O que é bom, tem que continuar

Televisão quarta-feira, 11 de março de 2009

Depois de uma pequena ausência, eis que estou de volta.

Estava pensando em fazer um texto meio triste, meio para baixo, mas mudei de idéia já que o momento exige comemorações no mundo das animações.

A primeira é pelos dez anos de Bob Esponja que, por incrível que pareça, nem percebi.

E a segunda é pela prorrogação – mais duas temporadas – de Os Simpsons, pela Fox, chegando perto dos 500 episódios, em 2010.

Bob Esponja

Parece que foi ontem que a turma da Fenda do Bikini surgiu por essas bandas, mais precisamente em 1999.

 – É pique, é pique, é hora, hora, hora…

Para celebrar o acontecimento, em julho – mês de aniversário do Bob – o canal-pago-infantil Nickelodeon fará uma maratona com 110 episódios do desenho. Só não me pergunte o porquê desse número.

Nos dias de hoje, uma animação alcançar tal patamar de sucesso e longevidade é praticamente impossível, por conta das exigências do público e a falta de criatividade dos roteiristas de alguns programas promissores, sejam animações ou séries.

 – Ritmo, é ritmo de festa!

O caso de Bob Esponja é, ao contrário, um exemplo de sucesso bem explorado, seja criativamente e comercial.

Bob é assistido por milhões de pessoas em mais de 170 países, sendo exibido em 25 idiomas diferentes. Só no Brasil, existem 250 produtos licenciados com a marca da esponja amarela.

Ou seja, rende dinheiro à beça.

O segredo disso tudo é simples: o desenho do amigo do Patrick, Lula Molusco e Sandy Bochecha agrada a todos os públicos, sejam crianças, adolescentes e adultos.

 Toda a turma reunida… peraí, aquele não é o Pizurk?

Tudo porque o roteiro bem pensado de Tim Hill – não, ele não tem nada a ver com pilotos de Fórmula 1 – dispara muitas piadas ingênuas, inteligentes e que não ofendem nenhum tipo de público. Coisa difícil de se fazer hoje em dia.

Claro que nem tudo são flores, alguns radicais americanos se ofenderam com o desenho, acusando o funcionário do Senhor Siriguejo de promover a homossexualidade entre as crianças.

Imagine se eles assistissem Pernalonga…

Enfim, isso é bem coisa de enrustidos que não tem muito que fazer.
Comemorem, pois é difícil programas alcançarem tal marca.

Os Simpsons

Falando em marcas longevas, outra que foi motivo de orgulho e festa, foi o fato da Fox confirmar mais duas temporadas de Os Simpsons, totalizando 22 temporadas até 2011.

 Onde está o Wally?

Assim, a família mais famosa do planeta baterá o recorde de temporadas de “Gunsmoke” – uma antiga série clássica de faroeste, que por sinal, também era da Fox.

Assim, Homer, Bart, Marge, Lisa e Maggie chegarão aos impressionantes 493 episódios.

E eu duvido que a Fox e a equipe de Matt Groening deixem para trás a chance de alcançar 500 episódios.

 Como éramos feios!

Enfim, seja Bob Esponja ou Os Simpsons, o que interessa é a qualidade e, se os dois programas são bons, que fiquem mais mil anos no ar.

E tenho dito.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito