Legends of Tomorrow, Liga da Justiça Internacional e a Sociedade da Justiça da América

Televisão segunda-feira, 06 de junho de 2016

E chegamos ao final da primeira temporada da mais nova série da DC na televisão. E se levarmos em conta que Legends of Tomorrow só existiu porque os produtores do universo cinematográfico da DC proibiram os produtores do universo televisivo da DC de usarem o Esquadrão Suicida, o saldo foi mais do que positivo. Claro que nem tudo foram flores, mas é mais do que algumas séries da Marvel conseguiram por aí. É, ainda tô reclamando das péssimas ideias que foram Agente Carter e Most Wanted.

Vandal Putão Savage.

Sinceramente, não conheço ninguém que fosse fã de verdade dos protagonistas da série. Nuclear, Átomo, Gavião Negro, Mulher Gavião, Onda Térmica, Capitão Frio, Canário Branco e Rip Hunter, apesar de conhecidos por muitos, sempre foram personagens secundários, e criar uma série protagonizada por um monte de zé ruela é algo bastante ousado e inovador, principalmente se você nunca leu a versão clássica de Liga da Justiça Internacional.

Aliás, é exatamente daí que Legends of Tomorrow tira sua principal inspiração, tendo aventura e humor como foco principal dos episódios. Apesar de abordar viagens no espaço-tempo, realidades alternativas e ter um ditador imortal como vilão, a série tem um tom bem leve, apesar de nem sempre as coisas terminarem bem para os heróis. Casalzinho passarinho que o diga.

BROMANCE.

A trama dessa primeira temporada de Legends of Tomorrow girou em torno do Capitão Rip Hunter, ex-mestre do tempo tentando salvar sua família do terrível destino nas mãos de Vandal Savage, e no romance entre Gavião Negro e Mulher Gavião, que assim como a família de Hunter, estão destinados a encontrar a morte nas mãos de Savage. Fica bem claro que a grande aposta da série era a Mulher Gavião, mas infelizmente não souberam trabalhar bem a personagem e ela acabou diminuída à donzela em perigo, o que resultou em uma má aceitação dos fãs e culminou em sua saída da série no último episódio. É provável que Mulher Gavião e Gavião Negro retornem? Bom, se a Guerra Thanagariana continuar nos planos dos produtores eles TEM que voltar. Mas, a não ser que deem uma boa trabalhada nos dois, eu to torcendo pra que não voltem nunca mais.

Enfim, após perdermos um dos personagens mais queridos entre os fãs, por motivos de: Vamos usá-lo no fime do Flash, então façam o favor de tirá-lo da série, chegamos ao episódio final da série, que conta com mais viagens no tempo do que todos os episódios do resto da série juntos, e nos leva de volta para momentos importantes da série, nos mostrando alguns dos principais acontecimentos por outro ângulo. Não há muito do que reclamar do episódio final e do seu cliffhanger maravilhoso com o Homem Hora aparecendo, dizendo ser membro da Sociedade da Justiça da América e entregando notícias não muito animadoras para a equipe.

Homem Hora.

Por fim a série cumpriu o que Rip Hunter prometeu no primeiro episódio, ela transformou heróis irrelevantes em lendas! Não há como teorizar muito sobre a segunda temporada da série, apesar de alguns produtores terem dado a entender que a Sociedade da Justiça pode ter algum envolvimento com Flash e Arrow. O que resta é aguardar e esperar que a série tenha aprendido com seus próprios erros e torcer para que tenhamos uma segunda temporada ainda melhor e com mais personagens irrelevantes tornando-se lendas.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito