Metendo o bedelho em polêmica

Música quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Tudo começou com a performance polêmica de uma ex-estrela Disney:

E, sim, eu vou defender ela. Acho.

Assistiram ao vídeo, mesmo o Youtube tendo tirado do ar? Ótimo. Dá pra ver que, nele, a Miley rebola, se esfrega no parceiro, anda de maiô e – Pasmém! – tira a roupa em público. Fica de sutiã e calcinha que são da cor da pele dela, claramente pra dar um efeito de nudez.

O problema começou mesmo no dia seguinte ao dito cujo, quando a internet resolveu entrar em polvorosa. Chamaram a menina de puta, de vendida, de retardada, dentuça, enfim. Cês sabem tudo o que eu penso sobre esse tipo de coisa, não sabem?

 É.

Sou da época em que a Miley, falecida Hannah Montana, cantava “se estivéssemos num filme”, tinha cara de pirralha e era dentuça de verdade. Ela cresceu. Largou o anel de pureza, gritou BULLSHIT e entrou no mundo do séguizo, drogas e rock’n’roll. Fumou sálvia e muito mais. Até o pai da criatura confessou em entrevista que a fama destruiu a família Cyrus e, se pudesse, jamais teria deixado a filha sequer entrar pra Disney.

Por que eu tô falando tudo isso? Pelo contexto, meus amores. Enfim, a menina decidiu embarcar de vez nesse mundo POP e pôs a cereja em cima do bolo. Fez o que toda estrela POP já fez um dia na vida: Rebolou em público no pau de alguém. E chocou. Ofendeu. Fez o que meninas de família – Como ela própria já foi – não fazem. Ou, pelo menos, escondem.

Do ponto de vista técnico e artístico, foi uma apresentação genérica como 90% das que acontecem na mídia mainstream atualmente. Rap, menina com jeito de lésbica fazendo coisas pra chocar, nudez gratuita. Enfim, mais do mesmo feijão com arroz que a música atual é.

Qual o motivo de nego ter cagado tanto na cabeça dela? Não entendo, sinceramente. Pode ser que, ao contrário de outras cantoras construídas exclusivamente pela mídia, a Miley force demais a barra, como eu acredito que ela faça. Que ela tenha uma necessidade muito grande de sair da aba da Disney, da barra da saia dos pais. Por que a Lady Gaga pode tirar a roupa por uma mensagem (Acrescente aspas se quiser) e não ofender e as outras não possam tirar simplesmente por que querem? Alô vocês, vi muita menina que se diz feminista criticando a cantora. Lembrem-se que a liberdade é pros dois lados. Tanto pra quem quer viver sem ser um pedaço de carne quanto pra quem quer ser um pedaço de carne, por que todo mundo tem o direito de escolher.

Enfim, pra finalizar, acho que a Miley tá seguindo, agora, os mesmos passos da Britney Spears. Pode ser que, assim como sua predecessora, a Miley possa chegar um dia a fazer esse tipo de coisa e ser aplaudida. Até lá, vai continuar sendo massacrada por um público que pede por esse tipo de espetáculo e critica fortemente quem faz. E, até lá, vai rolar muita sálvia, cabeça raspada e polêmica.

Não, eu não gosto dela. Nem das músicas dela. Só de ouvir 15s dessa voz anasalada eu tenho vontade de socar o rádio. Mas senti vontade de vir aqui dar minha opinião. Não pela polêmica, mas por que vadia, não, minha gente.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito