Sasha Grey e suas mil e uma utilidades

New Emo sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Eu sei que você, de alguma forma, já bateu aquela bronha pensando na Sasha Grey. Que você já acordou de manhã apauxonado por ela. Não há necessidade de mentira. Se você acessa a internet, automaticamente já viu algum trabalho artístico dessa bela moçoila.

O que importa é: A menina já é ídola internérdica. Virou ícone POP. Além de pornô, agora faz filme não-adulto (Leia-se sem nudez… Excessiva), como o excelente Confissões de uma Garota de Programa que um dia será resenhado, prometo e trabalhos como modelo fotográfica. Como se não fosse o bastante, a querida ainda comanda uma bela bunda banda: A não-famosa aTelecine.

 Isso é o máximo de nudez que o Pizurk aguenta deixa postar aqui, sorry.

Nota do editor: Eu nunca disse isso.

Agora, nos atentemos ao mais importante. Bom, todo mundo sabe que atrizes decadentes fazem meia dúzia de musiquinhas puramente autotune pra não ficar em casa coçando. Principalmente quando, além de atriz, a tal seja socialite também.

Só que a Sasha, além de não ser decadente, nem socialite, nem fresca, parece realmente se importar com a bagaça que tá fazendo. Tipo, ela se esforça. Ela tenta ser diferente.

Funciona? Olha, eu achei uma grande bosta. E daquelas bem fétidas. O trabalho da banda é totalmente experimental, daqueles que não dá pra entender de onde veio ou pra onde vai. Não dá pra saber o que o cujunto quer mostrar pro mundo. Aparentemente, eles têm bastante influência sexual, por que sempre jogam gemidos e umas letras meio sacaninhas no meio. Afora isso, nem música parece. Grande parte das vezes é um bando de chiados intercalados. Mas ok, né, damos o mérito por que é uma tentativa.

Mas aí você se pergunta: Por que caralhas eu estou falando dela? Nem eu sei, jovem padawan. Na verdade, acho que, em meio a esse bando de vadias descerebradas e siliconadas que a gente vê por aí, tem faltado mulher foda no mundo.

Quanto mais eu conheço a Sasha Grey, mais gosto dela. A fédaputa tem personalidade. Ela sim é exemplo. Uma pessoa com total controle do próprio corpo, que, apesar de ser vista como tal, sabe que não é um simples pedaço de carne.

Sei lá, se inspirem nela. Abandonem a faculdade e façam filme pornô, coisas assim. Sejam livres. É. Aproveitando que o fim do mundo tá próximo, vamos todos transformar esse mundo numa grande festa de adoração a Baco, que tal?

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • TRÓU

    “Eu sei que você, de alguma forma, já bateu aquela bronha pensando na Sasha Grey.”

    A conclusão que eu tiro disso tudo é que ou a Aline é um travesti ou ela tem umas conversas bastante bizarras com os amiguinhos dela durante o recreio.

  • Loney

    Cê não sabe nem da metade cara…

  • Jo

    Cê tá ligado que cê foi o único LEITOR que prestou atenção em quem escreveu esse texto?

    O texto fala de uma ex-atriz pornô, o que te deixa ainda mais errado, já que 99,9% das pessoas (Indiferente da sexualidade) que leram esse texto o fecharam pela metade e foram procurar vídeos de Miss Grey para assistir. Mas é claro que você, como bom virgem “troll” que é, não poderia perder a oportunidade de zoar a Aline. Parabéns, mas se não foder até os quinze anos, tem que arrancar a fimose na base da operação. Se preocupa aí.

  • TRÓU

    BRIGA BRIGA BRIGA

  • Ricardo o ex-cara dos quadrinh

    Gostei do som HAHAHA, vou procurar mais.

busca

confira

quem?

baconfrito