PSP Go e a salvação involuntária da lavoura

Nerd-O-Matic sábado, 03 de outubro de 2009

Porra, título difícil o dessa coluna. Desse jeito cês vão achar que hoje falarei sobre o NOVÍSSIMO e TOTALMENTE EXCELENTE PSP Go:

Enganei vocês todos.

Não tenho nada de bom pra falar sobre o PSP Go em si, porque achei uma bosta. Na real, eu acho que o PSP piora a cada nova versão. Tive a oportunidade de testar o 2000, o 3000 e recentemente o Go. Minha opinião é que nada bate o meu bom e velho 1000 Fat.

A merda toda começou com o “slim”, que de “slim” não tem porra nenhuma, já que a diminuição de “gordura” do console foi mínima. E querem saber? Eu GOSTO do peso e do tamanho do Fat, se ajeita muito bem na minha mão e fica extremamente confortável pra jogar. É como as gordinhas, que são mais gostosas de pegar que a as magrelas esqueléticas. Além do mais, já no slim adotaram a extrema cagada de aplicar o acabamento brilhoso atrás do console:

…o que piorou consideravelmente a pegada e manejo gamístico do portátil. Esse acabamento brilhoso e escorregadio suja com uma facilidade incrível em comparação ao acabamento matte do 1000, e começa a escorregar da mão depois de um tempo jogando. Uma merda. As coisas só foram piorando nas versões posteriores, chegando ao Go, que além de totalmente liso é pequeno DEMAIS. O fato dele abrir pra deslizar a tela e revelar os controles deixa uma superfície pequena para ser efetivamente abraçada pelas suas mãos. O resultado é um desconforto considerável pra se jogar. E olha que nem tenho mãos grandes.

Bom, essa é a minha review fast-food sobre o PSP Go. Não tem mesmo nada mais pra falar sobre ele. Aliás, tem sim: o fato de que ele vai salvar a lavoura. O PSP Go, sem querer, vai dar um fôlego à franquia Playstation Portable como um todo que, como vocês sabem, já estava nas últimas. E tudo isso graças à decisão completamente desrespeitosa e mais “comi sua mãe” que eu já vi no mundo dos games: lançar o PSP Go sem drive pra UMD.

Eu acho de uma calhordice extrema a Sony ter feito isso. Primeiro ela defende com unhas e dentes seu formato de mídia exclusivo, o UMD, que TODO MUNDO achava uma cagada, e a Sony só levou 4 anos pra se dar conta disso – O PSP está por aí desde 2005. Depois de passar ANOS insistindo no formato falido desde o início, ela resolve dar o braço a torcer e FINGIR QUE ELE NUNCA EXISTIU, deixando na merda todos os donos de PSP que eventualmente gostariam de trocar de console e adquirir um PSP Go. Você não pode jogar fora seu PSP 1000 Fat e trocar por um Go, porque você simplesmente vai ficar sem jogar toda sua coleção de UMDs.

A não ser, claro que você resolva pagar pela segunda vez pelo jogo, e compre ele na versão download, direto na Playstation Network…

… que é exatamente onde eu queria chegar: a jogada completamente motherfucker da Sony não vai fazer com que sejam vendidas mais unidades do PSP Go, mas vai dar um puta sopro de vida na lojinha virtual da Sony já que, felizmente, os jogos em download FUNCIONAM nas versões anteriores do PSP. Ou seja, agora você que tem seu PSP 1000 Fat, para o qual praticamente não saem mais jogos bons, vai poder COMPRAR joguinhos virtualmente. Quer dizer: TODOS OS PSPs VÃO VIRAR UM IPhone!

Vão virar IPhone em termos de jogos, claro; cês entenderam o que eu tô falando né? Estou comparando o potencial da PSN Store com a poderosa Apple Store, provavelmente a maior rede atual de distribuição de jogos via download. Qualquer um que tenha um IPhone ou ITouch já pôde experimentar a alegria de browsear entre uma quantidade desgraçada de joguinhos ali, à sua disposição para baixar a qualquer momento, ocupando pouco espaço na memória e tals. E vários desses jogos são bons porque, assim como acontece no DS, sai jogo pra cacete pro IPhone e pro ITouch.

A distribuição virtual dos jogos facilitará imensamente a sua distribuição, o surgimento de novos jogos e, mais do que tudo, os ports de jogos bons que já existem para plataformas portáteis. Eu fiquei extremamente feliz de ver alguns dos lançamento da PSN Store, que acompanham o lançamento do PSP Go. Saca só:

Pixel Junk Monsters Deluxe, tower defense espetacular num downloadzinho de nem 100 megas. Genial.

Field Runners, outro tower defense viciante em download ridículo.

Hero of Sparta, porradaria burra e divertida.

E estes são só alguns, entre uma quantidade enorme já prometida para o futuro próximo. É claro que um monte deles serão ports de jogos já existentes, ou versões atualizadas de jogos antigos mas WHO FUCKING CARES? Pelo menos isso vai dar uma sobrevida considerável ao meu Playstation Portable, supondo que a Sony não resolva fazer nenhuma nova cagada, claro, como limitar a distribuição de jogos apenas para os donos de PSP Go.

Mas em se tratando de Sony, tudo é possível. Aproveitem enquanto podem.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Realmente, trocaria a legenda da segunda foto por:
    “Gordinha (heh)”
    “Anoréxica”

  • Ass

    Os caras querem ganhar dinheiro fácil. Ao invés de lançar outro portátil, é só mudar uns negócios e lançar outra versão. Como tem um monte de gente que é comprador compulsivo, principalmente no Japão, eles acabam vendendo umas 3 vezes o mesmo videogame. Não importa se é melhor ou pior, o que interessa é que é novo lançamento. Os otários compram de qualquer jeito.

    Vide a Nintendo, que lançou três vezes o DS.

  • Pra mim o PSP Go! não salva nem um pé de alface. Depois o povo reclama de pirataria…

  • André

    ahnn, a Sony não abandonou o UMD…
    Os jogos de PSP continuarão a ser lançados em formato UMD e o PSP GO! não é nem a continuação do PSP, é uma ramificação, tanto que o número de série dele não é 4000 mas sim N-1000. Já existem rumores da Sony estar planejando um PSP 4000 e com UMD, e como a Sony é uma das empresas que não sabem guardar segredo é bem provável que seja verdade.
    O PSP GO! foi EXTREMAMENTE bem sucedido por aqui(Canadá)e eu conheço 8 pessoas que compraram na semana do lançamento mesmo ele custando 150% a mais do que o 1000. Na opinião do brasileiro o GO foi um fail total, e eu concordo com isso, mas na visão da pessoa que mora no exterior isso foi muito legal. O GO não tem nenhuma vantagem mas mesmo assim todo mundo vai comprar porque o marketing dele foi fuderoso. meh…

  • Anderson Lima

    UMD é uma bosta d fato. O sistema de ejeção do 1000 jogou a bosta do cd no tapete e arranhou ele todo. Gastei R$100 no GTA Liberty City (que já não era um jogo muito legal, e que costuma ser vendido por R$250, ams encontei mais barato numa loja de contrabando). Perdi minha grana em uma bosta de jogo fudido. Depois disso desbloqueei e nunca mais comprei porra nenhuma, só baixei de graça e usei. Agora com o GO pretendo poder comprar jogos por um preço menor e que não vão dar problemas físicos. Viva! (apesar de que o Go parece ser muito pequeno, o slide mto gay e o brilho mto aranhável e suável (e custar um PS3 Slim), acho que vai valer à pena. Tô só esperando a Sony vender oficialmente no Brasil (acho que tá previsto pra até o fim do ano, não? Ou é só até o 3000 que ela vai vender?) pra poder comprar o meu.

busca

confira

quem?

baconfrito