O psicótico Nick Cave e os Bad Seeds

Música quinta-feira, 12 de maio de 2011

Nick Cave iniciou sua carreira em meados de 1976 com a banda The Birthday Party, quando era apenas um frequentador do pub inglês The Bat Cave (Frequentado por outros malucos como Allan Moore) e também gravou álbuns, EPs e participações em discos com Lydia Lunch, Die Haut, Tom Waits, PJ Harvey, Kyle Minogue entre outros. E claro, haviam os Bad Seeds.

Fizeram parte dos Bad Seeds inúmeros músicos (Mais de 30), todos figuras relevantes do cenário alternativo e tão bons ou até melhores que o próprio Nick, que até já afirmou que sem eles não passaria de um reles cantor de churrascaria. A banda só começou pra valer depois de um auto-exilio de Nick em seu país de origem, a Austrália. De volta ao Reino Unido em 1984, Nick se envolve com a produção de um filme, Ghosts… Of The Civil Dead, para o qual escreveu o roteiro e a trilha sonora. O filme foi dirigido por Evan English e John Hillcoat, e foi lançado apenas em 1988. Mas essa trilha sonora mudou seu jeito de ver a música. Recrutando os ex integrantes do Birthday Party, Nick forma os Bad Seeds e grava From Her to Eternity, ainda no ano de 1984, que continha um interessante cover de Elvis Presley, In The Ghetto. As intensas e dramáticas interpretações de Cave começam a ficar famosas mundo afora.

No ano seguinte, Cave lança The First Born Is Dead, título vindo da fascinação de Nick Cave pelo rei Elvis Presley, principalmente em relação a um fato pouco conhecido de sua vida: Elvis tinha um irmão gêmeo, que morreu logo após o parto, e aí está o motivo do título (O primeiro a nascer está morto). O disco, fortemente inspirado no blues clássico, demonstra uma evolução sonora dos Bad Seeds, que deixa de ser uma mera continuação do Birthday Party para ser uma banda com características e idéias próprias. Tupelo, a melhor do disco, inspirada em John Lee Hooker, narra o nascimento de Presley e seu irmão morto.

Depois lançam o álbum de covers Kicking Against the Pricks, primeiro dos Bad Seeds a ser lançado no Brasil. A seleção de covers é bastante eclética (I’m Gonna Kill That Woman do John Lee Hooker, All Tomorrow’s Parties do Velvet Underground e Hey Joe do Jimi Hendrix). Ainda viriam nos anos 80 Your Funeral My Trial (Que fez a banda aparecer no filme do alemão Wim Wenders, ou Asas do Desejo) e Tender Prey (Do hit margarina Deanna), considerado obra prima da banda nos anos 80.

Em Tender Pray, Cave demonstrou pela primeira vez sua fascinação pelo Brasil: O disco é dedicado ao ator Fernando Ramos da Silva (Erroneamente grafado como Ferdinand), que faz o papel principal do filme Pixote, de Hector Babenco. Em 1989, Cave veio ao Brasil com uma pequena turnê e por aqui ficou, pois ele acabou se casando com a brasileira Viviane Carneiro, por quem se apaixonou profundamente.

Depois de morar em Melbourne, Londres, Los Angeles e Berlim, o artista veio morar em São Paulo. O disco The Good Son, gravado nos estúdios Cardan, em São Paulo, e mixado em Berlin, mostrou que a estadia de Cave em solo brasileiro não lhe fez bem (Até música em português teve: Foi na Cruz). O maluco tinha sido acalmado. A critica e os poucos fãs desceram o pé e Cave e companhia voltaram a Europa, lançando Henry’s Dream em 1992, Let Love In, de 1994 e o clássico Murder Ballads (Onde Cave faz duetos com PJ Harvey e Kyle Minogue). Nessa época o cara tinha se divorciado e tava na merda. Mas o caso dele com a PJ melhorou um pouco a situação.

Mas aí depois do relacionamento com a PJ Harvey, o rompimento não tardou. E a consequencia foi outro disco. The Boatman’s Call, uma antitese de vários trabalhos do cara, uma ode a fossa. A diferença é visível em suas melodias suaves e às vezes até doces, tocadas ao piano por um Cave estranhamente contido e calmo. Depois, já nos anos 00, vieram No More Shall We Part (Disco ultra religioso do Nick, onde ele gravou a cover de Hallelujah do Leonard Coen, presente no filme Watchmen) e Nocturama (Também muito denso e cheio de significados), Abbatoir Blues (Finalmente um disco do cara e dos Bad Seeds dedicado ao blues) e Dig! Lazarus! Dig! (Apesar deste ter sido o último, foi quase um volta as origens, um dos melhores). Atualmente os Bad Seeds estão com as atividades suspensas e Nick está mais escrevendo que compondo (São dele diversos roteiros, como o do filme A Aposta e livros como A morte de Bunny Monroe) e Cave lançou alguns discos com a banda Grinderman junto com Warren Ellis, que também já fez parte dos Bad Seeds. Se os Bad Seeds vão se reunir denovo e quando, ninguém sabe. Mas eu espero que sim.

Gostou? então siga o Bacon Frito no Twitter, saque uns sons no Last.fm ou seja nosso amiguinho no Orkut e curta nossas asneiras no Facebook. Não gostou? Chama o Capitão Carveeeeerna!…

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito