Quadrinhos de Maio – Parte 3 – Tropa Esmeralda

HQs quarta-feira, 02 de julho de 2014

“No dia mais claro, Na noite mais densa,
O mal sucumbirá ante a minha presença
Todo aquele que venera o mal há de penar
Quando o poder do Lanterna Verde enfrentar!”.

A tropa esmeralda chegou!!!

Hoje vamos falar sobre a maior força policial do universo, a Tropa dos Lanternas Verdes, no Brasil lançada pela Panini esse mês que passou [Nota do editor: Maio. O negócio tá meio devagar.] em duas revista: Lanterna Verde 23 (Com Green Lantern 22, Green Lantern Corps 22 e New Guardians 22) e Tropa dos Lanternas Verdes 3 (com Red Lanterns 21-23, e Threshold 3 II-5). Sem delongas hoje, vamos direto para o trabalho.

Green Lantern 22

(Roteiro: Robert Venditti, Arte: Billy Tan)

Hal Jordan não é só o lanterna verde mais poderoso como também é o NOVO LIDER DA TROPA!!! Sim, depois dos acontecidos em O Terceiro Exercito e Fúria do Primeiro Lanterna, os pequeninos azulados de Oa desapareceram, assim como muito lanternas acabaram por morrer. Pra ajudar, Larfleeze esta tentando invadir Oa pra pegar “o que é dele”.

Em suma a historia é apenas uma ponte entre os arcos grades que acabaram e a linha temporal normal, mas bem desenhada e com leves reviravoltas, dando a sensação de que coisas boas estão por vir. Nota: 7

Green Lantern Corps 22

(Roteiro: Van Jensen, Arte: Bernard Chang)

Os anéis estão entrando em colapso. Durante a luta contra o Larfleeze e em diversos pontos do universo, os lanternas estão perdendo seus poderes, todos os lanternas, e muito acabam por morrer no espaço ou ter o anel transformado em pó.

É nesse ponto que encontramos John Stewart, que volta para Oa para avisar sobre isso e descobre que Hal é o novo líder da tropa. Além disso, para ele é pedido que cuide dos recrutas na primeira missão deles. Muita coisa acontecendo pra uma HQ só. Arte bem legal, comum, mas legal, roteiro simples e, assim como eu disse na anterior, é apenas uma ponte para o próximo arco. Nota: 6

New Guardians 22

(Roteiro: Justin Jordan, Arte: Brad Walker)

Kyle Rayner juntou todos os anéis, cada uma das cores do espectro cromático e se tornou o Lanterna Branco. Com isso, ele pode puxar todos, sim todos os poderes de todos os anéis. E o que seria um inimigo de verdade pra isso?

Relíquia. Um ser que é um fóssil vivo do universo passado, que foi desperto e odeia os “forjadores-da-luz”. A serie é boa pra se acompanhar, seu roteiro é um dos melhores da DC e sua arte é muito boa, muito detalhista. Nota: 7

Red Lanterns 21/23

(Red Lanterns 21/22: Roteiro: Charles Soule, Arte: Alessandro Vitti)
(Red Lanterns 23: Roteiro: Charles Soule, Arte: Alessandro Vitti e Jim Calafiore)

Ai o que todos gostam: sangue. Hal pede para que Guy Gardner vá até a tropa dos Lanternas Vermelhos e se torne um espião lá dentro. Mas Guy faz muito mais que isso. Ele vai até a tropa e toma o anel de Atrocitus depois de bater nele quase até a morte. Atrocitus consegue fugir de lá para ir atrás de um dos anéis vermelhos que ele havia acabado de lançar ao o universo.

A historia é sempre boa, muito forte e violenta, com uma coisa de honra tribal da hora, a arte é convencional, mas muito bem trabalhada. Nota: 8

Threshold 3 II-5

(Roteiro: Keith Giffen, Arte: Tom Raney e Phil Winslade)

Ahh… DC Comics, sempre me entristecendo. A ideia de fazer comedia com sci-fi nas HQs nem é nova, Guardiões da Galáxia não é novidade pra ninguém, inclusive dentro da DC, já existia a L.E.G.I.Ã.O., de Vril Dox e Lobo, criada pelo próprio Keith Giffen em conjunto com Bill Mantlo e Todd McFarlane (Pra quem não conhece, criador do Spawn). Se já é o mesmo roteirista, porque não o mesmo grupo? Qual a dificuldade de manter essas coisas?

Mas ela não se contenta com isso, ela deixa o Lobo uma donzela (Como ele vai se chamar de “Infodível” agora com aquela cara?), desaparece com o Vril Dox e cria um novo grupo de comedia sci-fi, com uma lebre humanoide (Que por coincidência ou não se chama Roger Rabbit, mas todo mundo chama de Cpt. K’Rot) pra fazer frente ao guaxinim da Marvel. O pior de tudo é que o roteiro não é ruim, principalmente a parte do Larfleeze, e a arte é boa, mas quem é leitor de quadrinhos a muito tempo não se conecta direito a esses personagens. Nota: 6

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito