Quadrinhos de Maio – Parte 1: O Melhor Personagem da DC Comics

HQs terça-feira, 03 de junho de 2014

Eu tentei não falar dele, tanto que vou começar hoje falando do quadrinho da Liga da Justiça, mas não teve jeito, uma hora ou outra eu teria que falar do melhor personagem da DC. Claro que eu estou falando do Superman.

Ok chorão, venha defender o Batman dizendo que ele é malvadão, sombrio, gênio, etc., etc., etc., mas não é. Superman é, atualmente, o membro da Liga da Justiça mais inteligente: Um kriptoniano é diversas vezes mais inteligente que um terráqueo. Sobre ser sombrio, o que é mais sombrio: Batcaverna ou Fortaleza da Solidão? E sobre o Batman ser badass? O cara nunca matou ninguém, o Homem de Aço já foi obrigado a isso inúmeras vezes. Então, fanboy, chore na cama que é lugar quente.

Bom, mas sobre o que vamos falar hoje? Bem, como eu disse, primeiramente vamos começar falando dos lançamentos do mês de maio com Liga da Justiça 23, cujo conteúdo interno é realmente diferente, neles vamos encontrar as originais Justice League of America 7, Vibo 7 e Katana 6 e 7 , e depois daremos sequência com Superman 23, que vem com os originais Superman 20 e 21 e Superman Unchained 2, ambos lançados no Brasil pelo selo da Panini. Vamos começar então.

Justice League of America 7

(Roteiro: Geoff Johns and Jeff Lemiare, Arte: Doug Mahnke)

Aqui nos temos mais um capítulo do que eu considero um dos mais brilhantes arcos da DC comics e aqui é completamente desvalorizado.

A Guerra da Trindade, como ela é chamada aqui no Brasil, trata-se de um evento que coloca em embate as 3 principais ligas: Liga da Justiça (Superman, Batman, Mulher Maravilha, Flash, Aquaman e etc.), Liga da Justiça da America (Gavião Negro, Caçador Marciano, Mulher Gato, Arqueiro Verde e etc.) e a Liga da Justiça Sombria (Zatanna, Constantine, Desafiador, Madame Xanadu e etc.) além de contar a história de 3 personagens que eu acho simplesmente fantásticos, Pandora (A garota responsável pelo reboot da DC), o Vingador Fantasma (Entidade mágica que tem poder absurdo, que apenas observa e nunca age) e o Questão (Simplesmente o maior detetive do universo DC, chupa Batman).

Pandora vem trazer a Caixa de Pandora para Lex Luthor, com o intuito que ele abra a mesma, enquanto isso parte da Vibro, Lanterna Verde, Flash e Mulher Gato vão para a Casa do Misterio, local onde o Vingador Fantasma levou a Katana, o Batman, o Desafiador, e outros mais. Em outra parte do mundo, Caçador Marciano e Superman lideram um grupo atrás do Doutor Psycho, provável cientista envolvido na morte do Doutor Luz, morto pelo Superman (Evento que gerou toda a confusão da saga).

É o melhor arco da DC esse ano, então vale a pena acompanhar ele sem sombra de duvidas. Nota: 8

Vibo 7

(Roteiro: Sterling Gates, Arte: Andres Guinaldo)

Cisco Ramon recebeu seus poderes durante a primeira invasão de Darkseid a Terra, quando uma explosão o atingiu e levou seu irmão Armando. Cisco, ou Vibro, achava que Armando estava morto, mas na ultima edição, ele surge como Ruptura, um caçador interdimensional que estava atrás de Cynnthia Mordeth, a Cigana, filha do próprio Darkseid, pelo menos é o que a A.R.G.U.S. acredita. Juro que achei que seria bem pior do que realmente é. Se ele não fosse um personagem tão secundário a historia seria realmente muito boa, tanto roteiro quanto arte. Nota: 7

Katana 6/7

(Roteiro: Ann Nocenti, Arte: Alex Sanchez e Cliff Richards)

Tatsuo teve seu marido e seu filho mortos pela Yakusa, através de uma arma chamada de Soultaker. Katana passa o quadrinho inteiro falando com seu marido, sabendo que sua alma tá lá dentro aprisionada e por isso ela quer vingança contra o homem que fez isso. Ela é uma assassina letal e muito honrada, porém essa voz que fala com ela diversas vezes faz ela parecer uma louca. Não sou um fã de cultura oriental e a HQ faz bem um estilo mangá, por isso sou suspeito a falar. Nota: 5

Superman 20/21

(Superman 20: Roteiro: Scott Lobdell, Arte: Aaron Kuder)
(Superman 21: Roteiro Scott Lobdell, Arte: Kenneth Rocafort)

Bom, o quadrinho já começa com Orion e Superman sentando a porrada um no outro. Descendo o braço com vontade mesmo, o que é por si só já é muito da hora. Depois ainda aparece a Mulher Maravilha, que deu uns pegas no Orion na revista dela e está namorando o Super pra deixar tudo mais “estranho”. E tudo essa treta porque? Hector Hammond.

Sim o cabeção, supergênio, mente mais poderosa da DC (Acho que não, temos o Caçador), infiltrou a mente dele dentro da mente do Super e o Orion veio pra cá pra matá-lo.

Após Orion usar a Caixa Materna, a mente de Mindstorm retorna para seu corpo em coma, sendo guardado pelos Laboratórios S.T.A.R.S., porém na revista seguinte é sequestrado pela C.O.L.M.E.I.A., um grupo de pessoas partilhando consciência coletiva e acham que a existência do indivíduo é o grande mal pra Terra, e querem aproveitar a mente do Mindstorm para fazer isso a todos do mundo. É bom pra cacete. Nota: 8

Superman Unchained 2

(Roteiro: Scot Snyder, Arte: Jim Lee)

Primeiramente, arte do Jim Lee, o coreia é o cara em artes para comics, campeão mesmo, só por isso já valeria a pena ler. Agora, o roteiro vem para completar. Um grupo chamado de Ascensão invade equipamentos tecnológicos e os transforma em máquinas de matar, e um membro deles foi encontrado por pescadores no mar semimorto, chamando por Lois Lane.

Luthor preso começa seus planos de fuga, enquanto Superman pede a ajuda de Batman e descobre que o General Lane esconde algo tão ou mais poderoso que ele. Tudo ruma para um arco realmente memorável do kriptoniano. Nota: 8

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito