Resenha – 30 Dias de Noite

Cinema quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Josh Hartnett (Sin City), Melissa George (Fora de Rumo), Danny Huston (Filhos da Esperança) e Ben Foster (Os Indomáveis), parte do elenco. Filmes bons, atores levemente desoconhecidos, no entando. Falaram que ia ser ruim. E você acredita no que dizem?

30diasdenoite1.jpgNóS VAMO INVADI SUA PRAIA!11

Primeiramente: Eu não li a Graphic Novel, talvez algum colaborador do site tenha lido e eu farei questão de OBRIGÍ-LO a resenhá-la por aqui.

Enfim, coisas bizarras começam a acontecer em uma cidade do Alasca chamada Barrow: Morte de cães que puxavam o trenó, queda de luz e invalidez de variados objetos que poderiam ser usados para fuga do local. O fato é que, em um certo período do ano, o local fica exatamente 30 dias sem a luz do sol, sob escuridão TOTAL.

O xerife Eben Oleson (Josh Hartnett) tenta botar ordem no lugar e descobre que coisas ainda mais bizarras estão acontecendo, ao ver a cabeça de seu amigo pendurada em um cano (ou algo do tipo). O jeito é mandar todo mundo se trancar em casa imediatamente, afinal, algo… bizarro está acontecendo.

30diasdenoite2.jpgMy name is… 47.

Com a ajuda de sua aparentemente ex-mulher Stella Oleson (Melissa George), Eben começa a buscar pelos “vândalos”, até… encontrá-los. Sim, é bem óbvio: Vampiros oportunistas que aproveitaram a escuridão total por um mês para sairem da toca e jantarem na cidade. Ou A cidade, como preferir. Até hoje eu não vi muito sobre vampiros, acho que o mais “hardcore” foi a trilogia de Um Drink no Inferno. Pegue mais ou menos este estilo e coloque um estinto selvagem maior e você terá os Vampiros de 30 Dias de Noite. Eben e Stella conseguem escapar, e então descobrem que a carnificina está rolando. Ninguém acredita em Vampiros, mas é aquela coisa: Nunca é tarde para começar a acreditar, nem que seja da pior maneira possível.

30diasdenoite3.jpgO “Chefão”. Vampiros com capas e taças de champanhe? SAI DAQUI, véi, o site da DISNEY é outro.

Então começa a luta pela sobrevivência. De um lado, o exército de Vampiros famintos. De outro lado, os humanos brigando pra não virar comida OU um deles, afinal, basta misturar um pouco de sangue de Vampiro e voilá, você também será um. Não é muita coisa que os destrói, a única maneira é simplesmente arrancar a cabeça do resto do corpo. Decapitações em jogo, um machado é sempre bem vindo. O que peca é o fato de muitas cenas sangrentas não serem tão expostas, mas eles não pouparam sangue e deixaram o melhor pro final.

Os dias vão passando e os sobreviventes vão diminuindo. Sempre se escondendo e mudando de esconderijo, alguns conseguem sobreviver um bom tempo, mas é quase inútil. O suspense que róla durante o filme é dos melhores, e os Vampiros também foram bem representados. A voz e as expressões deles são sensacionais. Pelo que vi em imagens da Graphic Novel, aparentemente não há muita ligação entre os personagens, não percebi muita coisa “parecida”. Mas falo sem precisar pensar muito que este filme está no nível de Extermínio / Extermínio 2. Um ótimo filme comparado aos últimos filmes do estilo que vem fazendo por aí, diga-se de passagem. Com um final sensacional e inesperado, 30 Dias de Noite pode ser considerado um dos melhores filmes do ano.

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito