Qual foi seu primeiro brinquedo de desenho animado?

Televisão quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Todo mundo sabe que os desenhos tem praticamente uma relação de simbiose com brinquedos.

É aquela animação estourar e ficar na moda, para o mundo ser invadido por bonequinhos, carrinhos, cenários, brindes em lanches de fast food e por aí vai.

A maioria dos brinquedos aparecem quando o desenho faz sucesso, com as produtoras enchendo o bolso com o licenciamento da marca para tudo que se possa imaginar.

Mas o contrário também ocorre – em menor grau, é verdade – com brinquedos virando animações, como foi o caso de Transformers, Barbie, Max Stell e Comandos em Ação (G.I. Joe).

Tudo isso para falar sobre meus primeiros brinquedos baseados em animações.

Como acho que não tem mais como afundar, depois da última SE, mando a bomba em claro self-owned.

Meu primeiro brinquedo foi um Little Pony!

Agora que vocês, seres abissais, acabaram de rir, explico.

Quando estava para nascer, meus pais não sabiam qual seria meu gênero. Como meu pai tinha certeza que seria uma menina, já foi chegando no hospital com um pônei vermelho cheiroso, uma boneca e uma porrada de coisas rosas.

Quando viu que seu filho era um varão, não pensou duas vezes. Comprou um carrinho vagabundo, uma chupeta azul das mais sem-vergonha e entregou tudo num pacotaço.

Pelo menos assim me contaram.

Minha memória só vai até o pônei, já que não lembro de nada rosa na minha infância. Se a cor do cavalinho influenciou no meu gosto de cores (já que gosto de vermelho) aí é outra história.

Enfim, como sei que vocês não estão acreditando, já que ainda estão rindo, pulo para os meus longínquos três anos, quando lembro de ganhar o primeiro brinquedo que queria muito:

O Jazz dos Transformers.

Não tinha nada a ver com o Jazz dos filmes de hoje.

Era um carrinho vermelho (aí, de novo) que virava robô (dã) de ferro mesmo e bem feito. Do tamanho de um hot whell.

Justamente por ser pequeno, junto com outros (que não eram Transformers, eram carrinhos comuns mesmo) acabei perdendo quando brincava na areia, o que, segundo minha mãe, fez eu chorar por um bom tempo e escavar o parque inteiro de São José dos Campos atrás dele.

Enfim, depois tive alguns carros de combate do Comandos em Ação, um carro do Thundercats (irado), o Gato Guerreiro e um carro do Esqueleto, do He-man, entre outros que não lembro agora.

Como repararam, não era muito fã dos bonecos de ação, e sim dos veículos, principalmente se tinham alguma coisa que se soltava ou transformava.

Tudo isso para dizer como as animações nos fascinam, pois já que não podemos participar daquele mundo de fantasia, porque não criá-lo com o que temos nas mãos, não é mesmo?

Infelizmente, hoje, como tudo é negócio, dependendo do produto que você deseja, ele custa os olhos da cara, mesmo sendo uma porcaria sem tamanho, fazendo você, pai pobre, recorrer ao camelô para dar aquela porcaria, da porcaria do Ben 10 para seu catarrento.

Quanto ao Pônei, simulava muitas destruições com ele, mas, como era de borracha, era praticamente indestrutível, até que descobri o fogo e vi que borracha derretia (e quase taquei fogo na casa).

E vocês, qual foi o seu primeiro brinquedo baseado em um desenho animado?

Deixa aí nos comentários, de preferência sem zoar muito com a minha cara.

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito