O que vai ser do Metallica?

New Emo quarta-feira, 19 de março de 2008

Resumo essa coluna em uma frase: O Metallica NÃO vai fazer um álbum sensacional. Afinal, se tratando do Metallica, o álbum não tem que ser “bom” ou “ótimo”. Tem que ser FODA. E, não adianta, eu não confio mais nos caras e acho que NINGUÉM aqui deve confiar. E eu vou provar pra vocês.

Minha PREVISÃO é que o novo álbum dos caras seja mais um filho dos álbuns Load e Reload, os piores álbuns da história da banda E de bandas com o currículo como o do Metallica. Esses dois álbuns contam com uma qualidade negativa e criatividade IDÊNTICA á qualidade, se é que vocês me entendem. Sabe, nunca foi difícil empolgar com um álbum dos caras, mas esses dois são extremamente vergonhosos e repetitivos. Certa vez uma amiga me parou na rua pra dizer que Metallica é uma banda MAIS repetitiva que Ramones, e eu fiquei impressionado com tal comparação. óbvio que, com razão, eu discordei… mas me lembrei desses dois álbuns. Os caras não só repetem a mesma… coisa nos sons, mas repetem o MESMO som no PRóPRIO som. Já ouviu Fuel?

A Avril Lavigne já tocou essa música ao vivo, inclusive, num especial da MTV. A Avril Lavigne. E o som combinou perfeitamente com o trabalho dela. Eu não consigo mais levar esse som a sério depois disso. Enfim, o som é cansativo e extremamente repetitivo.

Hero of The Day é outro exemplo de som que NÃO É Metallica. Antes que vocês pensem que eu estou contradizendo o que eu sempre digo (que a banda evolui e tem o DIREITO de mudar), não é nada disso: Eu estou falando de qualidade, e de uma banda que diz não querer voltar ás origens, mas que vai se basear nos primeiros álbuns. O fato é que, antes do lançamento dos álbuns Load e Reload, os caras praticamente prometeram a mesma coisa. Praticamente, afinal, pelo que eu me lembre, eles prometeram álbuns MENOS agressivos, mas com uma puta qualidade sonora. Realmente, foi menos agressivo, e a piada da qualidade sonora foi boa. Mas… e daí?

Esses dois álbuns foram os pais do álbum St Anger, uma das maiores cagadas da banda. O fato é que, após perceberem as duas cagadas anteriores, eles prometeram um álbum “pesado como nos velhos tempos”. Pasmem, citaram até System Of A Down na época. Enfim, os fãs antigos obviamente ficaram esperançosos, afinal, era o Metallica de volta! Porém, os caras já perderam boa parte da agressividade no álbum Black, mas a música ainda tinha qualidade ali. Após a fase “o Heavy Metal morreu”, o Metallica se queimou mais uma vez: “solos são apenas enfeites”. Foi assim o álbum St Anger. Mais agressividade, menos criatividade e solos inexistentes. Os caras mataram todas suas principais qualidades nos últimos três álbuns, prometendo coisa boa. Não é uma crítica pessoal, a maioria dos fãs compartilham isso comigo. A pergunta é: Você vai MESMO esperar por um álbum bom?

Frantic, som do último álbum dos caras, aquele que é Só a maior cagada da banda. Sabe, ouvindo esse som eu consigo chegar a uma conclusão: Os caras sempre fizeram sons de, em média, 5 minutos; e isso foi o suficiente para que eles fizessem disso uma obrigação. Este som repete o erro do primeiro som citado aqui: É MUITA repetição. É amador, é uma tremenda falta de criatividade. Cada som poderia ter 2,5 minutos, mas não! Vocês PRECISAM encher linguiça.

Inclusive, “amador” é a descrição do Metallica nos últimos tempos. Já se foi mais de uma década e meia e os caras só mudaram para a pior, não há mais volta. Eles podem até fazer um álbum “ouvível”, mas NÃO vão fazer um álbum á altura do que eles prometem. E se o lance é prometer, então é a minha vez: Se o álbum novo do Metallica for realmente EMPOLGANTE na visão/audição do colunista mais quente do site mais quente da galáxia, eu vou gravar um vídeo cantando Razões e Emoções do NxZero.

Hahahaha, eu sempre dou risada desse vídeo. Ainda mais essa versão; sugiro que vocês assistam o começo para se depararem com uma SURPRESA. Saca os comentários, cara.

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • hehehehe,da ate pra ver a cara dos emos quando viram o video!

  • Cara, este texto mostra realmente que a raiz da palavra fã — fanático — é realmente válida. Fã é tudo igual, seja do Metallica, seja do Bob Dylan. A maioria dos fãs acha, insconscientemente, que tem algum poder sobre a banda, que a banda deve algo a eles. Francamente, concordo com você que a qualidade do som do Metallica caiu muito. Dei, ainda, uma chance ao Load e Reload, e, pra mim, o Garage é muito melhor, apesar de ser apenas covers. Ou justamente por isso hehehe. Depois dos últimos álbuns eu parei de ouvir a banda, fiquei um pouco entusiasmado com a notícia do St. Anger, mas ficou só no entusiasmo mesmo. Para nós, fãs, música é religião. Normalmente há uma ou outra banda que acompanhamos como se fossem a nossa banda, nossos filhos ou algo do tipo. Mas não deveria ser assim. Gostou, ouça, não gostou, não ouça. Enfim, teoricamente, qualquer banda faz o som que gosta, que tá a fim de fazer, e não de acordo com que o público pede. Continuando assim perdem uns ouvintes e ganham outros. C’est la vie. Infelizmente nós agimos como consumidores de música, não como apreciadores de música.

  • Bel

    não se compara a master of puppets, mas st anger não deixa de ser bom. se você esquecer que é METALLICA, dá até prá batucar o pé e curtir o som. como você disse, é ouvível… eu diria até BOM, mas não é como nos velhos tempos.

    fazer o que, além de lamentar?

    você já leu “o segredo”? aquele tal de “pense positivo que seu desejo se realiza”? então, vamos todos pensar juntos: o próximo album do metallica vai ser foda. quem sabe nosso desejo se realiza? :~

  • Grivu

    Dood, não tem como afirmar que o novo álbum vai ser ”filho” desses recentes. Você não lê entrevistas não? Já deixaram BEM CLARO E EXPLICITO que o álbum não se remete a esses citados de maneira alguma.
    Talvez seja (bem) ruim, mas não como já foi.

    @Bel
    Por favor, não vamos nos rebaixar a utilizar nada vindo de ”O segredo” como virtude @__@

  • @Rodrigo
    Peraí, cara, eu citei algo que contradiz o seu comentário inteiro: Estamos falando de QUALIDADE MUSICAL. E de promessas mal sucedidas. Se eu fosse falar como fã, eu teria colado vídeos de faixas clássicas e teria citado as palavras “vendido”, “dinheiro” e algo do tipo.

    @Grivu
    Cê é louco, véi? Eu fiz a coluna inteira falando que os caras não cumprem o que prometem e cê faz esse comentário? Só tem noob aqui. Vou começar a escrever na Nerd-O-Matic.

  • A Avril Lavigne já tocou essa música ao vivo, inclusive, num especial da MTV. A Avril Lavigne. E o som combinou perfeitamente com o trabalho dela. Eu não consigo mais levar esse som a sério depois disso. Enfim, o som é cansativo e extremamente repetitivo.”

    Acho que o que ficou cansativo ou repetitivo foi este parágrafo. É fato que não escrevo bem, mas erros como esses não passam em meus textos.

  • @Fernando
    Que irônico né cara? E, bom, o texto em si não era em relação á minha escrita, mas eu discorri uma opinião e tal. Então, nada a adicionar ao texto?

  • Na verdade eu parei de ler quando cheguei no parágrafo citado =).

    Metallica é e sempre vai ser minha banda preferida. O And Justice for all e o Master of Puppets são praticamente obras de arte, em minha opinião.

    Como grande fã do grupo, aprendi a não esperar mais nada deles a não ser lixo como o St. Anger.

    Eles cresceram, eles ganharam dinheiro, eles mudaram.

    PONTO

    isso não vai mudar.

busca

confira

quem?

baconfrito