick precisa agir no mundo real. A verdade é que enquanto estava na prisão brincando de fazendeiro, mesmo com as tretas que rolaram com o Governador durante a 3° temporada, Rick esqueceu-se do quão perigoso pode ser um mundo sem leis. Coisa que ele lembrou rapidinho enquanto o Governador destruía a cara dele na porrada. E convenhamos que grande parte da cuzerisse do Rick deve-se ao Hershel, que achou que a prisão era um lugar seguro e isolado do mundo exterior. Tudo bem, o velho queria apenas que Carl não se tornasse um psicopata, mas daí pra querer que a galera fique brincando de fazendinha feliz sem se preparar pra um ataque é burrice, tanto que deu no que deu.

Esse tempo de volta ao mundo real serviu pra galerinha da prisão acordar e ver que tem muito mais caroço nesse angú do que simples pedaços de carne podre que morrem com um peteleco na testa. O episódio foi totalmente centrado em Rick, Michonne e Carl. Os três foram surpreendidos pelo grupo de Joe, que tocou um belo de um terror, mesmo que rapidamente. Eu achei do caralho a forma como Rick se virou pra salvar o Carl e tals, mas eu sinceramente esperava mais do Joe. Ele me pareceu um cara justo, porém capaz de fazer o que tem que ser feito para manter o respeito. Praticamente ele era o cara do você mata, você morre da série. Porém, os atos dele nesse último episódio foram totalmente contra tudo o que ele disse anteriormente. O cara não gosta que roubem e nem gosta que mintam, mas estuprar uma mulher e uma criança tá ok. Enfim, não to dizendo que o que aconteceu foi ruim, muito pelo contrário, foi certamente o momento mais foda do episódio, mas eu ainda acho que o personagem do velho Joe poderia ser melhor aproveitado. Talvez no spin off, mas ok, já foi. Não vamos chorar pelo sangue derramado.

E aí nós temos o Terminal. Eu esperava que a treta com essa galerinha do Terminal fosse resolvida neste episódio, sem enrolação, sem chororô, sem precisar de 7 ou 8 episódios da 5° temporada para ser encerrado, mas tá bom vamos lá. Ao que tudo indica esses caras são mesmo os canibais, o que certamente resultará em alguém daquele vagão sendo devorado logo no início da 5° temporada. E quem será que tá naquela churrasqueira, hein? Eu não acho mais que seja a Beth. Acho que ela tá com o padre e longe dali. Será que os caras vão cortar a mão do Rick pra preparar um petisco? Ia ser do caralho, hein. Carol e Tyreese ainda não chegaram ao terminal, qual será o papel dos dois durante a batalha que ocorrerá entre o grupo de Rick e os Canibais? Será que a bebê Judith vai virar rango? Também acho que não, pois agora não estamos mais em um momento de queda para Rick. O momento para grandes perdas passou junto com a queda da prisão. O que temos agora é um Rick fodelão, com gente forte ao seu lado e que não vai mais dar mole pra qualquer um. Isso fica bem claro na frase que o cara diz no final do episódio. Frase que supera até mesmo “Isso não é mais uma democracia”. Mas ainda assim, devemos ter algumas quedas durante a batalha. Continuo apostando na morte de Sasha, já que Tyreese será de grande ajuda no grupo de Rick. E volto a apostar na morte de Bob também. Talvez outro personagem importante morra antes do hiato, como aconteceu com Hershel nesta temporada. Eu continuo apostando em Daryl, mas pode ser a Carol também.

Como dito antes, a próxima temporada deve ter o problema com os canibais desenvolvido nos primeiros sete episódios, deixando a viagem para Washington para a segunda parte, que é quando eles descobrem que o Eugene é um baita de um filho da puta e que eles fizeram tudo isso a toa. Se realmente seguirem a ordem dos quadrinhos como esse showrunner está fazendo, a temporada deve acabar com os sobreviventes sendo convidados para Alexandria, uma comunidade de sobreviventes. Porém, após toda a experiência com o Governador e com a galera do Terminal, é muito estranho que o grupo aceite assim de bom grado. A não ser que algo muito cabuloso aconteça a ponto do grupo estar totalmente desesperado e aceitando abrigo de qualquer um. Eu sinceramente aposto nisso, mas como a maioria dos meus palpites sobre The Walking Dead até agora estavam errados, é melhor esperarmos pra ver.

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito