Resenha – Eu os Declaro Marido e…Larry!

Cinema quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Não sei como Hollywood ainda consegue criar comédias que apelam para piadas sobre gordos e situações que envolvam flatulências, ou pior as duas coisas juntas. Sinceramente, nem adolescentes devem rir destas situações levadas à exaustão em quase todas as comédias americanas. Em EU OS DECLARO MARIDO E… LARRY!, há uma forte sensação de um roteiro híbrido, ora surgem piadas e situações grosseiras, ora diálogos espirituosos sobre amizade e tolerância.

poster

Dizem que isto ocorre em função do roteiro original de Alexander Payne e Jim Taylor (de Sideways e As Confissões de Schmidt, ambas as comédias agridoce), ter recebido um último tratamento por parte de Barry Fanaro quando da entrada na produção de Adam Sandler. Assim a trama de amizade ganhou tons homofóbicos (há todo tipo de estereótipo gay já surgido no cinema, como se isso fosse engraçado) com uma sutil mensagem de tolerância lá no final da projeção.

larryeclark“Eu peguei nos peitinhos da Jessica Biel, e você?”

Inegavelmente, o filme tem seus momentos divertidos e cômicos, principalmente, no carisma de Kevin James (de Hitch – Conselheiro Amoroso, anos luz melhor em cena do que Sandler), em uma piada aqui e outra ali, somente não precisava aturar as aparições sem-graça dos amigos de Sandler, Roy Schneider e David Spade. Pelo menos, há Jessica Biel, linda e numa forma física… sem palavras, surge em cena molhada de calcinha e sutiã, melhor impossível.

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Friederichs

    cara, eu tinha ouvido até qbem desse filme, eu vou ver, melhor q ficar sem fazer nada!

  • A minha avaliação do filme é a seguinte: eu ri.

busca

confira

quem?

baconfrito