O mal encarnado em um jogo

Nerd-O-Matic quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Alguma vez você já se perguntou se é do tipo de jogador que gosta de sofrer?

Se nunca se perguntou, acabei de perguntar por você. E se você não sabe a resposta, eu respondo:

SIM, você gosta de sofrer.

Pra começar, você lê essa coluna toda semana, onde invariavelmente você é xingado e ofendido por mim. Sério, eu xingo os leitores semanalmente; pode conferir nos arquivos da Nerd-o-matic. Além do mais, meus textos sempre são obtusos, difíceis e voltados para um público muito específico de hardcore gamers. E, pra piorar, você freqüenta um site com layout feito pelo Théo.

 Sim, você gosta de sofrer.

Mas o que interessa mesmo é que eu também descobri que sou um jogador que gosta de sofrer. E como você gosta de sofrer, então está preparado para o jogo que vou discutir hoje. Graças à Romance of the Three Kingdoms XI, eu fiz as pazes com o meu masoquismo:

 Contemple a face de Baphomet

Cê leu direito o nome do jogo? Já tá na seqüência número ÔNZIMA, cara. Onze jogos de puro sadismo dos programadores e uma relação com o jogo baseada em frustração e várias momentos YOU LOSE. Eu sempre me defini como um jogador hardcore, com um grande histórico de jogos jogados, nos mais diferentes consoles. No que toca aos jogos de estratégia, então, sempre achei que eu possuía uma boa habilidade, refinada ao longo de centenas de horas com Civilization, Age of Empires, Starcraft, Warcraft, Command and Conquer e Warhammer. Mas depois de passar algumas horas com o Romance XI eu me recolho à minha insignificância novamente, e percebo que ainda existem jogos que podem fazer eu me sentir como vocês: NOOB.

 Clique o mouse para começar… O SEU MARTÍRIO NA TERRA!

Pra começar, eu consegui perder NO TUTORIAL desse jogo. E não foi tipo “ah, não saquei qual era o comando, errei o lance lá e fui derrotado no cenário. Na próxima eu acerto.” Não, eu perdi várias vezes seguidas na porra do tutorial. Alguns momentos eram tão tensos que eu berrava pra tela do lap “Caralho, jogo do CARALHO! COMO eu vou aprender a jogar se você fica derrotando meus exércitos toda hora, seu PUTO?!” Porra, eu nunca vi um tutorial tão inclemente como o desse jogo. Precisava de um tutorial pra aprender a jogar o tutorial.

E percebam: não é que o tutorial seja ruim, ele até ensina tudo direito. É que a porra do jogo é complicada mesmo, com um monte de detalhes pra prestar atenção. Existe um termo em inglês para o que você precisa fazer no jogo: micro-managing.

 Encare menus sobrepondo-se uns aos outros para executar tarefas simples como… fazer um exército de arqueiros.

“Micro-manage” significa você vai precisar gerenciar e tomar conta de absolutamente TUDO na sua cidade e nos seus exércitos. Como o jogo é ambientado na China Imperial, você decide até mesmo com quem os oficiais dos seus exércitos vão casar, porque isso tem implicações políticas que mudam as habilidades do seu oficial e as relações do seu clã com os outros clãs do cenário. É uma puta coisa lôca o nível de profundidade desse jogo. Faz uma semana que eu estou jogando e eu ainda estou descobrindo menus e tabelinhas novas ao clicar em coisas que eu não tinha clicado antes.

 Podia ser pior. Olha a cara do primeiro Romance, ainda no Nintendo 8 bits

Mas tudo bem, consegui concluir o Tutorial o que, acreditem ou não, foi uma vitória em si. O jogo sabe que o Tutorial é um saco, porque ele te premia com oficiais novos depois que você consegue terminar todas as fases do Tutorial. Aí fui jogar o jogo de verdade e só me fodi. SÓ ME FODI. Eu não consigo terminar o cacete do primeiro cenário do jogo. Eu mal consigo evitar ser detonado pelos meus vizinhos mais próximos que, segundo o jogo, NEM SÃO MEUS INIMIGOS. Dá pra acreditar?

 Nego te ferra de tudo quanto é lado aqui. E dá-lhe menu.

Acompanhem minha cadeia de raciocínio gamer e, por favor, me digam onde eu estou errando:

Estou eu lá, cuidando da minha cidade imperial, desenvolvendo estruturas básicas nos arredores da cidade pra gerar grana e comida, como se faz em qualquer RTS, certo? Bom, do nada os caras que ficam em volta da minha cidade vêm, invadem minha terra, queimam minhas fazendas e começam a atacar minha cidade. Perdi:

– beleza, vou começar de novo e investir em mais exércitos desde o início dessa vez.

Aí eu, assobiando e cantando, vou lá e gerencio melhor os meus recursos dessa vez, criando exércitos pra defesa da cidade, com um bando de arqueiros, enquanto vou fazendo o desenvolvimentos daquelas estruturas básicas que mal pagam o exército e tals. Aí os putos vêm com o DOBRO de exércitos, detonam meus arqueiros e tomam a cidade. Perdi:

– BELEZA. Vou criar estruturas de defesa dessa vez, além dos exércitos.

Aí eu vendo comida pra ter mais dinheiro, deixo as estruturas meio de lado, despacho uns oficiais pra ganhar tempo com o inimigo e consigo construir três torres de arqueiros e cinco estruturas de contenção, pra impedir a chegada dos inimigos até a cidade. Dessa vez os calhordas vêm com aquelas paradas de atacar muros, e com MAIS exércitos. Detonam TUDO, tacam fogo nos meus cavaleiros, enrabam os arqueiros, tomam a cidade e ainda têm a moral de destruir o exército de OUTRO clã inimigo que tava invadindo meu terreno pelo outro lado. Perdi:

– Susse. Dessa vez vou ser mais agressivo; ao invés de me concentrar em defender, vou invadir outra cidade pra aumentar minha estrutura.

Aí vou lá, faço exércitos, tomo a outra cidade. Mas como pra fazer isso eu dividi minhas forças, agora os putos vão atacar a cidade que tá mais fraca. Perco a cidade recém adquirida, eles incorporam meus oficiais derrotados e usam as forças remanescentes pra atacar minha cidade principal. Perco mais rápido ainda do que nas outras vezes. Perdi:

– CARALHOVSFJOGOFDPCHERAMEUOVOESQUERDOVOUMATAR

Faço alianças, vendo comida pra financiar a guerra, descolo mais oficiais pra conseguir tomar mais ações por turno. Desenvolvo exércitos especializados para contra-atacar unidades específicas do inimigo. Cerco a cidade com torres arqueiras. Posiciono fazendas e mercados atrás da cidade, pra evitar a invasão delas pelos vizinhos. Faço dois ataques preemptivos na cidade do vizinho mais próximo, pra minar suas forças e desestimular o ataque. Espalho bolas de fogo nas entradas principais do terreno, pra minar exércitos que porventura entrem no meu território.

Aí meus aliados me traem, dois oficiais debandam e um grupo de saqueadores randômicos aparece na parte DE TRÁS da cidade e queima minhas fazendas e minhas barracks, me impedindo de recrutar mais exércitos. Um dos aliados que me traíram aproveita que eu perdi um monte de soldados combatendo os saqueadores, e toma minha cidade. Perdi:

– Satanás existe, e ele é um jogo de estratégia.

Sério, meu: esse jogo é DO MAL. De alguma forma ele LÊ SUA MENTE e prepara todos os outros clãs desde o primeiro turno pra foder sua estratégia, seja qual for. Estou supondo que a única maneira de ganhar é vendendo um pedaço da sua alma. E isso eu não vou fazer, porque eu já vendi minha alma inteira pra conseguir terminar Devil May Cry 3.

Enfim, se você gosta de sofrer, taí uma ótima recomendação. Depois que você vender sua alma, me diga qual foi a estratégia pra passar da primeira fase, ok? Agora vou jogar Viva Piñata.

 Jogo burro é o que há, principalmente depois de se jogar contra SATÃ

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Cara você acaba de dar a resposta pra uma dúvida minha. Agora eu sei que não gosto de jogos de estratégia porque não gosto de sofrer. Mas ao invés de Viva Piñata eu tento uns Jet Set Radio ou uma Street Fighter da vida.

  • Bel

    HAHAHAHA, seu texto me arrancou risadas altas aqui.
    Pede arrêgo e tira do LET’S ROCK mode, põe no PIECE OF CAKE.

    É você que escolhe a localização prá construir a cidade? Não tem como construir na beira de um rio ou do oceano, prá evitar o ataque ao menos de um lado?
    Daí possivelmente eles vão te atacar com navios piratas… bom, whatever. Ainda acho que você devia colocar no nível piece of cake.

  • atillah

    JÁ TÁ NO EASY!

  • .Leorick.

    Eu impaquei tbem, até apaguei da HD, comeceia jogar Nobunagas Ambition , que é exatamente do mesmo genero, pra ver se eu consigo “upar” minha singela habilidade e conseguir pelo menos uns 10 territorios no Three Kingdons….

    Mas que o jogo olha pra voce e fala OTARIO é verdade…

    Eu nem sei mais oque jogar no pc, tava triste já, não tenho mais opções, a não ser os “jogo de tiro” que aparecem nos tops de todas revistas e sites, e por pior q pareça eu já zerei eles tbem, to vendo pra jogar MassEffect agora, mas to vendo que nem promete muita coisa… Esperemos Starcraft 2 e Mirror’s Edge

  • Atillah, esse seu relato me ajudou muito a pensar em umas coisas. faz tempo que não jogo RTS’s, então vou dar uma olhada nesse. se o negócio fez você desistir, deve ser desafiante MESMO.

  • Pedro Carvalho

    Porra seus exercitos podem debandar?! WTF?!

    Aposto que se você melhorar ainda mais essa estrategia, uma praga de gafanhotos destruirá suas fazendas.

  • Capitão Piratão

    O ápice da parada é quando você cria a estratégia perfeita, à prova de qualquer falha ou inimigo humano.

    Aí o GALACTUS invade a terra e toma a sua cidade.

    Mas esse jogo é fichinha perto de jogos difíceis de verdade, como Ski Free. Aquele yeti é o pior boss do MUNDO INTEIRO, porra.

  • atillah

    @ Santhyago

    Eu ainda não desisti. As coisas estão melhorando. Leia abaixo.

    @ Pedro Carvalho

    Cara, ontem eu tava com duas cidades e partindo pra cima da terceira quando os gafanhotos atacaram duas fazendas e no mês seguinte eles se espalharam pra CIDADE.

    NÃO RI, CARALHO!

  • joao

    PQP,Esse jogo é definitivamente o CAPETA! sera que alguem no mundo inteiro nunca virou ele?

  • @Atillah
    PORRA
    o pc tá lendo ATÉ COMMENT pra te foder no jogo! Só falta vc falar que o Galactus atacou! AHSDhuasuhd
    vo baix…comprar e testo aqui. Vai demorar, mas eu testo.

  • Leef

    Juno, começa por Fire Emblem do Wii =P no modo normal se ja deve levar alguns game overs (eu levei DEZ na quarta fase)

    to pra pegar o romance e ver oq rola

  • @Juno
    Nunca mais eu vou conseguir rir tanto quanto agora… Eu e o meu irmão quase morremos lendo o que cê escreveu, véio. Já tinha ouvido falar de jogos ridículos, mas esse é a pior coisa que existe. Imagino que quando cê for o Imperador, cê vai ser derrotado porque alguém corrompeu sua cidade toda e quer o teu lugar.

  • Qual a configuração mínima pra jogar essa joça? Eu gosto de desafios!

  • atillah

    @ Pizurk

    Cara, no meu 1.5gh, com 512 de ram tá rodando bem. E é um jogo novo pro PC, apesar de ter saído há dois anos, acho, pro PS2.

    @ Black

    O jogo não é ridículo, véi. É bem organizado, estruturado e tem um background histórico interessante. Mas o problema é que é dificil pra caralho pra detectar e aprender os padrões da AI do jogo.

    @ Leef

    Fire Emblem do Wii é sossegadíssimo perto disso aqui. Esse jogo tá mais pro Rondo of Swords, do Nintendo DS, em termos de dificuldade e inclemência com o jogador.

  • Dezinhorox

    o mais engraçado vai ser quando o juno descobrir um novo menu com todas as pragas que você pode pedir
    e descobrir que mandar uma mensagem ao inimigo dizendo: “PORRACARALHOSEÉMUITOVIADOMESMOSEUFILHODAPUTA”
    está no default
    e que ele passa afrodisiaco para gafanhotos na plantação dele

  • sandrine

    Ri tanto do texto que resolvi baixar o jogo pra ser solidária, hahahaha!

  • Victor

    huahuahuahuahuahuahuhuahua
    caralho eu to me mijando de ri tanto da coluna quanto dos comentários. O Melhor!
    HUAHUAHUAHUAHUAHUHUAHUAHUA

  • Bahamuto

    HUAHUAHUA
    ATILLAH noob, cara, faz ZERG RUSH nesse computer noob ae po, sem ZERG RUSH não tem graça =0

  • llSENAll

    CARA FUI SO EU QUE ACHEI O GAME FACIL?????

  • Hauahuhauhauahuhahauhau
    Só fui ler isso agora.
    E eu achando os modos brutais do Command e Conquer difíceis.
    Mas esse jogo é muito FDP, a dos gafanhotos fez eu mijar de rir (e quase me ferrar com as buchechas inchadas).
    Enfim, espero que tenha passado da primeira fase, pelo menos.

  • Depois de ler esse texto, acho que vou baixar esse ai

    só joguei os de snes e do play 1 e, né por nada não, mas eu era bom pakas…

  • Zeh

    Olha, eu so novo nesse site, to achando muito irado e tal, mas puxação de saco a parte, onde eu arranjo esse jogo? Você, Oh grande pirata contemporâneo, que foi derrotado por um cabeludo bigodudo com cara de quem comeu e não gostou, não teria algum link pra baixa esse jogo?

    Ah é, zerei Devil May Cry 3 sem problemas, alias zerei em todos os modos. Será que já não tá na hora de você experimentar o DMC 4? Ah é, tambem já terminei esse, bem simpatico, supimpa de tranquilo que nem o 3 hehehe Quem é o HARDCORE aqui MOTHERFUCKER?

    Haarrr

  • é…. esse jogo é o mal encarnado.

    Só consegui sobreviver um pouco mais naquele modo freestyle, sandbox, sei lá…. pq vc começa em qualquer lugar e pode ficar pianinho por um tempo.

    mesmo assim, o primeiro cara que eu declarei guerra tomou meus oficiais, meus portos, minhas fazendas, minhas cidades… até minha plaquinha de “COMPRO E VENDO OURO” na Praça da Sé ele tomou.

    Shift+Delete no jogo. Foi assim que eu voltei a dormir.

  • Doutor Manhattan

    ehUEheuHuuheUHuhE GENIAL XD
    “Satanás existe e ele é um jogo de estratégia.”
    a partir de agora isso vai virar minha filosofia de vida hOUEHEUhuHe

    virei fã. ^^

  • Mulark

    é nois amigo do sofrimento e sucessivas derrotas. eu fiquei triste por um tempo por n conseguir zerar mas por causa disso é que eu tenho mias vontade de ganhar. Rumo a outra partida

busca

confira

quem?

baconfrito