Os vencedores do Globo de Ouro 2013

Cinema segunda-feira, 14 de Janeiro de 2013

Todo ano, a Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood realiza o anúncio e a entrega das estatuetas do prêmio que é mundialmente conhecido como Globo de Ouro. Antigamente era uma bela duma prévia do que se poderia esperar da premiação do Oscar. Mas hoje em dia, ganhar esse prêmio nem sempre significa muita coisa. Quer saber quem levou?

A cerimônia, que revela os melhores do cinema e da televisão, foi apresentada por Tina Fey (Da série 30 Rock e famosa pela imitação célebre de Sarah Palin) e Amy Poehler (Nem sei quem é, mas a Wikipedia disse que ela está em Parks and Recreation). O prêmio sempre é visto como uma prévia do que acontecerá no dia do Oscar. Eu não levo tanta fé assim. O principal paramêtro pra mim sempre foi o prêmio do BAFTA, ou como é melhor conhecido: O Oscar inglês.

TV

Melhor série de humor ou musical

Girls
The Big Bang Theory
Episodes
Modern Family
Smash

Girls bateu Big Bang – A teoria e Modern Family (Que aqui será traduzido como? Familia Moderna?) por trazer novamente garotas (Uau, sério?) que vivem situações cômicas na cidade de Nova Iorque. É quase um Sex and the City pra garotas de 20 e poucos anos.

Melhor atriz em série de humor ou musical

Lena Dunham – Girls
Zooey Deschanel – New Girl
Julia Louis-Dreyfus – Veep
Tina Fey – 30 Rock
Amy Poehler – Parks and Recreation

Nada mais natural que a atriz principal do melhor seriado de comédia ganhar o prêmio de melhor atriz na mesma categoria. A melhor parte foi a cara de “surpresa” da Tina Fey.

Melhor atriz em série dramática

Claire Danes – Homeland
Connie Britton – Nashville
Glenn Close – Damages
Michelle Dockery – Downton Abbey
Julianna Margulies – The Good Wife

Detesto Homeland. E a Claire Danes já está passada. O prêmio deveria ir pra Glenn Close, mas sabe de uma coisa? Quem liga pra um Globo de Ouro por uma série de TV?

Melhor ator em série de humor ou musical

Don Cheadle – House of Lies

Alec Baldwin – 30 Rock
Louis C.K. – Louie
Matt Leblanc – Episodes
Jim Parsons – The Big Bang Theory

Don Cheadle venceu com todos os méritos aqui, mas o Alec Baldwin também mandou muito bem em 30 Rock. Qualquer um dos dois ganhando seria o mais justo.

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou telefilme

Ed Harris – Game Change
Max Greenfield – New Girl
Danny Huston – Magic City
Mandy Patinkin – Homeland
Eric Stonestreet – Modern Family

Não assisti ainda a Game Change, mas a critica lá fora tem falado muito bem desse telefilme. Mal posso esperar pra ignorá-lo quando passar por aqui. De qualquer forma, Ed Harris sempre manda bem em seus papeis. Mesmo quando interpreta o candidato derrotado John McCain. E ficou idêntico mesmo.

Melhor ator em uma minissérie ou telefilme

Kevin Costner – Hatfiels & McCoys
Benedict Cumberbatch – Sherlock
Woody Harrelson – Game Change
Toby Jones – The Girl
Clive Owen – Hemingway & Gellhorn

Kevin Costner declinou de seu papel em Django Livre pra fazer essa mini-série. Bem feito. Pelo menos agora ele encontrou seu devido lugar na indústria do entretenimento.

Melhor série dramática

Homeland
Breaking Bad
Boardwalk Empire
Downton Abbey
The Newsroom

Detesto mesmo Homeland. Não entendi o porque de Boardwalk Empire ter perdido dessa vez. Sem falar em Breaking Bad. E The Walking Dead, que nem indicada foi.

Melhor ator em série dramática

Damian Lewis – Homeland
Steve Buscemi – Boardwalk Empire
Bryan Cranston – Breaking Bad
Jeff Daniels – The Newsroom
Jon Hamm – Mad Men

Ainda bem que não premiam séries no Oscar, senão a cerimonia seria muito mais longa e chata. E ainda iam premiar essa série insossa que é Homeland com diversos prêmios. É claro que Steve Buscemi deveria ter ficado com esse.

Melhor atriz em uma minissérie ou telefilme

Julianne Moore – Game Change
Nicole Kidman – Hemingway & Gellhorn
Jessica Lange – American Horror Story: Asylum
Sienna Miller – The Girl
Sigourney Weaver – Political Animals

Julianne Moore mereceu esse prêmio, apesar de a Tina Fey ser uma Sarah Palin bem melhor que ela. E ainda tinha a Sigourney Weaver e a Nicole Kidman pra atrapalhar tudo. E mesmo assim ela ganhou. Tou começando a ficar curioso pra ver esse bregueço de Game Change.

Melhor minissérie ou telefilme

Game Change
The Girl
Hatfiels & McCoys
The Hour
Political Animals

E surpreendentemente, Game Change leva mais essa. Fez a rapa hein? Esse deve ser um caso daqueles em que a produtora se arrependeu um pouco de não ter dado um melhor tratamento ao produto e não ter tentado lança-lo nos cinemas.

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou telefilme

Maggie Smith – Downton Abbey
Hayden Panettiere – Nashville
Archie Panjabi – The Good Wife
Sarah Paulson – Game Change
Sofia Vergara – Modern Family

Não vi. A vencedora é uma veterana, ganhadora de dois Oscars e conhecida por ter feito Harry Potter. Deve ser a mais competente, mas eu daria o prêmio pra Hayden. É sempre bom incentivar atrizes mais novas, não acham?

CINEMA

Melhor filme dramático

Argo
Django Livre
As Aventuras de Pi
Lincoln
A Hora Mais Escura

Primeiro azarão da noite. Ben Affleck conseguiu dar a volta por cima. Ainda bem. Tomara que esse resultado se repita no Bafta e no Oscar. Não gostei de Lincoln e muito menos de A Hora Mais Escura. Infelizmente, ainda acho que no Oscar deve ganhar um desses dois. É quase uma barbada.

Melhor ator em filme dramático

Daniel Day-Lewis – Lincoln
Richard Gere – A Negociação
John Hawkes – As Sessões
Joaquin Phoenix – O Mestre
Denzel Washington – O Voo

Realmente, merecido. A única coisa no filme do Lincoln que eu não consegui odiar. Daniel está realmente perfeito nesse filme, vai levar todos os prêmios com toda certeza.

Melhor atriz em filme dramático

Jessica Chastain – A Hora Mais Escura
Marion Cotillard – Ferrugem e Osso
Helen Mirren – Hitchcock
Naomi Watts – O Impossível
Rachel Weisz – The Deep Blue Sea

Merda. Das grandes. A garota promete, espero que o prêmio a faça se ainda melhor nos seus próximos projetos e não a atrapalhe. Ganhar um prêmio logo de cara nem sempre faz bem (Tou falando de você, Gwyneth Paltrow). Hellen Mirren podia ter ficado com esse. Fica pra próxima.

Melhor filme de humor ou musical

Os Miseráveis
O Exótico Hotel Marigold
Moonrise Kingdom
Amor Impossível
O Lado Bom da Vida

Não curti o filme. Na verdade não o vi. E nem pretendo ver. Detesto musicais. Mas se ganhou é porque deve ser bem feitinho né? O chato é saber que isso foi considerado melhor que Monrise Kingdom. Fala sério.

Melhor ator em filme de humor ou musical

Hugh Jackman – Os Miseráveis
Jack Black – Bernie
Bradley Cooper – O Lado Bom da Vida
Ewan McGregor – Amor Impossível
Bill Murray – Um Final de Semana em Hyde Park

É, parece que quando lançarem The Wolverine (Ou Wolverine, o Imortal, como será chamado o filme no Brasil), vão falar disso no trailer. Mas era isso ou “…com o vencedor do Globo de Ouro de melhor ator, Bradley Cooper: Não perca! Se Beber Não Case 3…”.

Melhor diretor

Ben Affleck – Argo
Kathryn Bigelow – A Hora Mais Escura
Ang Lee – As Aventuras de Pi
Steven Spielberg – Lincoln
Quentin Tarantino – Django Livre

Argo realmente é um grande filme. E o Affleck se superou dessa vez. Nem mesmo a sua própria presença em cena pôde estragar esse filme. Um prêmio merecido, que deve dar a ele o reconhecimento e o poder que ele precisa dentro da industria. Agora é esperar pra ver o que ele vai fazer em seguida.

Melhor longa animado

Valente
A Origem dos Guardiões
Frankenweenie
Detona Ralph
Hotel Transilvânia

Detona Ralph era o meu favorito, mas Valente é uma animação muito bem feita, irretocável tecnicamente. O prêmio deveria ir pro melhor FILME de animação, mas fazer o que né? Pelo menos a melhor ANIMAÇÃO levou.

Melhor filme em lingua estrangeira

Amour (Áustria)
A Royal Affair (Dinamarca)
Intocáveis (França)
Kon-Tiki (Noruega, Reino Unido, Dinamarca)
Ferrugem e Osso (França)

Fiquei indeciso entre Intocáveis e Amor. Mas a sutilidade do filme do diretor Michael Haneke realmente é superior. Sem falar que a estrategia de lançamento foi mais eficaz, pois precisaria rever Intocáveis de novo pra poder tirar qualquer dúvida. Como não tenho saco, opto por concordar com o prêmio pro filme do Haneke. É realmente um filme emocionante, me fez lacrimejar.

Melhor roteiro

Quentin Tarantino – Django Livre
Mark Boal – A Hora Mais Escura
Tony Kushne – Lincoln
David O. Russell – O Lado Bom da Vida
Chris Terrio – Argo

Aqui, um prêmio pelo bem maior do planeta. Porque se Tarantino também perdesse esse, o mimimi dos hipsters seria insuportável. Não que Tarantino não tenha merecido ganhar este prêmio, mas será que só eu acho que ele na verdade está evoluindo cada vez mais como diretor e escrevendo do mesmo jeito de sempre? Esse não foi o melhor roteiro dele, mas com esses concorrentes na disputa, ele só podia mesmo ganhar.

Melhor atriz coadjuvante

Anne Hathaway – Os Miseráveis
Amy Adams – O Mestre
Sally Field – Lincoln
Helen Hunt – As Sessões
Nicole Kidman – The Paperboy

E a Anne Hathaway dá um belo passo em direção ao seu primeiro Oscar. Veremos se ela repete o resultado no Bafta. Realmente, tem tudo pra conseguir.

Melhor atriz em filme de humor ou musical

Jennifer Lawrence – O Lado Bom da Vida
Emily Blunt – Amor Impossível
Judy Dench – O Exótico Hotel Marigold
Maggie Smith – Quartet
Meryl Streep – Um Divã para Dois

E a heroína de Hunger Games conseguiu ganhar um Globo de Ouro. Essa guria vai longe! Só duvido muito que ela consiga repetir o feito na premiação do Bafta. O Oscar ficou realmente entre ela e a Anne.

Melhor canção original

“Skyfall” – 007 – Operação Skyfall
“For You” – Ato de Coragem
“Not Running Anymore” – Stand Up Guys
“Safe & Sound” – Jogos Vorazes
“Suddenly” – Os Miseráveis

E depois vão vir dizer que eu sou preconceituoso com musicais. Então me expliquem como é que a música do tal musical perde o prêmio de canção original? Francamente, bem feito pra eles. Concorrer com a Adele não foi fácil. Pelo menos tem essa desculpa.

Melhor trilha sonora original

Mychael Danna – As Aventuras de Pi
Alexandre Desplat – Argo
Dario Marianelli – Anna Karenina
Tom Tykwer – A Viagem
John Williams – Lincoln

Felizmente, o John Williams perdeu essa. Vamos esperar pra vê-lo ganhando em 2016 por Star Wars – Episode VII.

Melhor ator coadjuvante

Christoph Waltz – Django Livre
Alan Arkin – Argo
Leonardo DiCaprio – Django Livre
Philip Seymour Hoffman – O Mestre
Tommy Lee Jones – Lincoln

E o Christoph Waltz merecidamente ganhou esse prêmio. O papel, novamente feito sob medida (Ou não?) pro austríaco lhe rendeu o prêmio de novo. Será que vamos ver isso se repetir no Oscar? Tomara que sim. Ele merece, e sem sombra de dúvida, sua presença em tela durante Django Livre foi arrebatadora. Claro que é impossível superar o Hans Landa de Bastardos Inglórios. Mas o cara realmente chegou bem perto com o Dr. Schultz.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Pedro

    Lincoln ficou no chinelo hah! Não que ele não mereça, eu não vi ainda, mas que ele foi feito pra ganhar prêmios ele foi. É a associação reconhecendo as arapucas e amadurecendo.

  • Fernando

    Só de imaginar um filme sobre Lincoln eu já fico com sono.

busca

confira

quem?

baconfrito