Mestres da Guitarra: Link Wray

Música terça-feira, 30 de agosto de 2011

Fred Lincoln Wray Jr, mais conhecido como Link Wray, nasceu em 1929, nos Estados Unidos da América, bem na época da grande depressão. Apelidado de o pai do power chord (Qqueles acordes com pestana que todo mundo usa), Link Wray permanece no entanto praticamente um zé ruela desconhecido, apesar de ter determinado em muito o caminho do rock ’n’ roll levou até os dias de hoje. É ele o elo perdido entre os guitarristas de blues dos anos 40 e 50 e os deuses da guitarra que apareceram depois: Chuck Berry, Dick Dale, Jimi Hendrix

 Link detonando nos anos 50

Depois de Link Wray, nunca mais a guitarra elétrica foi o mesmo instrumento. Após o relativo sucesso em 1958, com Rumble, Wray deu um novo sentido à guitarra, acrescentando-lhe a distorção e o feedback, além de ter criado os power chords, a base da maioria do rock contemporâneo. Também foi o pioneiro na utilização do fuzz (Uma espécie de distorção). O curioso é que conseguia tal efeito furando com um lápis os alto-falantes de seu amplificador. Normalmente quando falam da história do rock e da guitarra, o clichê sempre foi citar os nomes de Jimi Hendrix, Eric Clapton ou Jimmy Page. Mas todos esses sempre citaram Wray como grande influência para eles mesmos. Pete Townshend confessou que se não tivesse ouvido Rumble, nunca teria pegado numa guitarra.

A sua carreira começou nos idos anos 50, como membro da Lucky Wray and the Palomino Ranch Hands, uma banda que continha ainda os seus dois irmãos, Doug e Vernon. Depois de gravarem um EP, Wray começou a ter problemas com a tuberculose e cantar tornou-se cada vez mais difícil. O músico acabou por se ver mesmo privado de um pulmão, que lhe valeu o apelido de One-Lung Link. Mas o que parecia ser uma desgraça, acabou por trazer uma inesperada vantagem, uma vez que Wray acaba por desenvolver um estilo muito próprio de rock instrumental. Surgiria assim a sua formação final, Link Wray And His Raymen.

Wray tinha o dom dos predestinados e misturando o blues, o country e a surf music, acabou criando um som genuíno, que influenciou diretamente o punk, o glam-rock e o hard-rock, e foi a principal inspiração do psychobilly de bandas como The Cramps. Rumble foi retirada no auge das paradas por censura, pois foi considerada responsável pela violência delinquente das ruas norte-americanas. Meio caminho andado para ser elevado a ícone juvenil da contra-cultura dos anos 50. Link Wray colocou o rock no mapa, muito antes dele ser moda. Antes de Elvis Presley, Wray apareceu com brilhantina no cabelo, blusão de cabedal e óculos escuros, complementando a guitarra a tiracolo. Faleceu na Dinamarca, aos 76 anos, de infarto do miocárdio. Apesar de a história não lhe ter feito a justiça, o seu legado é inegável, pois sempre que uma guitarra soar, sei que estarei ouvindo o legado de Link Wray. E isso ninguém lhe poderá tirar.

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Wimp

    tomara que isso vire uma série. até agora curti muito os guitarristas apresentados aqui…

busca

confira

quem?

baconfrito