Rebecca Black e os “talentos” pré-adolescentes

Música segunda-feira, 21 de Março de 2011

Recentemente as redes sociais produziram mais um “fenômeno” da música. É uma guria de 13 anos chamada Rebecca Black, que despertou a atenção de gente desocupada e com gosto musical duvidoso que fica vagando pela internets. Eu não faço idéia de quem ela é ou de onde ela vem, sério. Na verdade eu só lembro de ter visto o nome dela fulgurando nos Trending Topics. Mas ela é hype e o Pizurque alguém deve gostar, então vamos ver o que descobrimos sobre a menina.

Bom, eu descobri que ela tem tudo pra fazer sucesso: A música é totalmente obra de produtores, ela (Propositalmente) virou meme no twitter e está ganhando fama todo dia com ajuda das pessoas sem vida e sem nada pra fazer. Ah, claro, não preciso dizer, mas vou insistir: A música tem letra ruim, é grudenta e não inova em absolutamente nada.

Ou seja, ela tem tudo pra virar uma versão feminina do Justin Bieber e cantar músicas direcionadas pra menininhas que ainda não tiveram a primeira menstruação (Como ela, aliás). Certo, sobre ela, isso aí é o máximo que se pode chegar. Vamos agora às profundezas dessa merda.

Como vocês devem imaginar, ela não surgiu do nada. Ela não fez uma banda ou começou a cantar na noite e batalhou ou passou muita fome até fazer sucesso. Não, não, ela não passou por isso. Ela simplesmente tem produtores e Auto-tune. Mais precisamente, os acusados por colocar ela na internets foram dois meliantes chamados Patrick Wilson e Clarence Jey. Eles são os donos da Ark Music, uma produtora que, com preços módicos, coloca aquela garota ou aquele garoto que está começando a entrar na puberdade (E portanto tem voz de pato) pra cantar e joga o resultado no YouTube. Geralmente as crianças são trazidas pelos seus pais orgulhosos (Leia-se, “sem noção de qualidade musical”) que pagam pra ver a merda toda ser feita.

O modus operandi é: Os dois malucos pegam a grana dos pais de jovens entre 8 e 17 anos. Aí eles dois escrevem o single, atolam a voz ruim da criança com Auto-tune, fazem um clip vagabundo e jogam na internet. É simples, quase óbvio. Só que esse processo descrito acima é EXTREMAMENTE PERIGOSO. Não pra eles, claro. Pro mundo. Ou melhor, pra tudo que tem bom gosto e noção de ridículo no mundo.

Olha aí o resultado disso tudo.

Podem pensar que eu estou surtando, mas esse tipo de merda vai foder mais ainda com a indústria musical. E não, eu não estou falando de perder dinheiro, até porquê eles vão é faturar. Mas isso aí vai ajudar a matar o que ainda sobra de qualidade. Percebam: A graça nas coisas está em parte no processo de criação. Toda a história da música está aí. Antes um grupo ou artista tinha que fazer a música, fazer o arranjo, depois procurar um lugar pra gravar, etc, etc, todo o processo que cês conhecem. Até em casos críticos, como as bandinhas de meninas dos anos 60, que nem compunham nada, tinham algum valor porquê pelo menos sabiam cantar. Agora nem precisa mais saber, tecnologia esconde tudo.

Ou seja: Pra começar a fazer sucesso cê não precisa ter NADA em termos de talento. Cê só precisa ser um(a) adolescente idiota (Pleonasmo, desculpem) e ter pais que paguem. Isso é um exemplo da total e completa futilização que assola nossa época. É preciso dizer que futilidade sempre existiu, mas agora ela tem apoio da internets, que consegue interligar todos os retardados em altas velocidades.

Voltemos à Rebecca Black. Tenho que me desculpar porquê me pediram pra fazer um texto sobre ela e falei pouco na própria. Mas realmente NÃO TEM o que falar. No que me concerne, é só mais uma garotinha de classe média-alta, como umas trocentas que existem nesse mundo. Em outros tempos ela estaria condenada ao ostracismo, o que geralmente acontecia com as coisas fúteis de quatro ou cinco décadas trás. Agora ela tem um vídeo com DOZE MILHÕES DE ACESSOS. E subindo.

Olha, eu sei que é clichê falar mal dessas coisas, mas juro que não consigo falar nada de bom. Não dá. Alguém pode dizer que esses jovens são o futuro, que isso é a evolução da música, sei lá. Quero que quem disser isso vá pro quinto dos infernos, junto com a senhorita Black e todos os pré-adolescentes com voz de cano rachado que acharem que podem fazer sucesso sem esforço. E tenho dito. MEU NOME É ENÉIAS! (Soco na mesa)

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Huhauhauhauha… A coreografia é o ponto alto do clipe (Ou baixo se você ve-lo como algo sério). Até onde eu sei e li opiniões todos acharam a musica ridícula (Também achar algo como “Ontem foi quinta, hoje é sexta, amanha é sábado e depois domingo” menos que ridículo é preocupante).

    Pelo que andei lendo ela é pros gringos o mesmo que a Stephany Crossfox é pra nós. Epic facepalm.

  • Gabriel

    90% dos que falam da rebecca falam pelo lulz (sim, os nerds desocupados), e 10% tem problemas mentais. ela é ruim, todo mundo sabe disse (sério, até o justin bieber é melhor, já que pelo menos a voz dele não causa náuseas), mas pela fato de ser tão ruim é que virou meme. então galere, dou uma dica pra vocês:

    http://29.media.tumblr.com/tumblr_lhz00s0gmX1qaboh9o1_500.gif

    which seat can i take? :B

  • Antigamente se davam ao trabalho de pegar umas piranhas que tinham peitos… Porra Justin Bieber, nem pra você tentar foder com a concorrência =///

  • AMG,

    li seu texto pq vi no twitter falando que era um texo muito bom.
    Não discordo da tua opinião, mas no entanto acredito que seja muito lugar comum o que tu fala ali.

    esse texto do Matias
    http://www.oesquema.com.br/trabalhosujo/2011/03/21/mas-que-porra-de-rebecca-black-e-essa.htm
    é um tanto mais aprofundado e dá uma luz boa nesses fenômenos culturais instantâneos da internet.

    E bom frisar que gosto é que nem cu, cada um com o seu, portanto, os guardiões do ‘bom gosto’ de hoje são os tiozinhos conservadores de amanhã.

    ABS

  • luana

    ela disse que chorou quando leu os comentários negativos e os xingamentos no vídeo… bem vinda à Internet, Rebecca, bem vinda à Internet

  • Só pra reforçar:

    Falsificação e futilização absoluta da música. Sem esforço, sem autenticidade, sem vida.

    Ah, vá.

  • E Joe

    Bom texto Julinho!

    Descreve exatamente o que eu penso sobre esse novo modismo de lançar pré-adolescentes “pop-stars”!

  • @Ariel Cardeal

    Li o texto que você mostrou e realmente ele está bem feito. Só que quando se trata de falar desses “famosos” adolescentes, ninguém com um mínimo de sensatez consegue não falar mal. Com isso, acabamos todos caindo no lugar-comum.

    Sabendo disso é que eu decidi não tentar analisar a menina Black com seriadade. Não consigo fazer uma crítica musical, aquilo é puro lixo sintetizado. E é aí que mora o perigo: disfarçada em garotinhas a garotinhos de treze anos, inocentes e sem más intenções, a futilidade urge, com ajuda da internet.

    Enfim.

  • Ai Julinho!

  • AUHHAHUAUHUHAHUAUHUHAUHAUHAUHUHAUHAUHAUHAUHUHAUHAUH

  • caras, eu acho que saquei qual foi a dessa rebecca black: tudo não passa de um plano pra fazer o justin bieber se tornar menos ruim. ou fui só eu que achei que ele não é tão ruim assim depois que vi essa garotinha?

  • O que mais me impressiona, negativamente, é que ela simplesmente “canta” em auto-tune! hahahaha

    Aí que mora o medo, isso abre um precedente. Um monte de gente não canta nada e é corrigida por um pro tool qualquer, agora se começarem a corrigir por autotune, vai chover gente assim.

    Tio Lulu salve AC/DC. E tenho dito.

  • Uiara

    Rebecca, y u no like other days

  • Thomas

    A única coisa que essa garota não tem é boa publicidade. Se esse clipe tivesse passado na MTV e ela estivesse nas capas das revistas de fofoca, hordas de idiotas estariam correndo atras dela agora, loucos por um autografo, loucos para ver um show da maravilhosa Rebeca Black!

    Talento, a Lady Gaga e o Justin Bieber e outras aberrações tambem não tem.

  • Se é para fazer uma musica digital, com voz digital, porque não criar uma banda formada por desenhos 2D de computador?ia ficar muito foda…
    OH WAIT!!!!!111!!1onze!!

  • Caveira

    ESSES JOVENS SÃO O FUTURO! ISSO É A EVOLUÇÃO DA MÚSICA, ORAS BOLAS!

    Anyway, não tive coragem ainda de assistir ao clipe e pretendo não assisti-lo. Mas uma hora vai ser inevitável e seremos obrigados a escutar esse lixo dia e noite, vide Justin Bieber.

    Aguardem: biografia de Rebecca Black nos cinemas em julho de 2012.

  • Marina

    Fazia tempo que eu não tinha tanta vergonha alheia em um vídeo.

  • Clayton Slayer

    Concordo com sua opinião a respeito da garotinha aí do vídeo. Mas também acho que todo mundo deve ouvir o que lhe der na telha, e se tem público para isso aí (e deve ter, já que até sertanojo tem), bom para ela, que fatura. E pobre dos ouvintes, pois eles, sim, têm problemas…

  • Camila

    Essas “músicas” por mais que algumas pessoas odeiem (e eu tbm) sempre haverá outras que comprarão seus cd’s e pedirão nas rádios.
    Eu não posso pedir o tipo de música que gosto por mais que tenha letra e o instrumental seja bom ,pois algumas são demoradas, consideradas barulhentas …por quem escuta música que realmente é ruim, mas tolera e releva porque a letra clichê e alienada lembra um amor platônico, traição (chifre), baladas,micaretas…
    Quem me dera se surgissem mais bandas ou pessoas tentando aprender um instrumento musical,ou ao menos fossem elas mesmas.Talvez diminuiria o modismo numa geração onde tudo é vazio os jovens lembram o passado com nostalgia e não tentam nada novo ,os adolescentes experimentam qualquer tendência que surge pois não sabem o que são ou querem e quando adultos são medíocres e hipócritas e olham para trás e lembram se eram funkeiros , emos, …na maioria das vezes se arrependem .
    Criticar adolescentes é fácil, pois como o próprio Júlio Kirk falou, são idiotas. Mas não vou nem comentar sobre essa garota pois estarei promovendo ela e até fazendo mais pessoas procurarem saber sobre uma menina fútil no Youtube e terão de tolerar isso aonde forem com a fanzagem depois.Então apenas falarei : “É apenas mais um(a) idiota usando auto-tune e influenciando gente sem opinião”.DESCULPA PELO TEXTO.E concordo com o seu.

  • Eu

    Mesmo sendo uma porcaria de música e artista, vc está ajudando a menina. Já ouviu: “fale bem ou fale mal, mas está me dando ibope”?

    É o que vc está fazendo. Eu nem perderia tempo criando uma matéria sobre um verme como o Bieber ou essa Black.

busca

confira

quem?

baconfrito