Puta que me pariu, eu fui num show!

Música segunda-feira, 09 de novembro de 2015

Eu já defendi algumas vezes por aqui que ficar em confortavelmente sentado no sofá assistindo novela é muito melhor do que ir a shows e ficar desconfortável e cercado por pessoas suadas e fedidas. Porém, eu fui num show. E to falando de show grande, não dos shows das bandas da sua cidade onde cê só encontra os brother e fica de boa. Ok, o show nem era tão grande assim, o ingresso custava somente 10 mendigos, mas era em outra cidade e eu tive que viajar mais de 3 horas de ônibus. Em mais de 1 ônibus.

O show miraculoso em questão, que conseguiu tirar minha bunda gorda do meu sofá super confortável e minha mente da novelinha, que até está do balacobaco, foi da banda Vespas Mandarinas, que PUTAQUEMEPARIU, que banda foda, e se já não fosse o suficiente, da Sound Bullet, que PUTAQUEMEPARIU, que outra banda foda. Eu não perderia isso por nada, então eu e minha senhora nos programamos, preparamos nossos suprimentos e partimos em nossa jornada.

O show aconteceria no Imperator Centro Cultural João Nogueira, no Rio de Janeiro, no evento conhecido como Imperator Novo Rock (Se não me engano). O local é simplesmente fantástico, muito mais maneiro do que a Galeria do Rock e o salão onde os shows ocorrem é ainda mais do balacobaco, com direito a arquibancada, mini ramp e mais algumas firulas sem espreme-espreme e calor infernal.

Assim que eu entrei, o DJ resolveu tocar Psycho Killer, o que já teria feito a minha noite valer a pena, mas logo em seguida os shows começaram. Sound Bullet subiu ao palco e fez um show absurdamente fantástico, tão fantástico que eu fiquei o show inteiro sem beber porque não queria ir até o bar e perder alguma música. E por falar em bar, temos aqui o nosso primeiro, mas não tão relevante problema, embora mais tarde venha a se tornar um. O bar só vendia lata de Antarctica 350ml por 6 malandros ou Budwiser 260ml por 5 minguelas. Eu não sou muito fã de Antarctica e já to numa fase em que prefiro qualidade á quantidade, então fiquei com a miséria de Bud, que era servida em copos descartáveis como de praxe em shows e afins.

Tendo aprendido com o show da Sound Bullet, em que passei com a boca completamente seca, resolvi me preparar para o show da Vespas Mandarinas e peguei mais de uma cerveja ao mesmo tempo e curti alucinadamente feliz. E foi somente após o final do magnífico, lacrador e edificante show da mesma que os problemas começaram. E vamos voltar ao bar.

O bar trabalhava com tickets, ou seja, você fica na fila pra comprar o ticket da cerveja e depois pega outra fila pra entregar o ticket pra moça e pegar a cerveja. Até aí tudo bem, isso acontece em vários lugares e qualquer um com um pouco mais de sabedoria compra vários tickets de uma única vez pra não ter que encarar duas filas novamente. É claro que você deve comprar certa quantidade de tickets calculando se você realmente vai conseguir consumi-los todos naquela noite, já que eles não são aceitos em datas posteriores e até aí tudo bem também, se a porra do bar não fechasse 10 minutos antes do último show acabar.

Pra minha sorte eu tinha consumido todos os tickets, mas teve uma galera que ficou com cara de tacho esperando alguém aparecer no bar até serem expulsos pelos seguranças. E por falar em seguranças, taí o maior problema da noite. Assim que o show acabou e a galera tava terminando de beber as cervejas, comprando material das bandas e tirando foto com os músicos, os seguranças apareceram botando todo mundo pra fora e dando esporro nos próprios músicos, dizendo que eles tinham que vender o material lá fora e não no espaço. E eles teriam razão, se a porra da organização (Ou falta de) não tivesse montado os caralhos dos stands pra eles venderem as caralhas dos produtos lá dentro.

No fim foi tudo muito bom, foi tudo muito bem, mas realmente (Mas realmente), seria muito mais foda se o pessoal da organização (Estivesse nuaaaaa) ficasse até o final e não deixasse tudo nas mãos do seguranças, que já tão de saco cheio daquele monte de gente bêbada, do salário zoado que ganham e doidos pra chegarem em casa com os ouvidos bons. De qualquer jeito, eu só volto naquele lugar se for pra ver um show da Vivendo do Ócio ou da Apanhador Só!

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • ClaytonSlayer

    Antárctica e Bud estão no mesmo pé de igualdade de ruindade na minha opinião. Mas a dureza de se encontrar um show com boa organização é enorme, aí concordo contigo. É mais fácil achar um atendimento bom em bar aqui em BH.

busca

confira

quem?

baconfrito