Os burocráticos e duvidosos resultados do Globo de Ouro

Cinema segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Mesmo sem tapete vermelho e sem atores para receberem os prêmios, nesta madrugada foram divulgados como uma entrevista coletiva os vencedores do Globo de Ouro 2008. Para quem não lembra, a festa de premiação foi cancelada devido a greve dos roteirstas em Hollywood e o boicote dos atores que não estariam presentes na premiação por apoio á greve. Em tempo, o prêmio é concedido pelos jornalistas que formam a Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood.

Assim, foram somente lidos os vencedores, não sei se não foi melhor porque os prêmios foram meio duvidosos para tevê, já para o cinema, os prêmios acabaram sendo divididos entre os favoritos mostrando que neste ano não há um grande filme que arrecadará todos os prêmios. Vamos aos vencedores (em itálico):

Cinema

Melhor Filme – Drama
Desejo e Reparação, em cartaz nos cinemas desde sexta passada
O Gângster, estréia em 25/01
Senhores do Crime, estréia em 08/02
The Great Debaters, sem previsão
Conduta de Risco, já exibido nos cinemas
Onde Os Fracos não Têm vez, estréia em 01/02
Sangue Negro, estréia 15/02

Como vocês podem perceber a maioria dos filmes entra em cartaz em breve, assim, fica difícil achar justo ou injusto o prêmio de Desejo e Reparação, no entanto, o filme estava meio esquecido nestas últimas premiações, quem sabe com o Globo de Ouro o filme arrebata uma vaga nos indicados ao Oscar, que serão revelados semana que vem.

Melhor Ator – Drama
Daniel Day Lewis – Sangue Negro
George Clooney – Conduta de Risco
James McAvoy – Desejo e Reparação
Viggo Mortensen – Senhores do Crime
Denzel Washington – O Gângster

Fã incondicional de Paul Thomas Anderson (Magnólia), torço pelo seu filme Sangue Negro, e seu elenco, como Daniel Day Lewis, ator inglês excepcional de filmes como Meu Pé Esquerdo e Gangues de Nova York. Deve rivalizar com George Clooney no Oscar.

Melhor Atriz – Drama
Julie Christie – Longe Dela, sem previsão
Cate Blanchett – Elizabeth – A Era de Ouro, estréia 15/02
Jodie Foster – Valente (The Brave One), chega diretamente em dvd em Março
Angelina Jolie – O Preço da Coragem (A Mighty Heart), já em cartaz
Keira Knightley – Desejo e Reparação

A categoria feminina também promete no Oscar pois estará dividida entre a vencedora daqui, Christie que interpreta uma personagem com Mal de Alzheimer, ou seja, atriz veterana em papel dramático com doença, é Oscar quase certo, sua grande rival será Marion Cotillard, da biografia Piaf, que aqui recebeu o prêmio como atriz comédia/musical.

Melhor Filme – Comédia
Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco
Across the Universe, já em cartaz
Jogos de Poder, estréia 29/02
Hairspray, já em cartaz
Juno, estréia 08/02

Destes, acredito que somente, Juno, pode chegar ao Oscar, os demais são filmes divertidos realmente como Hairspray, fica a curiosidade pela produção de Tim Burton, Sweeney Todd, um musical gótico (?).

Melhor Ator – Comédia
Johnny Depp – Sweeney Todd
Ryan Gosling – Lars and The Real Girl, sem previsão de estréia
Tom Hanks – Jogos de Poder
Philip Seymour Hoffman – The Savages, sem previsão de estréia
John C. Reilly – Walk Hard, estréia 11/04

Os jornalistas estrangeiros adoram o cinema de Burton e Depp, por isto, Sweeney Todd, papou estes prêmios, não que o filme não seja bom, muito pelo contrário, acredito que a produção seja excelente pelos trailers, mas, estas personalidades são os queridinhos dos votantes do Globo de Ouro.

Melhor Atriz – Comédia
Marion Cotillard – Piaf – Um Hino ao Amor, já em cartaz e chega em dvd agora em fevereiro
Amy Adams – Encantada, já em cartaz
Nikki Blonsky – Hairspray
Helena Bonham Carter – Sweeney Todd
Ellen Page – Juno

Palpite certeiro, Marion Cotillard, dá um show como a cantora Edith Piaf, vai certo para o Oscar e pode levar junto desta categoria, a surpresa independente do ano, Ellen Page (X-Men 3), por Juno.

Melhor Atriz Coadjuvante
Cate Blanchett – I’m Not There, sem previsão
Saoirse Ronan – Desejo e Reparação
Julia Roberts – Jogos de Poder
Amy Ryan – O Medo da Verdade (Gone Baby Gone), sem previsão
Tilda Swinton – Conduta de Risco

Outra queridinha do Globo de Ouro, Cate Blanchett, leva o prêmio por uma das encarnações de Bobby Dylan no filme de Todd Haynes, filmes bastante comentado, mas no hora das premiações somente Cate Blanchett surgiu como indicável.

Melhor Ator Coadjuvante
Javier Bardem – Onde os Fracos Não têm vez
Casey Affleck – O Assassinato de Jesse James, já em cartaz
Philip Seymour Hoffman – Jogos de Poder
John Travolta – Hairspray
Tom Wilkinson – Conduta de Risco

Aqui a disputa deve ser entre o espanhol, Javier Bardem, excelente ator de filmes como Mar Adentro e Antes do Anoitecer, e o irmão de Ben Affleck, Casey Affleck, correndo por fora, Tom Wilkinson, veterano ator bastante competente.

Melhor Diretor
Julian Schnabel – O Escafandro e a Borboleta, estréia 28/3
Tim Burton – Sweeney Todd
Joel Coen & Ethan Coen – Onde os Fracos não Têm Vez
Ridley Scott – O Gângster
Joe Wright – Desejo e Reparação

Outra surpresa a vitória de Julian Schnabel, pela produção francesa O Escafandro e a Borboleta, deixando para trás os favoritos irmãos Coen, que estão ganhando quase tudo, e o não indicado, mas certamente, estará no Oscar, Paul Thomas Anderson, por Sangue Negro.

Melhor Animação
Ratatouille
Bee Movie – A História de Uma Abelha
Os Simpsons – O Filme

Esta categoria também era moleza, gosto das três animações, mas Ratatouille é excelente, uma pérola.

Melhor Filme Estrangeiro
O Escafandro e a Borboleta
4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias, sem previsão
O Caçador de Pipas, estréia 18/01
Lust, Caution, sem previsão
Persépolis, sem previsão

Esta categoria será bem diferente no Oscar pois produções com diálogos em inglês não podem concorrer lá, por aqui é permitido, e Escafandro e a Borboleta confirmou seu favoritismo. Para o Oscar o filme estará concorrendo aos prêmios principais, como ocorreu com Cidade de Deus.

Melhor Roteiro
Ethan e Joel Cohen – Onde os Fracos Não tem Vez
Diablo Cody – Juno
Christopher Hampton – Desejo e Reparação
Ronald Hardwood – O Escafandro e a Borboleta
Aaron Sorkin – Jogos de Poder

Confirmando o favoritismo os irmãos Coen levam o prêmio, no Oscar estes roteiros são separados em Original e Adaptado.

Melhor Trilha Sonora
Desejo e Reparação
Na Natureza Selvagem (Into the Wild), estréia 22/02
Grace is Gone, estréia 22/02
O Caçador de Pipas
Senhores do Crime

Melhor Canção
“Guaranteed” – Na Natureza Selvagem
“Despedida” – O Amor nos Tempos do Cólera
“Grace Is Gone” – Grace is Gone
“That’s How You Know” – Encantada
“Walk Hard” – Walk Hard

Para quem não sabe a trilha e as canções de Na Natureza Selvagem pertencem ao músico Eddie Vedder.

Televisão

Melhor Série – Drama
Mad Men (AMC)
Amor Imenso (Big Love, HBO)
Damages (FX)
Grey’s Anatomy (ABC)
House (Fox)
The Tudors (Showtime)

Quem acompanha meus textos no Sitcom, sabe que sou fã incondicional de House e Damages, gosto de Grey’s e as demais não acompanho, pelo hype em torno de Mad Men, fui conferí-la e posso garantir que se trata de uma série classuda e muito bem produzida, mas falta alguma coisa, talvez seja a frieza do tema, portanto, somente querer ser moderninha e inovadora pode justificar o prêmio dos jornalistas á Mad Men frente a séries melhores.

Melhor Ator em Drama
Jon Hamm – Mad Men
Michael C. Hall – Dexter
Hugh Laurie – House
Jonathan Rhys Meyers – The Tudors
Bill Paxton – Amor Imenso

O mesmo acontece aqui, não há nenhum ator mais identificado com o persongem do que Hugh Laurie e Michael C. Hall em suas respectivas séries, puta injustiça com ambos. Sem comentários.

Melhor Atriz em Drama
Glenn Close – Damages
Patricia Arquette – Medium
Minnie Driver – The Riches
Edie Falco – Família Soprano
Sally Field – Brothers & Sisters
Holly Hunter – Saving Grace
Kyra Sedgwick – The Closer

Apesar do número exagerado de indicadas era certeiro o palpite em Glenn Close com Damages, no papel da ambígua advogada Patty Hewes, para quem não conhece a série ela estreará em fevereiro no canal á cabo AXN, não percam.

Melhor Série – Comédia
Extras (HBO)
30 Rock (NBC)
Californication (Showtime)
Entourage (HBO)
Pushing Daisies (ABC)

Outra surpresa a série inglesa, engraçada e bem bolada, mas nada demais, Extras, recebeu o prêmio, enquanto as consagradas 30 Rock (mas pela crítica do que pelo público), Entourage e as novatas Californication e Pushing Daisies (imperdível) ficaram para trás.

Melhor Ator em Comédia
David Duchovny – Californication
Alec Baldwin – 30 Rock
Steve Carell – The Office
Ricky Gervais – Extras
Lee Pace – Pushing Daisies

Outra prêmio equivocado, David Duchovny está excelente em Californication mas, a série não é uma comédia, principalmente, se comparada aos papéis hilariantes de Steve Carrell e Alec Baldwin, estranho!

Melhor Atriz em Comédia
Tina Fey – 30 Rock
Christina Applegate – Samantha Who?
America Ferrera – Ugly Betty
Anna Friel – Pushing Daisies
Mary-Louise Parker – Weeds

Categoria fácil, era Tina Fey (também roteirista de 30 Rock) ou America Ferrara por Ugly Betty, que como não está tendo uma boa segunda temporada, perdeu.

Melhor Minissérie ou Telefilme
Longford (HBO)
Bury my Heart at Wounded Knee (HBO)
The Company (TNT)
Five Days (HBO)
The State Within (BBC America)

Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
Queen Latifah – Life Support
Bryce Dallas Howard – As You Like It
Debra Messing – The Starter Wife
Sissy Spacek – Pictures of Hollis Woods
Ruth Wilson – Jane Eyre

Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme
Jim Broadbent – Longford
Adam Beach – Bury my Heart at Wounded Knee
Ernest Borgnine – A Grandpa for Christmas
Jason Isaacs – The State Within
James Nesbitt – Jekyll

Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Telefilme
Samantha Morton – Longford
Rose Byrne – Damages
Rachel Griffiths – Brothers & Sisters
Katherine Heigl – Grey’s Anatomy
Anna Paquin – Bury my Heart at Wounded Knee
Jaime Pressly – My Name is Earl

Nesta categoria se mistura os atores de séries com filmes e minisséries, perde-se um pouco da comparação por não termos estas produções lançadas imediatemente por aqui. Levou o prêmio Samantha Morton (Minority Report) pelo filme televisivo, Longford, mas acho que faltou uma sensibilidade maior entre os votantes com o restante elenco de Grey’s Anatomy, principalmente com as atrizes Chandra Wilson, Dra. Bailey, e Sandra Oh, Cristina, que estiveram impecáveis neste ano.

Melhor Ator Coadjuvante em Série, Minissérie ou Telefilme
Jeremy Piven – Entourage
Ted Danson – Damages
Kevin Dillon – Entourage
Andy Serkis – Longford
William Shatner – Boston Legal
Donald Sutherland – Dirty Sexy Money

O mesmo acontece com os atores coadjuvantes, Jeremy Pivem o papa Emmy (principal premiação da têve Americana), levou agora o Globo de Ouro, deixando para trás excelentes atores em excelentes papéis como Ted Danson e Donald “pai de Jack Bauer” Sutherland, nas boas e respectivas séries, Damages e Dirty Sexy Money.

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • joao

    GAH! House não ganhou nem uma =O

busca

confira

quem?

baconfrito