Quadrinhos e Séries

Nona Arte quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Ê, feriadão. Aposto que uma boa parte de vocês, assim como eu, tirou esses últimos dias para dar uma bela descansada. Particularmente, tirei o final de semana e o feriado para reassistir algumas séries e filmes que não via há algum tempo. Sexta à noite, assisti Clube da Luta, Quero Ser John Malkovich, Matrix e três dos seis episódios da série televisiva Lugar Nenhum, base para a HQ homônima de Neil Gaiman. Sábado e domingo, maratona Matt Groening: As 5 primeiras temporadas e os filmes de Futurama, e um ou outro episódio d’Os Simpsons quando me cansava da cara de Fry.

Deliciando-me com meu miojo com nuggets no almoço de domingo, enquanto olhava para minha Vertigo #10, preocupado com a perpectiva de, depois de quase três anos, finalmente debizar uma coluna por falta de criatividade. Mas, para infelicidade geral da nação, me ocorreu uma idéia: Quais séries televisivas, animadas ou não, dariam boas HQs?

Minha lista, composta de três candidatas, é a seguinte:

1. House

Ok, a coisa já começou estranha. House? Claro, existem inúmeras HQs boas que não precisam de ação insana para ser excelentes (Transmetropolitan e A Liga Extraordinária, por exemplo). Mas… Uma série médica EM QUADRINHOS? Não parece o tipo de coisa vendável, e, consequentemente, lucrável. Mas, levando em consideração apenas o quesito entretenimento, House me parece uma boa idéia para uma HQ até bastante educativa, desde que não perca o onipresente mau humor, sarcasmo e humor afrodescendente da série original. Até por que, nesse caso, ia virar folheto de posto de saúde, não a quadrinização de uma das melhores séries da atualidade (Se bem que, agora que a Olivia Wilde/13 saiu, perdeu um pouco da graça).

2. Supernatural

Nenhuma grande novidade aqui. Supernatural é, provavelmente, a mais fácil de ser quadrinizada da lista; possui vilões, inimigos para matar, sexo, ação moderada, humor… Ou seja, Supernatural em HQs seria Hellblazer com mais protagonistas, um Chevrolet Impala e um roteiro-base um tanto diferente. O que não seria necessariamente ruim, se você conseguir ignorar os fanboys gritando “Plágio!!” a plenos pulmões e o fato de que Sam e Dean não têm capacidade para sequer olhar na direção de John Constantine.

3. Dexter

A própria série já insinuou isso, em tom de brincadeira. Em algum episódio de alguma temporada que eu não lembro (Me dêem uma folga, tenho coisas mais importantes para me lembrar do que isso), ao investigar um homicídio numa loja de quadrinhos, ele se depara com um pôster de um herói encapuzado, vestido de preto, e se imagina como tal. Uma quadrinização de Dexter se aproximaria muito do herói padrão de quadrinhos: Faz o bem à maneira dele, enquanto tenta ocultar a identidade e escapar da polícia. Nesse caso, também haveria, assim como na série e nos livros, uma boa janela para discutir ética, o que, aliado ao conteúdo “pesado”, levaria Dexter aos selos adultos, onde ele poderia se desenvolver sem preocupações com moleques remelentos de 10 anos de idade.

E vocês, o que gostariam de ver nas páginas de uma HQ?

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito