Séries na corrida do Globo de Ouro

Sit.Com terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Na coluna Primeira Fila de sexta passada, leia aqui, comentei sobre os filmes indicados ao Globo de Ouro 2008, os votantes me decepcionaram por abrirem mão de produções mais “modernas”, pelas produções mais conservadoras, em compensação, nas indicações de séries, os votantes chutaram o pau da barraca, deixaram de lado as séries mais reconhecidas do público e crítica, como a última temporada da unânime The Sopranos (somente lembraram da série para melhor atriz dramática), a incrível terceira temporada de Lost, Heroes (com razão) e até mesmo, a elogiada comédia The Office (que recebeu indicação somente por seu protagonista, o impagável, Steve Carell).

As maiores apostas do Globo de Ouro recaíram sobre as séries pouco conhecidas do grande público, pertencentes aos canais a cabo. Para quem não sabe, assim como ocorre nas categorias cinematográficas, o GO divide as categorias televisivas em comédias (sitcom e dramédias) e dramas (qualquer outro genêro), além deles, ainda há categorias separadas para os filmes e minisséries televisivas. Vamos aos indicados:

Melhor Série Drama

Amor Imenso, Big Love, do canal HBO;
Damages, previsto para estrear em fevereiro no canal AXN;
Grey’s Anatomy, do canal Sony;
House, do canal Universal Channel e Rede Record;
Mad Men, inédito por aqui;
The Tudors, recém terminada no canal People+Arts;

Como vocês podem notas destas seis séries somente duas são exibidas na televisão aberta americana, Grey’s e House, as demais todas são da tevê a cabo, sinto a falta, no entanto, de Dexter, insuperável nesta segunda temporada, e Lost, excelente na terceira temporada.

Minha Aposta:Damages
damages

Melhor Série Comédia

30 Rock, do canal Sony;
Californication, do canal Warner;
Entourage, do canal HBO;
Extras, do canal HBO;
Pushing Daisies, estréia nos próximos meses na Warner;

Aqui o destaque fica para as estreantes Californication e Pushing Daisies, notem como entre as indicadas não há nenhuma sitcom clássica, com cenário fixo e platéia. Extras, série inglesa, é uma surpresa estar aqui, assim como a ausência de The Office, sempre aclamada pela crítica, ou mesmo de Desperate Housewives.

Minha Aposta: Pushing Daisies
pushing

Melhor Ator Drama

Michael C. Hall, Dexter;
Jon Hamm, Mad Man;
Hugh Laurie, House;
Jonathan Rhys Meyers, The Tudors;
Bill Paxton, Amor Imenso;

Acredito que aqui a disputa seja entre House vs. Dexter, como já considero Hugh Laurie hour concurs, sendo o ator o último vencedor do prêmio, minha torcida fica então com Michael C. Hall, que nesta temporada evoluiu junto com seu magnifíco personagem.

Minha Aposta: Michael C. Hall
michael hall

Melhor Ator Comédia

Alec Baldwin, 30 Rock;
Steve Carell, The Office, do canal FX;
David Duchovny, Californication;
Rick Gervais, Extras;
Lee Pace, Pushing Daisies;

Categoria complicada, para vocês terem noção, Alec Baldwin é o atual vencedor dela, no entanto, Steve Carell já venceu e Rick Gervais ganhou o último Emmy (principal premiação televisiva). Tenho um apreço pelo personagem Ned, de Lee Pace em Pushing Daisies, mas o retorno de David “Fox Mulder” Duchovny em Californication (mesmo não sendo uma comédia, propriamente dita) ganha minha torcida.

Minha Aposta: David Duchovny
david

Melhor Atriz Drama

Patricia Arquette, Medium, do canal Sony;
Glenn Close, Damages;
Minnie Driver, The Riches, do canal Telecine Light;
Edie Falco, The Sopranos, do canal HBO;
Sally Field, Brothers & Sisters, do canal Universal Channel;
Holly Hunter, Saving Grace, inédita por aqui;
Kyra Segdwick, The Closer, do canal TNT;

Não sei quem faltou indicar aqui, parece todas as protagonistas de séries dramaticas (faltou Mariska Hargitai, de Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Sexuais), no entanto, a categoria promete ser uma surpresa, todas são candidatas fortes, sendo cinco atrizes de séries da têve a cabo. Gosto muito de Kyra Segdwick, atual vencedora da categoria, mas, acredito que Glenn Close (grande atriz do cinema, excepcional nesta série) deva levar o Globo de Ouro.

Minha Aposta: Glenn Close
glenn

Melhor Atriz Comédia

Christina Applegate, Samantha Who?, do canal Sony;
America Ferrara, Ugly Betty, do canal Sony;
Tina Fey, 30 Rock;
Anna Friel, Pushing Daisies;
Mary-Louise Parker, Weeds, do canal GNT;

Num mundo real minha torcida seria para a hilária America Ferrara em Ugly Betty (vencedora do último Emmy), no entanto, nesta segunda temporada a série está muito dramática para meu gosto, faltam aquelas situações sempre constrangedoras e engraçadas de Betty. Sendo assim, acho que Mary-Louise Parker, como a mãe de família que trafica maconha em Weeds, ou mesmo, o retorno de Christina Applegate, em Samantha Who, podem levar o prêmio. Senti falta das atrizes de Desperate Housewives e de Julia Louis-Dreyfus, de The New Adventures of Old Christine (minha atriz predileta de comédia).

Minha Aposta: Mary-Louise Parker
mary

Melhor Filme ou Minssérie feita para tevê

Bury My Heart at Wounded Knee;
The Company, já exibido no canal HBO;
Five Days;
Longford;
The State Within;

Aqui as categorias ficam um pouco mais complicadas de serem chutadas, pois a maioria das produções demoram um pouco para chegar na tevê ou mesmo em dvd. Bury My Heart… foi o grande vencedor do último Emmy nesta categoria e The Company, produção recém lançada, chama a atenção pelo elenco com nomes como Chris O’Donnell e Michael Keaton. Sem apostas.

Melhor Ator em Filme ou Minissérie

Adam Beach, Bury My Heart…;
Ernest Bornigne, A Grandpa for Christimas;
Jim Broadbent, Longford;
Jason Isaacs, The State Within;
James Nesbitt, Jekyll;

Grande nomes nesta categoria como os veteranos Borgnine e Broadbent, acredito que como, normalmente, acontece deve ser uma premiação “homenagem” para algum deles (claro, que sem retirar o mérito da premiação). Sem apostas.

Melhor Atriz em Filme ou Minissérie

Bryce Dallas Howard, As You Like It;
Debra Messing, The Starter Wife, exibido pelo canal Telecine;
Queen Latifah, Life Support, exibido pelo canal HBO;
Sissy Spacek, Pictures of Hollis Wood;
Ruth Wilson, Jane Eyre;

Com a saída de Helen Mirren da categoria (pelo término de sua série de filmes, Prime Suspect), abriu-se um leque bastante diversificado de opções, sinceramente, não sei o que pode acontecer, de repente, Queen Latifah, pela personalidade e papel social de seu filme (trata da AIDS), seja a vencedora da categoria. Sem apostas.

Melhor Ator Coadjuvante

Ted Danson, Damages;
Kevin Dillon, Entourage;
Jeremy Piven, Entourage;
Andy Serkis, Longford;
William Shatner, Boston Legal, do canal Fox;
Donald Sutherland, Dirty Sexy Money, inédito por aqui;

Estas categorias de atores coadjuvantes misturam séries (comédia e drama), filmes e minisséries, aqui, o favoritismo sempre é de Jeremy Piven (Ari Gold, o agente do ator Vincent Chase), apesar de estar sendo seguido de perto pelos estreantes na categoria, Ted Danson (num papel genial, muito diferente de suas recorrentes comédias) e o talentoso veterano Donald Sutherland (como patriarca da família Darling).

Minha Aposta: Ted Danson

Melhor Atriz Coadjuvante

Rose Byrne, Damages;
Rachel Griffiths, Brothers & Sisters;
Katherine Heigl, Grey’s Anatomy
Samantha Morton, Longford;
Anna Paquin, Bury My Heart…;
Jamie Pressly, My Name is Earl, do canal FX;

Discordo um pouco da representante de Grey’s Anatomy na categoria, acho que Heigl perde feio para a oriental Sandra Oh e a “chefe nazi” Chandra Wilson (que voltou a ter espaço neste quarta temporada), sendo assim, acredito que Rachel Griffiths (vista também em A Sete Palmos) por respresentar uma série realmente dramática, Brothers & Sisters, leva o prêmio.

Minha Aposta: Rachel Griffiths

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito