CDS #288 – Ya No Sé O Qué Hacer Conmigo (El Cuarteto de Nos)

Clipe da Semana domingo, 22 de fevereiro de 2015 – 0 comentários

Confesso que conheci essa música por causa da versão da Vespas Mandarinas. E eu realmente prefiro a versão da Vespas Mandarinas, mas não há como negar que o clipe dos hermanos do El Cuarteto de Nos é muito superior. Aliás, a gente podia perder essa mania de chamar qualquer pessoa que more em outro país da América Latina de hermanos, né?
continue lendo »

CDS #287 – Chandelier (Sia)

Clipe da Semana domingo, 15 de fevereiro de 2015 – 1 comentário

Eu sou um cara que perdia o dia inteiro assistindo a MTV. Meu gosto musical não foi formado por vinis velhos do meu tio ou cds arranhados do meu primo, mas sim pelos clipes da MTV. Talvez por isso meu gosto musical seja tão do balacobaco foda de ruim. O problema é que com o fim da MTV, minha fonte de descobrimento de novas músicas foi por água abaixo, até que um gêiser chamado Youtube trouxe minha alegria de volta. Perco bastante tempo assistindo clipes de artistas desconhecidos, na maioria das vezes não encontro nada bom, mas quando encontro também, é algo desse nível. Sia é definitivamente a melhor cantora da atualidade e Maddie Ziegler dança como muito marmanjo não consegue. Aliás, que criança foda. Vira e mexe o universo joga crianças completamente apaixonantes em nossas caras, como Dakota Fanning, Abigail Breslin, Chloe Grace Moretz e agora Maddie Ziegler. Aliás, se você achar que no clipe ela dança pouco, cê pode ver a apresentação dela ao vivo no Grammy. Mas OK, vamos ao que interessa. continue lendo »

CDS #286 – Mais Ninguém (Banda do Mar)

Clipe da Semana domingo, 08 de fevereiro de 2015 – 0 comentários

O que acontece quando você junta um Los Hermanos, a Mallu Magalhães, um português e o Passinho do Romano? Exatamente, ódio. Isso, claro, se você for uma pessoa normal. Se você for um retardado como eu e mais meia dúzia por aí, você vai achar a dosagem certa entre a carreira solo de Camelo e Mallu. Que é? Cês esperavam alguma coisa de mim? Ainda? Tsc, tsc, tsc… Vocês me decepcionam!
continue lendo »

CDS #285 – Here I Go Again (Whitesnake)

Clipe da Semana domingo, 01 de fevereiro de 2015 – 0 comentários

Você, metaleiro farofa dos anos 80, deve gostar de Whitesnake, e não há nada de errado nisso. Tudo bem que o David Coverdale foi vocalista reserva do Deep Purple antes de acabar, e que o Whitesnake é muito mais rock-pop modinha. Mas você há de convir que a modelo do clipe de Here I Go Again, que se chama Tawny Kitaen e foi casada com o Coverdale, era uma tetéia na época, e não dá pra reclamar de uma tetéia dançando no capô de um Jaguar só de lingerie. E nada disso importa, porque a música tem quatro versões, só porque fez sucesso. E essa é a 1987, provalvelmente. São vocês quem financiam essa porra. continue lendo »

CDS #284 – (I’ve Had) The Time Of My Life (Bill Medley, Jennifer Warnes)

Clipe da Semana domingo, 25 de janeiro de 2015 – 0 comentários

Sim, eu ando numa vibe anos 80. Se não gostou, me manda umas músicas mais recentes [Ou antigas, sei lá]. E eu sei que todos vocês conhecem (I’ve Had) The Time Of My Life, mesmo que não seja por conta do filme Dirty Dancing – Ritmo quente, já que a música é sempre usada em outras coisas, tipo como gatilho pro Alan de Two and A Half Men lembrar do casamento e virar uma moça. Mas o que importa é que a música de Bill Medley e Jennifer Warnes ganhou um Oscar, um Globo de Ouro e um Grammy. Cê acha pouco? Faz melhor. continue lendo »

CDS #283 – Take My Breath Away (Berlin)

Clipe da Semana domingo, 18 de janeiro de 2015 – 0 comentários

Eu aposto que 90% de vocês conhece essa música, mas não sabia o nome dela. Ou da banda. Mas pode ser que eu perca essa aposta, o povo da internet sempre sabe tudo. Mas enfim, o que importa é que Take My Breath Away é a música mais famosa da Berlin [A banda, não a cidade], graças a nada mais, nada menos que Top Gun: Ases Indomáveis [Ah, as traduções…], um sucesso da década de 80. Inclusive a música ganhou o Globo de Ouro e o Oscar de melhor canção original. E eu admito, o clipe não tem nada de mais, mas a música é emblemática. continue lendo »

CDS #282 – Blodtørst (Kvelertak)

Clipe da Semana domingo, 11 de janeiro de 2015 – 0 comentários

Você provavelmente não conhece os caras do Kvelertak, já que eles são uns noruegueses loucos que acham que são vikings. E provavelmente nunca ouviu Blodtørst, mas quem liga? A arte do clipe, que parece feita de giz de cera, ou giz de lousa mesmo, mostra que eles não tão brincando quanto a serem vikings, mesmo sendo meio frescos e tal. E a música é bacaninha, apesar de soar mais pesada na minha cabeça. Acho que eu tou ficando muito tr00. continue lendo »

CDS #281 – My Dying Time (Black Label Society)

Clipe da Semana domingo, 04 de janeiro de 2015 – 0 comentários

Caso você não conheça, Black Label Society é a banda do Zakk Wylde, que ficou famoso como guitarrista do Ozzy Osbourne. Caso você conheça, vai ver que, segundo a visão demonstrada no clipe de My Dying Time, Zakk acredita que, não importa pra onde ele vá quando morrer, tá fudido. continue lendo »

CDS #280 – Rap da Crueldade (Hermes e Renato)

Clipe da Semana domingo, 28 de dezembro de 2014 – 0 comentários

Hermes e Renato são fruto de um outro tempo, uma era em que humor não precisava se preocupar se ofendia alguém, um humor feito pra agradar seu público, e não pra ser legal com todo mundo. Rap da Crueldade é a síntese disso. Ao mesmo tempo que é uma ótima sátira de vários raps que eu conheço, é ofensivo até não querer mais, principalmente depois que eu descobri que tinha um clipe, e que os caras tavam pintados de negro no clipe. Mas eu nunca vi ninguém querendo queimar os caras do Hermes e Renato em praça pública. continue lendo »

CDS #279 – Empty Walls (Serj Tankian)

Clipe da Semana domingo, 21 de dezembro de 2014 – 0 comentários

Pra ser sincero, eu sempre liguei o Serj Tankian ao System of a Down, mesmo não gostando muito da banda. Tá, eles são famosos, pop e o caralho a quatro, mas por algum motivo obscuro o som deles não me anima. Mas, a despeito disso tudo, depois que me indicaram o Empty Walls, minha visão continua a mesma. Mas o clipe é foda, uma crítica não-tão-velada à resposta americana ao 11 de setembro, e a subsequente guerra no Iraque. Mas o pior é o cara cantando essas parada triste com um sorrisão na cara. Cadê sua compaixão, homem? continue lendo »

confira

quem?

baconfrito